Como é que ninguém se tinha lembrado de construir coisas reais com Legos gigantes?

Os adultos que já brincaram com Legos (e quem é que nunca o fez?), inevitavelmente olharam para os pequenos pedaços de plástico na sua mão e pensaram: “Caramba, estas coisas são pequenas”. Foi o que pensou Arnon Rosan, um “empreendedor em série” com sonhos de criança.

“Nós vamos ficando mais velhos”, diz Arnon Rosan, “pegamos naquelas peçazinhas, e vamos ficando com a sensação de que gostaríamos de ter uma versão em tamanho real daquilo”.

A maioria das pessoas fica-se pela fantasia – mas não Rosan, empreendedor nova-iorquino, fundador de start-ups e investidor especializado nas indústrias criativas.

Rosan desenhou blocos de construção em tamanho real, semelhantes a peças de Lego gigantes – um sistema modular de blocos de plástico em grande escala que, como as peças originais, são colocados em cima uns dos outros, encaixados para ganhar solidez – e fundou a EverBlock.

Mas a EverBlock é mais uma ferramenta do que um brinquedo.

Os blocos, fabricados em polipropileno, um termoplástico reciclável derivado do propileno, podem ser usados para construir móveis e estruturas plenamente funcionais.

Os blocos vêm em 14 cores e três tamanhos: inteiro (30cm de comprimento), metade (15 centímetros) e um quarto (7.6 centímetros). O seu peso varia entre as 100 e as 900 gramas.

Mais difícil do que parece

Os Everblocks são montados mais ou menos como quaisquer outros blocos de construção modulares, mas numa escala maior.

everblocksystems.com

 Arnon Rosan, empreeendedor em série, investidor em start-ups, criança em ponto grande, junto aos seus Everblocks

Arnon Rosan, empreeendedor em série, investidor em start-ups, criança em ponto grande, junto aos seus Everblocks

À medida que os blocos aumentam de tamanho, construir com eles fica mais complicado.

“Quando começámos, pensávamos que as pessoas saberiam instintivamente como construir com eles”, explica Rosan à Wired.

Não foi o caso. Em miniatura, é fácil ter uma perspectiva de como os blocos se encaixam. Mas em tamanho natural, o processo torna-se um desafio.

“As pessoas começam a preocupar-se com a estabilidade”, diz Rosen.

Não é um grande problema se a sua parede de 5 centímetros cai, mas não é bem assim quando ela tem 5 metros.

O segredo está em tirar lições das brincadeiras com os Legos, e empilhar os blocos como tijolos, para que eles se equilibrem.

Além dos característicos encaixes semelhantes aos dos Legos, cada Everblock tem também pelo menos uma entrada para cabos de força, cavilhas de madeira ou luzes LED, para ajudar a estabilizar ou iluminar estruturas maiores.

Rosan concebeu os EverBlocks como uma forma de construir facilmente móveis como sofás e mesas de café, mas rapidamente percebeu que os grandes blocos têm aplicações muito para lá da sala de estar.

Quando começaram a experimentar os Everblocks, as pessoas começaram a experimentar(são Legos, não é?) e construíram estruturas parecidas com casas, divisórias, e até arte.

No site da Everblock está disponível uma aplicação de “construção virtual” que as pessoas podem usar para criar desenhos e saber quantos tijolos vão ser necessários.

Uma nova indústria a nascer

Quando Rosan descreve o seu desejo de expandir o conceito do EverBlock para incluir janelas e portas, é fácil adivinhar que podemos estar perante um novo tipo de construção.

Como todos os sistemas modulares, o benefício real das peças de Lego gigantes está na sua eficiência.

Mas com apenas três versões de blocos, há para já grandes limitações para o que se pode construir.

Ainda assim, quando precisamos de construir alguma coisa rapidamente, esta pode ser já uma solução inteligente e muito rápida.

Por exemplo, em situações de emergência em zonas de calamidade.

“Enviamos um par de helicópteros com paletes de blocos para uma zona de catástrofe – e de repente, temos abrigos de emergência montados, com uma estrutura sólida, a ajudar as pessoas”, diz Rosan.

ZAP / HypeScience

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A noticia está errada. Nos anos 60 uma criança teve essa ideia quando visitava a fábrica “LEGO”. Os donos acharam a ideia interessante e a nova fábrica Lego foi construída com “LEGOS” gigantes…

Responder a José Cancelar resposta

Sistema de inteligência artificial promete diagnosticar cancro do pulmão com mais precisão que radiologistas

Um grupo de cientistas da Google e da universidade norte-americana Northwestern desenvolveram um sistema de inteligência artificial que promete detetar melhor o cancro de pulmão do que os radiologistas, conclui um estudo publicado na terça-feira. Segundo …

João Félix é exigência de Guardiola no Manchester City

O campeão inglês, Manchester City, estará interessado na contratação de João Félix. O jovem de 19 anos está blindado por uma cláusula de rescisão de 120 milhões de euros. Depois de entrar na lista dos 23 …

Greve dos anestesistas no Amadora-Sintra adia 300 cirurgias

Os médicos anestesistas do Hospital Amadora-Sintra terminam esta sexta-feira às 20h00 uma greve de cinco dias para exigir a contratação de mais especialistas e reclamar condições de segurança clínica. A paralisação no Hospital Fernando Fonseca, que …

“No que depender do Governo”, a rede Multibanco vai continuar gratuita, garante Centeno

"No que depender do Governo, vai continuar gratuita para os portugueses" a utilização das caixas multibanco, cuja gratuitidade foi questionada recentemente por alguns líderes dos bancos. O ministro das Finanças, Mário Centeno, garantiu esta sexta-feira que …

Protecção Civil pagou combustível para participar em novela da SIC

A SIC não pagou qualquer valor pelo empréstimo de meios da Protecção Civil para as filmagens de uma novela que está a ser produzida pelo canal. A Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil (ANEPC) …

Liderança do Montepio pode voltar a mudar

Uma nova reviravolta na administração do Banco Montepio pode estar prestes a acontecer. Carlos Tavares, atual presidente da administração com poderes não executivos, pode voltar a ser presidente executivo deste banco. Se isso acontecer, Dulce Mota …

Berardo era peça na "estratégia" de Sócrates para dominar a banca

Em entrevista ao Jornal Económico, o empresário Patrick Monteiro de Barros defende que Joe Berardo foi uma das pessoas de quem José Sócrates se serviu para dominar a banca. Patrick Monteiro de Barros disse, em entrevista …

BCE arrasa propostas de Centeno. Reforma coloca em risco independência do BdP

O Banco Central Europeu teceu duras criticas às propostas de Centeno para a reforma da supervisão financeira em Portugal. O BCE admite que a independência do Banco de Portugal poderia ficar em risco. Depois da Comissão …

#MeToo. Acordo de 40 milhões para evitar processo contra Harvey Weinstein

O antigo produtor de Hollywood Harvey Weinstein terá chegado a um acordo no valor de 44 milhões de dólares (cerca de 40 millhões de euros) em indemnização com dezenas das suas vítimas, de forma a …

Paulo Sande, cabeça de lista do Aliança, recebeu salário de Belém. Mas vai devolver

O cabeça de lista do Aliança decidiu devolver o vencimento que lhe foi pago este mês pela Presidência da República enquanto assessor político de Marcelo Rebelo de Sousa. Paulo Sande começou por gozar uma licença sem …