Senado deixa passar juiz Kavanaugh (mas confirmação foi adiada)

Michael Reynolds / EPA

Comissão do Senado aprovou a nomeação do juiz Brett Kavanaugh, nomeado por Donald Trump, para o Supremo

O candidato ao Supremo Tribunal dos Estados Unidos, o juiz conservador Brett Kavanaugh, foi esta sexta-feira aprovado pelo Comité Judicial do Senado numa votação preliminar e de recomendação, cabendo agora à câmara alta do Congresso norte-americano confirmar o nome do magistrado.

A votação, que se realizou com vários minutos de atraso, está envolta em forte polémica, uma vez que Brett Kavanaugh, um juiz conservador de 53 anos que foi apontado em julho passado pelo Presidente norte-americano, Donald Trump, para ocupar um lugar na mais alta instância judicial norte-americana, está a ser acusado de má conduta sexual por pelo menos quatro mulheres.

Os 11 membros republicanos que compõem o comité votaram a favor da recomendação da confirmação de Kavanaugh no Senado. Os restantes elementos do comité, 10 democratas, opuseram-se à recomendação.

Um senador republicano, Jeff Flake, pediu, no entanto, que a votação final no Senado seja adiada cerca de uma semana, para permitir a abertura de um inquérito policial sobre as acusações que recaem sobre o juiz Kavanaugh.

Kavanaugh clamou esta quinta-feira inocência e assegurou que não desiste da candidatura ao Supremo Tribunal apesar do testemunho de Christine Blasey Ford, professora que o acusa de tentar violá-la durante uma festa em 1982, quando ambos frequentavam o ensino secundário.

“Acreditei que ia violar-me”, declarou a professora universitária, num tom emocionado, segundo descreveram as agências internacionais. Ford garantiu não ter dúvidas sobre a identidade do agressor, sublinhando que sentiu que era sua responsabilidade contar toda a verdade.

ninian_reid / Flickr

O senador republicano Chuck Grassley, do Iowa, escuta o depoimento de Christine Blasey Ford durante as audiências para a nomeação de Brett Kavanaugh

“Ninguém me fará retirar do processo”, disse o conservador, de 53 anos, ao ser ouvido na Comissão Judicial do Senados já depois de Christine Blasey Ford ter sido ouvida. E reiterou: “Estou inocente“, sublinhando os efeitos da polémica para a sua família.

Através do Twitter, e após as oito horas de audições, Donald Trump disse que Kavanaugh mostrou à América exatamente por que o nomeou e reiterou o seu apoio ao juiz, elogiando o seu testemunho “poderoso, honesto e firme”.

Trump ordena ao FBI que investigue acusações

O Presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou esta sexta-feira ter assinado uma ordem a pedir ao FBI que investigue as acusações de abuso sexual contra o seu candidato ao Supremo Tribunal, o juiz Brett Kavanaugh.

“Ordenei ao FBI que faça uma investigação complementar para atualizar o dossiê do juiz Kavanaugh. Como pediu o Senado, esta atualização deverá estar limitada às acusações de conduta sexual imprópria e ser finalizada em menos de uma semana“, disse o Presidente, segundo um “tweet” da porta-voz da Casa Branca, Sara Sanders.

Após a recomendação do Comité Judicial do Senado, cabe à câmara alta do Congresso dos Estados Unidos votar, em sessão plenária, a confirmação do magistrado. Atualmente, os republicanos detêm uma estreita maioria no Senado, 51 lugares contra os 49 dos democratas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Há uma espécie de árvore praticamente imortal (e o seu segredo foi descoberto)

Uma equipa de investigadores descobriu o segredo da Ginkgo biloba, a espécie de árvore que é praticamente imortal. Esta espécie existe desde o tempo dos dinossauros. A Ginkgo biloba, também conhecida popularmente por nogueira-do-japão, é uma …

O planeta extrassolar mais próximo da Terra pode ter companhia

Uma equipa internacional de astrofísicos encontrou evidências da existência de um segundo planeta a orbitar Próxima Centauri, a estrela mais próxima do Sol. Na prática, o mundo extrassolar mais próximo de nós pode ter companhia. …

Uma estrela ajudou a perceber quando é que a Via Láctea devorou outra galáxia

Recentemente, astrónomos descobriram que uma colisão com uma galáxia satélite encheu a Via Láctea de estrelas. Agora, graças a uma única estrela, já é possível perceber quando é que isso aconteceu. A galáxia satélite Gaia-Enceladus foi, …

Homem pede "julgamento por combate" com espadas japonesas para resolver disputa legal com a ex-mulher

Para resolver uma disputa legal com a sua ex-mulher, David Ostrom sugere que seja feito um "julgamento por combate" com espadas japonesas. Há precedentes legais que o podem favorecer em tribunal. O insólito aconteceu no Iowa, …

Crimes violentos podem aumentar drasticamente nos EUA devido ao aquecimento global

O número de crimes violentos nos Estados Unidos pode aumentar drasticamente nos próximos anos devido ao aquecimento global, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade do Colorado, em Boulder. "Dependendo da rapidez …

Twitter pede desculpa por permitir anúncios direcionados a neonazis

O Twitter emitiu esta quinta-feira um pedido de desculpa público depois de a BBC denunciar que a rede social estava a permitir anúncios direcionados a neonazis, islamofóbicos e outros grupos de ódio. A emisorra britânica …

Carlos Silva alega falta de apoio do PS e anuncia saída da liderança da UGT

O secretário-geral da UGT não é candidato a um novo mandato na central sindical, alegando que o “desgaste tem sido tremendo” e que é visto como força de bloqueio. “Não quero continuar”, “já está decidido e …

A maior aeronave do mundo vai ficar ainda maior. Medirá quase 100 metros

A maior aeronave do mundo vai ficar ainda maior: o dirigível híbrido Airlander 10, que media 92 metros de comprimento, vai bater o seu próprio recorde. De acordo com a emissora britânica BBC, a aeronave passará a …

Mortes nos Comandos. Governo só indemniza famílias se for condenado

O Governo deu ordem para parar as negociações com as famílias dos recrutas que morreram durante o 127.º Curso de Comandos, que decorreu na região de Alcochete, em 2016. Segundo o Jornal de Notícias, o Governo …

Eduardo Cabrita diz que polícias compram equipamento "porque querem"

O ministro da Administração Interna afirmou que os agentes policiais que compram equipamento de proteção do seu próprio bolso fazem-no porque o querem. Numa entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, divulgada este fim-de-semana, o …