Coletes Amarelos: novo sábado de violência em Paris

Yoan Valat / EPA

Mobilizados há mais de cinco meses, os “coletes amarelos” voltaram este sábado às ruas para o seu “acto XXIII” marcado por uma nova escalada da tensão entre manifestantes e forças de autoridade.

Tiros de gás lacrimogéneo, lojas e mobiliário urbano danificado. O 23° sábado consecutivo de manifestações dos “coletes amarelos”, mobilizados desde há cinco meses em França, foi marcado por novo aumento da violência em Paris. Na próxima quinta-feira, Emmanuel Macron deverá anunciar as tão esperadas respostas à crise.

A fechar uma semana marcada pelo incêndio que devastou Notre-Dame, que levou o presidente francês a anular o anúncio das reformas prometidas saídas do Grande Debate Nacional, este novo sábado de protesto foi anunciado como um “ultimato” ao chefe de Estado.

Segundo dados do Ministério do Interior, 27.900 pessoas manifestaram-se em toda a França, das quais 9.000 em Paris, números que mostram um decréscimo da mobilização a nível nacional. Todavia, na capital o número de manifestantes quase duplicou.

Os coletes amarelos contestam os dados do Ministério do Interior e falam em 100.000 manifestantes em todo o país.

Nas ruas desde Novembro, os “coletes amarelos” reivindicam o aumento do poder de compra, mais justiça social e mais democracia. O protesto deste sábado ocorre num contexto de críticas aos milhões arrecadados para a reconstrução da Catedral de Paris e ausência de respostas para as reivindicações do movimento.

Os primeiros confrontos deste sábado aconteceram na Praça da Bastilha, estendendo-se depois à Praça da República. Várias motas foram incendiadas e, aos polícias, os manifestantes gritaram repetidamente “suicidem-se”, numa alusão à vaga de suicídios, sem precedentes, que desde o início do ano assola a corporação.

De acordo com as autoridades, até ao momento, foram detidas para interrogatório 227 pessoas, e a polícia realizou mais de 20 mil controlos preventivos em Paris.

// RFI

PARTILHAR

RESPONDER

Londres deixa de participar na maior parte das reuniões da UE a partir de 1 de setembro

Os representantes britânicos vão deixar de participar na maior parte das reuniões da União Europeia (UE) a partir de 01 de setembro, estando presentes somente nas que "dizem respeito ao interesse nacional", afirmou esta terça-feira …

Berardo escapou ao boicote. Vinhos da Bacalhôa no top dos mais vendidos em Portugal

Apesar dos boicotes promovidos a Joe Berardo após as suas polémicas declarações na Comissão Parlamentar de Inquérito à gestão da Caixa Geral de Depósitos, os vinhos da Bacalhôa, empresa de Azeitão de que o empresário …

Maré de algas invadiu praias do Algarve

Além de a água do mar mais fria do que o habitual, as praias foram invadidas por algas. O fenómeno natural causou estranheza e preocupação entre os banhistas, mas não existem riscos para a saúde. No …

Há livrarias a recusar vouchers de manuais gratuitos por falhas no pagamento do Estado

Algumas livrarias estão a enfrentar problemas financeiros com a entrega dos manuais escolares gratuitos que, neste ano, foram alargados até ao 12.º ano. Tudo devido a atrasos no pagamento dos reembolsos do Estado. Nalguns casos, …

Renato Sanches pode estar de saída do Bayern. "Está tudo em aberto"

O médio português voltou a expressar desagrado com a falta de tempo de jogo no Bayern Munique e o Lille poderá estar interessado na sua contratação. Renato Sanches voltou a expressar desagrado com a falta de …

De Chaves a Faro. Costa vai percorrer o país de lés a lés para "ganhar novas forças"

Com as eleições legislativas a aproximarem-se, António Costa comprometeu-se a percorrer os mais de 700 quilómetros da Estrada Nacional 2 durante as próximas semanas. António Costa já começou a preparar a campanha para a corrida às …

Aberto processo urgente de protecção das gémeas presas em garagem. MP conhecia caso há 3 anos

O Ministério Público (MP) instaurou um processo de protecção urgente das duas crianças de 10 anos que viveram nos últimos anos numa garagem, na Amadora. As gémeas estavam sinalizadas há 6 anos pela Comissão de …

Venda da madeira do Pinhal de Leiria já rendeu 13,6 milhões de euros

A venda de lenha do Pinhal de Leiria rendeu já 13,6 milhões de euros, segundo o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), citado pela presidente da Câmara Municipal da Marinha Grande. Segundo comunicado …

Cristiano Ronaldo: "2018 foi o ano mais difícil da minha vida"

O internacional português considera que 2018, ano marcado pela acusação de violação de que foi alvo nos Estados Unidos, que acabou por cair em julho, foi o pior da sua vida. "2018 foi possivelmente o ano …

Marcelo promulgou lei com gralha: citou acórdão que não existe

O Presidente da República promulgou alterações ao código de trabalho, recusando as suspeitas de inconstitucionalidade que as bancadas de esquerda levantam. Marcelo cita um acórdão do tribunal constitucional que não existe. É “uma gralha dos serviços …