Senado deixa passar juiz Kavanaugh (mas confirmação foi adiada)

Michael Reynolds / EPA

Comissão do Senado aprovou a nomeação do juiz Brett Kavanaugh, nomeado por Donald Trump, para o Supremo

O candidato ao Supremo Tribunal dos Estados Unidos, o juiz conservador Brett Kavanaugh, foi esta sexta-feira aprovado pelo Comité Judicial do Senado numa votação preliminar e de recomendação, cabendo agora à câmara alta do Congresso norte-americano confirmar o nome do magistrado.

A votação, que se realizou com vários minutos de atraso, está envolta em forte polémica, uma vez que Brett Kavanaugh, um juiz conservador de 53 anos que foi apontado em julho passado pelo Presidente norte-americano, Donald Trump, para ocupar um lugar na mais alta instância judicial norte-americana, está a ser acusado de má conduta sexual por pelo menos quatro mulheres.

Os 11 membros republicanos que compõem o comité votaram a favor da recomendação da confirmação de Kavanaugh no Senado. Os restantes elementos do comité, 10 democratas, opuseram-se à recomendação.

Um senador republicano, Jeff Flake, pediu, no entanto, que a votação final no Senado seja adiada cerca de uma semana, para permitir a abertura de um inquérito policial sobre as acusações que recaem sobre o juiz Kavanaugh.

Kavanaugh clamou esta quinta-feira inocência e assegurou que não desiste da candidatura ao Supremo Tribunal apesar do testemunho de Christine Blasey Ford, professora que o acusa de tentar violá-la durante uma festa em 1982, quando ambos frequentavam o ensino secundário.

“Acreditei que ia violar-me”, declarou a professora universitária, num tom emocionado, segundo descreveram as agências internacionais. Ford garantiu não ter dúvidas sobre a identidade do agressor, sublinhando que sentiu que era sua responsabilidade contar toda a verdade.

ninian_reid / Flickr

O senador republicano Chuck Grassley, do Iowa, escuta o depoimento de Christine Blasey Ford durante as audiências para a nomeação de Brett Kavanaugh

“Ninguém me fará retirar do processo”, disse o conservador, de 53 anos, ao ser ouvido na Comissão Judicial do Senados já depois de Christine Blasey Ford ter sido ouvida. E reiterou: “Estou inocente“, sublinhando os efeitos da polémica para a sua família.

Através do Twitter, e após as oito horas de audições, Donald Trump disse que Kavanaugh mostrou à América exatamente por que o nomeou e reiterou o seu apoio ao juiz, elogiando o seu testemunho “poderoso, honesto e firme”.

Trump ordena ao FBI que investigue acusações

O Presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou esta sexta-feira ter assinado uma ordem a pedir ao FBI que investigue as acusações de abuso sexual contra o seu candidato ao Supremo Tribunal, o juiz Brett Kavanaugh.

“Ordenei ao FBI que faça uma investigação complementar para atualizar o dossiê do juiz Kavanaugh. Como pediu o Senado, esta atualização deverá estar limitada às acusações de conduta sexual imprópria e ser finalizada em menos de uma semana“, disse o Presidente, segundo um “tweet” da porta-voz da Casa Branca, Sara Sanders.

Após a recomendação do Comité Judicial do Senado, cabe à câmara alta do Congresso dos Estados Unidos votar, em sessão plenária, a confirmação do magistrado. Atualmente, os republicanos detêm uma estreita maioria no Senado, 51 lugares contra os 49 dos democratas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Descobertas duas super-Terras na zona habitável de uma das estrelas mais próximas do Sistema Solar

Uma equipa internacional de cientistas encontrou duas super-Terras a orbitar uma das estrelas mais próximas do Sistema Solar. Conduzida pela Universidade de Göttingen, na Alemanha, a equipa de especialistas localizou um sistema formado por pelo …

Sporting 2-1 Gil Vicente | Leão de Plata só sabe vencer

O Sporting cumpriu na recepção ao Gil Vicente, no fecho da 29ª jornada da Liga NOS, e venceu por 2-1, num jogo que pareceu sempre controlado, mas que terminou com emoção. Os “leões” dominaram por completo …

Leões marinhos decapitados estão a dar à costa no Canadá (e ninguém sabe porquê)

Os corpos decapitados de pelo menos cinco leões-marinhos encontrados nas costas de Vancouver, no Canadá, nos últimos meses sugerem que pode haver um serial killer de mamíferos marinhos à solta. O LiveScience relata que pelo menos …

Este japonês é a única pessoa no mundo a ter um mestrado em Estudos Ninja

Um homem japonês tornou-se a primeira pessoa no mundo a ter um mestrado em Estudos Ninja depois de concluir um curso de pós-graduação que envolvia a aprendizagem de artes marciais básicas e escalada de montanhas. De …

Cátio Baldé acusado de comprar vistos para jogadores do Benfica

Cátio Baldé está a ser acusado de corrupção passiva por ter pagado a um funcionário da embaixada portuguesa em Bissau para conseguir vistos para jogadores do Benfica. O empresário admite o crime, mas nega o …

Ex-polícia admite ser "Assassino de Golden State" e declara-se culpado de 13 homicídios

O ex-polícia norte-americano Joseph DeAngelo declarou-se, esta segunda-feira, culpado de 13 homicídios. Mais conhecido como o "Assassino de Golden State", DeAngelo foi preso em 2018, após 40 anos de investigação. A identificação do criminoso apenas foi …

Infarmed garante ter stock de remdesivir, apesar da compra massiva dos EUA

Depois da notícia de que os EUA compraram à empresa Gilead Sciences praticamente toda a reserva para três meses do medicamento remdesivir, o primeiro aprovado no país no tratamento de covid-19, o Infarmed garante que …

Orfão, capturado e apresentado à rainha. A história da mais antiga fotografia de um indígena da Nova Zelândia

Um daguerreótipo - primeiro processo fotográfico do mundo - mantido na Biblioteca Nacional da Austrália é o mais antigo retrato fotográfico conhecido de um indígena maori da Nova Zelândia. Na imagem antiga, um adolescente aparece vestido …

Uma mesa de 490 metros na Charles Bridge. Em Praga, o fim da restrições celebrou-se com um jantar em massa

Os habitantes de Praga, capital da República Checa, construíram uma mesa com quase 490 metros e realizaram um enorme jantar público esta terça-feira para comemorar o fim do bloqueio do coronavírus no país. De acordo com …

Vladimir Putin vai poder governar a Rússia até 2036

Os eleitores russos devem aprovar, com larga maioria, as emendas constitucionais que permitem ao Presidente Vladimir Putin concorrer a outros dois mandatos, de acordo com os primeiros resultados do referendo. A Comissão Central de Eleições disse …