Cientistas simulam o impacto de um asteróide no oceano

Uma equipa de cientistas do Laboratório Nacional Los Alamos, nos EUA, criou simulações que revelam como seriam as consequências reais do impacto de um asteróide num oceano.

Visto que 70% do nosso planeta está coberto por água, caso um asteróide atinja a Terra, as hipóteses de que o impacto seja na água são mais altas do que impacto com terra.

Os especialistas conseguiram analisar uma variedade de cenários com diferentes dados de tamanhos de asteróides e trajetórias. Além disso, também simularam uma situação em que a rocha explodiria acima do nível do mar.

De acordo com os cientistas, se o objeto caísse a 20 quilómetros de qualquer costa, o seu impacto provocaria ondas de ar com uma força semelhante à de um furacão – e poderia causar tsunamis gigantescos. No entanto, a criação de ondas gigantescas dependeria de como a energia cinética do asteróide seria transferida para a água.

Mas não são apenas as pessoas que moram perto do litoral que seriam prejudicadas pelo evento. Os especialistas previram que o impacto de um asteróide com 250 metros de largura poderia vaporizar 250 megatons métricos de água. Esse vapor seria levado para a estratosfera, provocando mudanças drásticas no clima.

O vídeo, realizado pelo laboratório Los Alamos, ganhou o prémio de Melhor Visualização Científica e Análise de Dados no  Conferência Internacional de Supercomputadores, em Chicago, nos EUA.

BZR, ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Eu acho que a ZAP tem um algoritmo de busca de notícias que obriga a que no mínimo uma vez por mês tenha de haver uma notícia sobre os ateroides/meteoritos e o seu efeito de destruição do mundo. Mesmo que todas essas notícias digam sensivelmente a mesma coisa e não sejam de facto “notícias”. Não são notícias porque a) não se refrem a nenhum acontecimento novo e b) não são descoberta científica nenhuma nova.

    Qualquer dona de casa que veja o Canal História/Odisseia/Discovery/National Geographic, ou que leia a Science & Vie ou afins, sabe que se um asteroide atingisse a Terra, teríamos termores de terra, tsunamis, vulcões, chuva de fogo, aumento das temperaturas da atmosfera, posterior isolamento da radiação solar tipo “inverno nuclear”, e lerpava tudo o que mexe. Toda a gente está também careca de saber que não existe tecnologia para desviar um asteriode da rota de impacto e que a NASA anda a tentar desenvolver isso mas ainda não conseguiu.

    Mesmo assim temos uma vez por mês (ou mais) a ZAP a repetir a mesma “notícia” como se fosse alguma descoberta nova. Por ordem cronológica nos últimos 5 meses:

    http://zap.aeiou.pt/a-nasa-vai-lancar-uma-sonda-para-estudar-o-asteroide-da-morte-123308

    http://zap.aeiou.pt/um-asteroide-passou-a-rasar-a-terra-e-so-se-soube-no-ultimo-instante-128343

    http://zap.aeiou.pt/nasa-esa-preparam-ir-ao-espaco-desviar-um-asteroide-138302

    http://zap.aeiou.pt/hawking-avisa-apocalipse-pelo-impacto-um-asteroide-certeza-139226

    http://zap.aeiou.pt/asteroide-poderia-devastar-humanidade-nasa-ainda-nao-sabe-nos-proteger-141816

    Ao que se soma a notícia de hoje… às vezes até parece uma campanha cataclísmica de medo para deixar as pessoas assustadas e de lembrar que o apocalipse pode chegar a todo o momento.

    Ainda poderíamos juntar outra corrente recorrente de notícias que são as do Stephen Hawkings ( e se for ele a falar de asteroides então é garantido). O mundo está cheio de Físicos brilhantes a escrever livros geniais mas, como este sofre infelizmente de uma doença que o tornou tetraplégico, ficou mais célebre e mediático… E até já tem um filme sobre ele. Mas eu posso enumerar aqui dúzias de cientistas tão brilhantes ou mais do que ele, que não são mediatizados nem um décimo.

