A NASA vai lançar uma sonda para estudar o “asteróide da morte”

NASA Goddard Space Flight Center / Flickr

-

O impacto de asteróides era comum nos primeiros tempos da Terra, e poderá ser responsável pela formação da Lua

A agência espacial norte-americana NASA vai lançar em Setembro a sonda OSIRIS-REx para recolher amostras do Bennu, um asteróide que pode um dia colidir com a Terra.

Segundo explicou Dante Lauretta, professor de ciências planetárias na Universidade do Arizona, ao jornal britânico The Times, o asteróide Bennu vai passar entre a Terra e a Lua em 2135.

De acordo com o cientista, em termos astronómicos esta distância é já “um fio de cabelo”.

Mas o que causa preocupação na comunidade científica é que esta passagem do asteróide da morte pela Terra “vai alterar a sua órbita” e poderá fazer com que o corpo celeste “se coloque, mais tarde neste século, em rota de colisão” com o nosso planeta.

O Bennu, com cerca de 500 metros de diâmetro, viaja no Sistema Solar a uma velocidade de 101.389 quilómetros por hora, podendo ser visto de seis em seis anos, quando cruza a orbita da Terra.

Descoberto em setembro de 1999, o Bennu está listado na Tabela de Risco Sentry, que identifica corpos celestes com um grande potencial de atingir a Terra.

Segundo os astrónomos, cada nova passagem do Bennu aproxima-o mais da Terra, colocando-o no topo da lista dos corpos que podem um dia – esperemos que longínquo – vaporizar o nosso planeta.

Mas a equipa da missão OSIRIS-REx irá, segundo a NASA, procurar também “alguma coisa especial” no asteróide da morte.

Os dois instrumentos científicos da OSIRIS-REx – o espectrómetro de visível e infravermelho OVIRS e o espectrómetro de emissão térmica OTES – irão permitir aos cientistas criar um mapa da abundância relativa dos diferentes materiais que constituem o Bennu.

“Vamos tentar identificar as regiões do Bennu mais ricas em moléculas orgânicas, e recolher amostras com maior valor científico, que nos permitam estudar a composição geral do asteróide”, explica Dante Lauretta.

A equipa da OSIRIS-REx irá também usar os dados recolhidos para estudar o Efeito de Yarkovsky, uma força que age sobre um corpo em rotação no espaço, influenciando normalmente as órbitas de meteoros e asteróides.

O Efeito de Yarkovsky resulta de que a mudança de temperatura de um objecto aquecido por radiação demora algum tempo a ocorrer, provocando uma diferença entre a direcção da radiação recebida e a direcção da radiação térmica retransmitida.

Este efeito determina se um dado corpo celeste espirala gradualmente para longe da estrela que orbita, ou pelo contrário, a sua rotação retrógrada espirala em direção à estrela.

E quem sabe, um dia, o conhecimento deste efeito poderá ser-nos muito útil se precisarmos de fazer espiralar um qualquer asteróide para longe do nosso planeta.

AJB, ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Álbum póstumo com novas canções de Leonard Cohen lançado hoje

O álbum "Thanks for the Dance", de novas canções do músico Leonard Cohen, vai ser lançado esta sexta-feira a nível mundial, três anos depois da morte do artista canadiano. Com nove faixas, o disco resulta do …

Tesouro viking que poderia reescrever a História foi roubado

Dois homens encontraram um tesouro viking avaliado em três milhões de libras (cerca de 3,5 milhões de euros) que podia fornecer novas informações sobre a criação de Inglaterra como um único reino. George Powell e Layton …

Menos uma estrela Michelin. Restaurante São Gabriel vai fechar

O restaurante São Gabriel, em Almancil, com uma estrela Michelin, vai encerrar, depois de ter sido vendido, anunciou através das redes sociais o seu chefe executivo, Leonel Pereira. Numa publicação na sua página do Facebook, o …

Há um mapa que revela os "labirintos" de Titã, a maior lua de Saturno

O primeiro mapa que mostra a geologia global da maior lua de Saturno, Titã, foi concluído e revela completamente um mundo dinâmico de dunas, lagos, planícies, cratera e outros terrenos. Titã é o único corpo planetário …

Cabify deixa de operar em Portugal a partir de 30 de novembro

A Cabify, que estava no mercado português desde 2016, vai deixar de operar em Portugal a partir do próximo dia 30 de novembro. "Queremos partilhar consigo que o próximo dia 30 de novembro será o nosso …

Presidente da federação russa de atletismo suspenso por obstruir investigação

O presidente da federação de atletismo da Rússia e outros seis elementos da federação foram, esta quinta-feira, suspensos, devido a irregularidades relacionadas com uma investigação antidoping. O presidente da federação de atletismo da Rússia, Dmitri Shliajtin, foi …

Avó e tios do bebé deixado no lixo estão a tentar a guarda da criança

O embaixador de Cabo Verde em Portugal explicou, esta sexta-feira, que a mãe e os irmãos da cabo-verdiana suspeita de abandonar o filho num ecoponto estão a tentar obter a guarda da criança por acreditarem …

Esta tecnologia de edição de genoma pode mudar o mundo (mas o seu criador tem receio disso)

A inovação de Kevin Esvelt tem potencial para ser usada tanto para o bem como para o mal. Os perigos que pode advir dela, deixam o biólogo reticente em relação a esta tecnologia, que também …

Governo quer "conciliação" entre tribunais criminais e de família em casos de violência doméstica

O Governo quer que os juízes de instrução possam determinar simultaneamente as medidas de coação a um agressor em contexto de violência doméstica e as medidas provisórias relativas às crianças, seja de promoção e proteção …

Sp. Braga critica autarquia por transmitir jogo do Flamengo em ecrã gigante

O Sporting de Braga acusou a Câmara Municipal de Braga de desrespeitar o clube e os seus adeptos por colaborar na organização da transmissão da final da Taça dos Libertadores de futebol, entre Flamengo e …