Cientistas descobrem fenómenos da física na técnica do pintor Jackson Pollock

O artista norte-americano Jackson Pollock (1912-1956) terá usado conhecimentos da física nas suas pinturas, consideradas muitas delas ícones da arte do século XX, revela o estudo de uma equipa de cientistas agora divulgado.

De acordo com o estudo publicado no jornal científico norte-americano Plos One, foram analisadas as telas que o artista pintava deitadas no chão, não com pincel, mas usando uma técnica de atirar tinta, que deixava filamentos sinuosos.

A equipa de investigadores, que também envolveu a Universidade Nacional Autónoma do México, analisou a forma de pintar de Pollock e descobriu que o artista – conscientemente ou não – usou conhecimentos de fenómenos da física, nomeadamente um fenómeno clássico da dinâmica de fluidos.

A técnica do pintor parece – segundo os cientistas – ter conseguido evitar intencionalmente um fenómeno conhecido por “instabilidade de enrolamento”, que é a tendência de um fluido viscoso frisar, criar ondas sobre si mesmo, em vez de se expandir, quando deitado para cima de uma superfície.

Os cientistas fizeram a experiência de medir a distância e velocidade a que o artista lançava a tinta, reproduzindo as suas técnicas, e eram esses fatores – conjugados com a tinta viscosa – que davam o efeito final ao seu trabalho.

“Tal como a maioria dos pintores, Jackson Pollock fez um longo caminho de experimentação para aperfeiçoar a sua técnica“, afirma Roberto Zenit, professor na Brown School of Engineering, e principal autor do estudo.

O que os investigadores tentaram descobrir foi que princípios da física e da mecânica o artista aplicou para conseguir criar os seus quadros abstratos, na forma que desejava. “A nossa principal conclusão é que os movimentos de Pollock e as tintas que usava eram combinadas de tal forma que evitavam esta ‘instabilidade de enrolamento'”, salientou.

A técnica deste artista implicava atirar tinta diretamente de uma lata para a tela horizontalmente colocada no chão, ou usando um bastão, e era habitualmente chamada de “gotejar”.

Na mecânica de fluidos, esta técnica provocaria marcas de gotas na tela, mas Pollock evitava-as fazendo filamentos ininterruptos de tinta.

Estas descobertas poderão ajudar os peritos a verificar as obras originais do autor, e a detetar cópias. Os coautores do estudo foram Bernardo Palacios, Alfonso Rosario, Monica M. Wilhelmus e Sandra Zetina.

// Lusa

 

PARTILHAR

RESPONDER

Imperador japonês paga 25 milhões de dólares por ritual secreto para dormir com deusa

Este ritual de sucessão do Imperador Naruhito aconteceu na quinta-feira e envolve dormir com uma deusa do Sol. O templo é construído para o efeito e é destruído depois. O ritual japonês altamente secreto conhecido como …

Para entrar nesta praia italiana, vai ser preciso pagar (e nem todos podem entrar)

Aos pés de uma antiga aldeia de pescadores, La Pelosa é uma atração turística muito célebre. Por isso, a autarquia decidiu tomar medidas para a proteger. A famosa praia tem sido uma vítima da erosão natural …

Laurent Simons será o mais novo licenciado do mundo. Tem 9 anos

O belga Laurent Simons tem apenas 9 anos e estás prestes a bater um recorde: em dezembro, deverá tornar-se o mais novo licenciado do mundo. O "menino prodígio", tal como é apontado pelos média internacionais, ingressou …

Preços dos passes Navegante ficam iguais em 2020

Os preços dos passes Navegante vão manter-se iguais em 2020, no âmbito da estratégia de “promoção da utilização dos transportes públicos coletivos”, anunciou esta sexta-feira a Área Metropolitana de Lisboa (AML). “A Área Metropolitana de Lisboa …

Os burros-táxi de Espanha vão ter horários de trabalho, estábulos novos e deixar de carregar turistas de 80 quilos

Os burros táxis são uma atração turística de Mijas, província de Málaga, no sul de Espanha. Agora foram definidas novas regras que têm em conta os direitos e o bem-estar dos animais. O serviço funciona como …

Vai ser preciso "ser-se rico" para visitar a famosa Ilha de Komodo

Em breve, os turistas que queiram visitar a Ilha de Komodo, o famoso lar de mais de 5.000 dragões de Komodo, terão de ser ricos. O aviso é do Governo local indonésio, que chegou mesmo …

Sócrates saúda saída da prisão de Lula. "Sei que estás em festa, pá"

O antigo primeiro-ministro José Sócrates, acusado de corrupção, considerou que a saída da prisão de Lula da Silva representou uma "reentrada no mundo" do ex-chefe de Estado brasileiro, acontecimento em relação ao qual o PS, …

Ministra da Justiça visitou mãe que abandonou bebé no lixo

A mãe que abandonou o bebé no caixote do lixo em Lisboa está bem de saúde e a receber apoio psicológico, constatou a ministra da Justiça, que esta sexta-feira visitou a jovem na cadeia de …

Ex-embaixadora dos EUA na Ucrânia acusa Trump de intimidação

Marie Yovanovitch, antiga embaixadora dos Estados Unidos na Ucrânia, denunciou esta sexta-feira a existência de uma campanha para a descredibilizar levada a cabo por Donald Trump com ajuda de ucranianos, no inquérito para a destituição …

Subida do Salário Mínimo Nacional vai aumentar as propinas

A subida do Salário Mínimo Nacional para os 635 euros em 2020, vai ter influência em valores a pagar ou a receber, nomeadamente nas propinas mínimas do Ensino Superior público e nos tectos do Fundo …