    • Caro Mikungfu,
      Aparentemente, há muitas donas de casa que não têm História/Odisseia/Discovery/National Geographic e que não sabem ler francês, porque a nossa “notícia mensal sobre asteróides” é invariavelmente uma das mais vistas do dia.
      Provavelmente, se fizéssemos uma notícia diária sobre mortos e feridos ou sobre a última trica do reality show do momento, teríamos ainda mais donas de casa interessadas, e estaríamos mais ricos. Mas provavelmente, mais infelizes.
      Assim, mais ou menos daqui por um mês, se tivermos que voltar a escolher entre dar uma notícia sobre o último caso de polícia ou sobre o mais recente anúncio do fim do mundo por asteróide, provavelmente escolheremos de novo o asteróide.
      Quanto ao Stephen Hawking, sim, até já estamos um pouco cansados da sua opinião, que aparentemente tem sobre os mais variados assuntos. Mas não é por dele falar que deixamos de o fazer acerca do trabalho de muitos outros “físicos brilhantes”.
      Se reparar, o tema “Física“, especificamente, tem algo como 260 notícias. Em 38 meses de vida do ZAP, dá mais ou menos 7 notícias por mês.
      Entretanto, espere que nos perdoe a quantidade de notícias que temos feito, por exemplo, sobre o grafeno. Também lhe achamos piada… e “o nosso algoritmo” deve estar a apanhar mais ou menos uma por mês. Com um pouco de sorte, ainda nos aparece pela frente em janeiro um asteróide de grafeno e fazemos um dois-em-um.

RESPONDER

Cientista americana diz estar certa de que a Terra será atingida por asteroide

https://vimeo.com/355132338 Uma cientista americana de uma ONG dedicada a proteger a Terra diz que é 100% certo que um asteroide atingirá o nosso planeta. A cientista é Danica Remy, presidente da Fundação B612. Após um asteroide não …

NASA vai mesmo explorar Europa, a lua de Júpiter que pode ter vida extraterrestre

A NASA deu luz verde a uma missão para explorar uma lua de Júpiter que é considerada um dos melhores candidatos para a vida extraterrestre. A Europa - que é um pouco mais pequena do que …

País de Gales cancela plano controverso de criar "casas de banho robô"

O objetivo da construção era impedir atividade sexual, vandalismo e dormidas nas casas de banho públicas. O projeto ia recorrer às tecnologias de piso sensível ao peso, jatos de água, sensores anti-movimento e alarmes. O conselho …

Sem saber, uma mulher viveu durante 17 anos com a sua "gémea" dentro dela

Uma jovem na Índia, sem saber, viveu com uma das condições médicas mais raras e perturbadoras durante quase duas décadas. De acordo com um relatório de caso desta semana, a mulher tinha um saco que continha …

Novo filme da saga 007 já tem nome e data de estreia marcada

O novo filme da saga 007, realizado por Cary Fukunaga chama-se "No time to die" e estreia-se no Reino Unido e nos Estados Unidos em abril de 2020. "Daniel Craig regressa como James Bond, 007 em... …

Comporta pode tornar-se na nova Ibiza (e tudo começou com a queda do BES)

Após anos de um quase esquecimento, em termos de desenvolvimento imobiliário, a Comporta está a atrair investidores internacionais que encaram a pequena vila de Setúbal como uma "nova Ibiza". Um cenário que está a preocupar …

Família de Aretha Franklin cria fundo para a investigação de cancro raro

Um ano após a morte da cantora, a família de Aretha Franklin criou um fundo de apoio à investigação na área dos tumores neuroendócrinos, a doença rara que se revelou fatal para a celebridade, a …

Sporting vai monitorizar tudo o que se diz e escreve sobre jogadores

A empresa Noisefeed tem uma enorme base de dados relativa à atividade nas redes sociais de milhares de jogadores a nível global. Os jogadores de futebol de todo o mundo usam, cada vez mais, as redes …

Boris janta hoje com Merkel para mudar acordo. Maioria quer novo referendo

A pouco mais de dois meses da data marcada para a saída do Reino Unido da União Europeia, uma nova sondagem mostra que a maioria dos britânico quer que qualquer novo acordo vá a referendo. Um …

Oficial: Pardal Henriques candidato a deputado pelo partido de Marinho Pinto

O advogado Pedro Pardal Henriques anunciou esta quarta-feira que aceitou o convite para encabeçar a lista do PDR a Lisboa, deixando de ser porta-voz do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas para "não misturar …