CMVM investiga infrações com ações da SAD do Benfica

(dr) SL Benfica

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) está a investigar infrações em torno das ações da SAD do Benfica. Em causa, estão suspeitas de “abuso de informação”.

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) está a investigar infrações na divulgação de informação ao mercado e de abuso de informação ligadas à Benfica SAD, no âmbito da detenção de Luís Filipe Vieira, anunciou o supervisor.

“Os eventos das últimas semanas evidenciam infrações passíveis de fazer perigar a integridade do funcionamento do mercado de capitais e a proteção dos investidores, nomeadamente na divulgação de informação ao mercado e de abuso de informação, as quais continuarão a ser investigadas”, realçou em comunicado a CMVM.

O “polícia” da bolsa portuguesa garantiu que vai continuar “a acompanhar a evolução de qualquer aspeto do qual possa resultar a necessidade de prestação de informação adicional ao mercado”, com o objetivo de zelar pela integridade do funcionamento do mercado de capitais, em defesa dos investidores.

“Depois de se terem tornado do conhecimento público indícios de irregularidades diversas, suscetíveis de afetar a Sport Lisboa e Benfica – Futebol SAD (Benfica SAD), de impactar o seu governo societário e de criar opacidade sobre a composição da sua estrutura acionista, a CMVM diligenciou no sentido de que as partes interessadas assegurassem a disponibilização ao mercado de toda a informação relevante de que tivessem conhecimento, com vista a garantir condições mínimas de negociabilidade dos valores mobiliários”, sublinhou.

E acrescentou: “Foram em sequência divulgados comunicados de participação qualificada, espelhando a informação disponível sobre a natureza e extensão das relações entre acionistas, e entre estes e terceiros, bem como comunicados de informação privilegiada, assentes no juízo do emitente sobre a relevância da informação a disponibilizar aos investidores”.

A CMVM vincou que estes eventos emergiram após a aprovação de um prospeto referente a uma oferta pública de subscrição de obrigações da SAD encarnada, que visa captar até 35 milhões de euros, atualmente em curso, e que, “em virtude dos mesmos, o conteúdo ficou desconforme com as exigências de qualidade de informação aplicáveis” em Portugal.

Assim, “depois de minimamente estabilizadas as implicações imediatas dos referidos indícios foi aprovada uma adenda ao prospeto pela CMVM, que reflete a informação disponível à data”, especificou.

A entidade frisou que, a sua intervenção, com a aprovação de uma adenda, “assenta num juízo de aferição das exigências de completude, veracidade, atualidade, clareza, objetividade e licitude da informação que o emitente deve disponibilizar aos investidores, à luz das informações disponíveis, sem que a mesma implique, contudo, uma apreciação quanto à situação económica ou financeira do emitente ou à viabilidade da oferta”.

Por isso, frisou, “os investidores devem ponderar adequadamente, perante a informação constante do prospeto e da adenda, a oportunidade de investimento oferecida, bem como a sua disponibilidade para suportar, num cenário adverso, os riscos inerentes a esta oferta, como, de resto, em qualquer outro investimento”.

Paralelamente, o supervisor salientou que “a definição da estrutura acionista de uma sociedade emitente de valores mobiliários admitidos à negociação em mercado, bem como a concreta composição dos seus órgãos sociais, não se encontra dependente de qualquer ato prévio de natureza autorizativa”.

Por isso, “compete aos investidores, e, em particular aos atuais acionistas da Benfica SAD, promover a avaliação e os atos societários que entendam convenientes em função da informação que a cada momento deve ser integralmente disponibilizada pelo emitente”.

Luís Filipe Vieira foi um dos quatro detidos numa investigação que envolve negócios e financiamentos superiores a 100 milhões de euros, com prejuízos para o Estado, SAD do clube e Novo Banco.

O agora ex-presidente do Benfica está em prisão domiciliária até à prestação de uma caução de três milhões de euros e proibido de sair do país, além de estar indiciado por abuso de confiança, burla qualificada, falsificação de documentos, branqueamento de capitais, fraude fiscal e abuso de informação.

Segundo o Ministério Público, o empresário provocou prejuízos ao Novo Banco de, pelo menos, 45,6 milhões de euros, compensados pelo Fundo de Resolução.

No mesmo processo, denominado Cartão Vermelho, foram detidos, para primeiro interrogatório judicial, o seu filho Tiago Vieira, o agente de futebol e advogado Bruno Macedo e o empresário José António dos Santos, todos indiciados por burla, falsificação de documentos, branqueamento de capitais e fraude fiscal.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Afinal, declaração de pertença à maçonaria ou Opus Dei não será obrigatória

A obrigatoriedade de os políticos e altos cargos públicos declararem a sua pertença e funções em associações como as desportivas, políticas e de carácter secreto foi aprovada no Parlamento este mês. Jorge Lacão esclareceu que a …

Futebol: Alemanha já está fora dos Jogos Olímpicos

Alemães chegaram à final em 2016 mas, desta vez, nem passaram da fase de grupos. Campeão Brasil continua no torneio masculino. Brasil e Alemanha foram as seleções finalistas da edição anterior dos Jogos Olímpicos, em 2016. …

Portugal perto de surpresa no andebol e Ana Catarina Monteiro faz história na natação

No andebol, a equipa olímpica portuguesa esteve muito perto de surpreender a vice-campeã mundial Suécia. Na natação, Ana Catarina Monteiro teve um resultado histórico. A seleção portuguesa de andebol perdeu por 29-28 frente à vice-campeã mundial …

Portugal nunca teve tantos migrantes a obter nacionalidade portuguesa. Maioria são do Brasil e Israel

Em 2020, mais de 149 mil migrantes passaram a ter o cartão cidadão nacional. Só este ano já há registo de 56 mil. O aumento do número de pessoas a pedir nacionalidade portuguesa deve-se à …

Patrões, UGT e Governo assinam acordo de Concertação, num "sinal de desagravamento" das tensões

Esta quarta-feira, será assinado o acordo de formação profissional, denominado Um Desígnio Estratégico para as Pessoas, para as Empresas e para o País, alcançado na concertação social. Carlos Silva, secretário geral da UGT, encara a assinatura …

Navio e cemitério egípcios encontrados em cidade submersa há mais de 1.000 anos

Um equipa de arqueólogos descobriu os destroços de um antigo navio egípcio que naufragou após ser atingido por blocos gigantes do famoso templo de Amon. Também foi encontrado um cemitério. O naufrágio ocorreu há cerca de …

Ferro espera que jovens resistentes à vacinação mudem de atitude

O presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, elogiou o processo de vacinação e disse esperar que os mais jovens mudem de atitude. Carla Nunes, da Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade Nova …

Governo cria 500 vagas no ensino superior para alunos desfavorecidos

O Governo vai criar 500 vagas no ensino superior e em cursos técnicos superiores profissionais, no ano letivo de 2022-23, destinados a alunos provenientes de zonas desfavorecidas. De acordo com o Público, a medida faz parte …

Consumir alimentos com ómega-3 pode aumentar a esperança de vida em cinco anos

Um novo estudo indica que ter altos níveis de ómega-3 no sangue pode aumentar a esperança de vida de um indivíduo em cinco anos. De acordo com o novo estudo, publicado The American Journal of Clinical …

Bebiana Cunha é a candidata do PAN à Câmara do Porto

Bebiana Cunha, líder parlamentar do Pessoas-Animais-Natureza (PAN), é a candidata do partido à presidência da Câmara Municipal do Porto. A líder parlamentar do Pessoas-Animais-Natureza(PAN), Bebiana Cunha, de 35 anos, é a candidata do partido à presidência …