Colégios não apresentaram candidaturas a novas turmas

Tiago A. Pereira / Flickr

-

Terminou o prazo para as escolas com contratos de associação se candidatarem e inscreverem turmas para o próximo ano letivo. O governo diz que, ao contrário das ameaças, os colégios que perderam os contratos não se candidataram, e considera que o assunto fica definitivamente encerrado.

Nas últimas semanas, durante a contestação à decisão de cortar contratos com algumas escolas, os representantes dos colégios privados ameaçaram avançar com inscrição de turmas, mesmo em zonas onde o Ministério da Educação tinha denunciado os contratos, aceitando alunos para essas novas turmas.

No entanto, fonte oficial confirmou à TSF confirmou que a ameaça não se confirmou, e apenas apresentaram candidatura as escolas e as turmas indicadas pelo Governo.

A fonte do executivo considera que “agora, com esta última meta ultrapassada, o caso fica totalmente encerrado“.

A Associação do Ensino Particular e Cooperativo garante, no entanto, que o diferendo com o governo sobre os contratos de associação está longe de ter terminado, garantindo que o processo seguirá a via jurídica, na ausência de solução política.

“Este assunto não está encerrado de forma alguma“, disse à agência Lusa o diretor executivo da Associação dos Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo (AEEP), Rodrigo Queiroz e Melo, ao comentar o fim do prazo (quarta-feira) para os colégios solicitarem o financiamento de turmas de início de ciclo para o próximo ano letivo.

Segundo o mesmo responsável, candidataram-se pouco mais de 30 colégios, num total de 76, no âmbito de um concurso extraordinário aberto há duas semanas para a abertura de novas turmas no próximo ano letivo e que a associação considera ilegal.

“Os contratos são trienais e podem ser abertos concursos extraordinários, mas todos os colégios que se candidataram fizeram-no sob protesto“, disse, acrescentando que essa posição foi deixada por escrito no Ministério da Educação.

Só colégios com acesso

Rodrigo Queiroz e Melo lembrou ainda que só puderam candidatar-se os colégios que se encontravam na lista do Ministério da Educação, ficando os restantes sem acesso à plataforma criada para o efeito.

“Não era possível a ninguém que não estivesse na lista candidatar-se”, sublinhou, garantindo que os colégios não desistiram de “fazer valer os seus direitos sobre os contratos trienais”.

Fonte do Ministério da Educação disse à Lusa que, conforme previsto no regulamento, será um júri a decidir as turmas a atribuir a cada colégio nos raros em que não há oferta suficiente na escola pública.

Com base num estudo da rede de escolas, a tutela determinou uma redução de 57% nas turmas de início de ciclo a financiar nos colégios no próximo ano letivo: de 656 em 2015-2016 para 273 em 2016-2017, o que representa uma poupança de quase 31 milhões de euros para o Estado, segundo dados oficiais.

O Ministério garantiu que os alunos a meio de um ciclo de ensino não verão esse percurso interrompido, mas os colégios alegam ter legitimidade para abrir turmas de início de ciclo durante a vigência dos contratos trienais assinados no ano passado, na sequência de um concurso.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. E já chega de mamar!…
    Muitos dos donos desses colégios parasitas, estão milionários!
    Conheço um que já comprou meia aldeia só com o dinheiro que sugou do estado!

  2. Infelizmente se os 31 milhões de euros não forem para as escolas privadas o dito estado vai acabar por o ESBANJAR À MESMA. Sou deste país à varias décadas e os “governantes” nunca me mostraram formas de agir diferentes, tudo o que cai no SACO AZUL é para o gato. Vejam o esbanjamento de dinheiros públicos nos nossos bancos de jogar à bugalhinha, vejam as negociatas desastradas das nossa instituições, etc. etc. etc.

RESPONDER

"É com Vieira que o FC Porto consegue tirar a final da Taça do Jamor"

Rui Gomes da Silva, candidato à presidência do Benfica, apontou baterias ao atual presidente das águias, Luís Filipe Vieira, poucas horas depois de a Federação Portuguesa de Futebol ter anunciado que a final da Taça …

Rui Rio propôs fim dos debates quinzenais sem consultar deputados

A bancada do PSD só recebeu as propostas do partido para alterar o regimento da Assembleia da República mais de 24 horas depois do anúncio feito por Rui Rio, na terça-feira, no Porto. Rui Rio, líder …

TAP escapa à nacionalização. Estado assume controlo com 72,5% da companhia

O Estado e os acionistas privados da TAP estão perto de chegar a acordo, devendo a companhia aérea escapar à nacionalização. Ainda não há fumo branco, mas o acordo sobre o futuro da TAP deverá …

Encontradas 115 crianças enterradas com moedas na boca na Polónia

Trabalhadores que construíam uma nova estrada na Polónia encontraram os restos de 115 corpos de crianças enterras com moedas na boca. Durante os trabalhos de construção de uma autoestrada em Jezowe, na Polónia, trabalhadores descobriram restos …

À frente de Figo, Futre e Ronaldo. Joelson é o terceiro mais novo de sempre a estrear-se pelo Sporting

O Sporting venceu esta quinta-feira na receção ao Gil Vicente, por 2-1, no jogo de encerramento da 29.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol. A partida marcou também a estreia do jovem extremo Joelson …

Austrália pondera dar refúgio a quem abandone Hong Kong

O primeiro-ministro australiano disse esta quinta-feira que o Governo está a ponderar dar refúgio aos residentes de Hong Kong que desejem abandonar a ex-colónia britânica devido à nova lei de segurança nacional imposta por Pequim. Scott …

Vieira ainda sonha com Jesus (e a Libertadores pode ajudar no regresso)

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, não desistiu de voltar a colocar Jorge Jesus no comando técnico da equipa da Luz e, caso a Taça dos Libertadores não seja realizada, o regresso do treinador …

Marta Temido garante que não há descontrolo em Lisboa (mas assume falhas)

Em entrevista à RTP, a ministra da Saúde garantiu que não há "descontrolo" na evolução da pandemia na região de Lisboa e Vale do Tejo, mas sublinhou que se trata de uma "situação de sobressalto, …

A genética ajuda a determinar o quão afetuosas são as mulheres (mas não os homens)

A genética desempenha um papel importante no nível de afetividade das mulheres, mas o mesmo não acontece entre os homens, concluiu uma nova investigação científica levada a cabo com gémeos. Na nova investigação, recentemente publicada …

Prémio para profissionais do SNS é "uma esmola". "Mais valia terem estado quietos"

Ana Rita Cavaco, bastonária da Ordem dos Enfermeiros, diz que a proposta que prevê prémios e mais férias para os profissionais de saúde é uma "afronta" para enfermeiros. Para a bastonária da Ordem dos Enfermeiros, a …