Cientistas proclamam um novo Estado-nação no Espaço

(dr) Asgardia

Mais de 50.000 pessoas já se inscreveram online para fazer parte de Asgardia, o novo estado-nação

Mais de 50.000 pessoas já se inscreveram online para fazer parte de Asgardia, o novo Estado-nação

Um grupo de cientistas quer criar um novo Estado-nação pacifista no Espaço, chamado Asgardia, livre das leis de um país terrestre.

O projeto é dirigido pelo Centro Internacional de Pesquisa Aeroespacial, em Viena, na Áustria – uma empresa privada fundada pelo cientista russo e empresário, Igor Ashurbeiyli.

O grupo pretende lançar seu primeiro satélite no final do próximo ano, e espera um dia ser reconhecido pela ONU.

Segundo Igor Ashurbeiyli, “Asgardia deverá ser uma nação independente e um futuro membro das Nações Unidas – com todos os atributos que esse estatuto implica”.

Mais de 50.000 pessoas já se inscreveram online para fazer parte de Asgardia – um lugar onde provavelmente nunca poderão ir.

Os cidadãos de Asgardia, cujo nome deriva de um reino fictício da mitologia nórdica, serão examinados antes da admissão e devem obter passaportes, explicou à BBC Lena de Winne, ex-funcionária da Agência Espacial Europeia.

“É difícil entender como alguém pode ser cidadão de um sítio para onde não pode ir. Mas eu sou uma cidadã dos Países Baixos e agora estou em Paris. Não há nada de incomum nisso, ser cidadão de um país onde não se vive e para onde não se vai”.

Os especialistas estão agora a realizar competições para decidir o hino nacional e o design da bandeira do futuro Estado-nação.

O conceituado cientista e empresário russo Igor Ashurbeyli, fundador do Centro Internacional de Pesquisa Aeroespacial, anuncia a criação de Asgardia, o novo estado-nação no espaço

O conceituado cientista e empresário russo Igor Ashurbeyli, fundador do Centro Internacional de Pesquisa Aeroespacial, anuncia a criação de Asgardia, o novo Estado-nação no Espaço

No entanto, alguns especialistas têm dúvidas sobre a viabilidade do plano, tendo em conta que as leis internacionais proíbem reivindicações de soberania nacionais no Espaço.

“O Tratado do Espaço Exterior diz muito claramente que nenhuma parte do espaço exterior pode ser apropriada por qualquer Estado”, destacou o professor Sa’id Mosteshar, diretor do Instituto de Política Espacial e Direito de Londres, em Inglaterra.

A iniciativa está a ser financiada por Ashurbeiyli, que anunciou que pretende angariar capital através de uma plataforma de crowdfunding para criar uma “nova realidade jurídica no Espaço”.

“O projeto é a criação de um novo quadro para a posse e nacionalidade no Espaço, que se irá adaptar às leis do espaço exterior atuais que regem a responsabilidade, a propriedade privada e as empresas para que sejam adequadas à finalidade na nova era da exploração espacial”, argumentou em comunicado.

Preocupados com os efeitos da radiação cósmica do Espaço, os cientistas pretendem também desenvolver um escudo protetor à volta de toda a estrutura.

O equipamento irá proteger Asgardia das ameaças do Universo, como as erupções solares e as colisões de asteróides.

ZAP / HypeScience

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Cientistas descobrem um novo benefício de tomar chá

https://vimeo.com/366605754 Se já se sabia que beber chá era bom para a nossa saúde, uma nova investigação vem confirmar ainda mais essa ideia. Cientistas encontraram no chá um novo benefício para o nosso cérebro. Várias investigações apontam …

Governo da Escócia quer novo referendo sobre independência em 2020

A ministra principal da Escócia e líder do Partido Nacionalista Escocês (SNP), Nicola Sturgeon, afirmou esta terça-feira que quer um novo referendo sobre a independência em 2020 e abrir negociações com Londres até ao fim …

As bactérias contradizem Darwin: a mais apta não sobrevive

Uma recente investigação levada a cabo pela Universidade de Copenhaga, na Dinamarca, revela que, no que diz respeito às bactérias, a "sobrevivência das mais cooperativas" excede a "sobrevivência das mais fortes". As bactérias são capazes de …

A Via Láctea roubou minúsculas galáxias à sua vizinha

Utilizando dados obtidos pelo Telescópio Gaia, os cientistas chegaram à conclusão que a Via Láctea "sequestrou" galáxias da Grande Nuvem de Magalhães, uma outra galáxia que a orbita. No nosso Universo, a regra é orbitar: a …

Pode ter sido encontrada (e ignorada) vida em Marte em 1976, defende antigo cientista da NASA

O antigo cientista da agência espacial norte-americana Gilbert V. Levin afirma que foram encontradas evidências de vida em Marte na década de 70. No entender do especialista, deviam ter sido levado a cabo mais investigações …

Era marketing. Fortnite voltou (e está diferente)

Depois de 10 temporadas, um buraco negro engoliu a ilha na qual diariamente milhões de jogadores tentavam sobreviver, matando-se uns aos outros. Durante um dia e meio, ninguém podia jogar. O susto acabou esta terça-feira, …

Cientistas determinam o que diminui a fertilidade das mulheres com o avanço da idade

Investigadores da Universidade de Copenhaga mapearam alguns dos mecanismos que podem afetar a fertilidade das mulheres desde a adolescência até a menopausa. A fertilidade natural das mulheres flutua entre altos e baixos na forma de uma …

Dono do Paris Saint-Germain quer comprar o Leeds (e torná-lo no novo Manchester City)

A Qatar Sports Investments (QSI), empresa que é detida por Nasser Al Khelaifi, quer dar o salto para o mercado inglês e adquirir o Leeds United, emblema que milita atualmente no segundo escalão. Na semana em …

Município italiano proíbe Google Maps. App faz com que muitas pessoas se "percam"

O autarca do município italiano de Baunei, na Sardenha, proibiu o uso do Google Maps na região, argumentando que "muitas" pessoas se perderam por causa de "sugestões enganosas" do serviço de localização. A informação é …

Pedalar mais dá direito a prémios. Tecnologia portuguesa desperta interesse de Copenhaga

Depois de se ter estreado em Matosinhos e de ter despertado interesse em Nova Iorque, um programa português que premeia comportamentos de mobilidade ambientalmente sustentáveis chamou a atenção em Copenhaga. O AYR, desenvolvido pela empresa CEiiA …