Cientistas australianos estão a um pequeno passo da droga anti-envelhecimento

(dr) Britta Campion

O professor David Sinclair e a sua equipa de investigadores

O biólogo e professor de genética David Sinclair (c) e a sua equipa de investigadores

Cientistas de uma universidade australiana descobriram um mecanismo da regeneração das células que poderá levar ao desenvolvimento de um medicamento anti-envelhecimento – que será crucial por exemplo para os astronautas em viagens espaciais longas.

Após um estudo sobre o metabolito NAD+, presente em todas as células do corpo como regulador do processo que controla a reparação do ADN – código que regula a composição genética dos seres vivos – investigadores australianos concluíram que a substância pode ser usada para desenvolver um medicamento contra o envelhecimento.

O estudo foi publicado esta quinta-feira na revista Science.

Usando ratos, os investigadores reforçaram a capacidade do metabolito, e melhoraram a capacidade de as células repararem os estragos feitos ao ADN pela exposição excessiva à radiação ou pelo envelhecimento.

Nunca estivemos tão perto de uma droga anti-envelhecimento segura e eficaz, que talvez esteja a três ou cinco anos de distância do mercado, se os testes correrem bem” afirmou o autor principal do estudo, David Sinclair, da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Nova Gales do Sul e da Faculdade de Medicina de Harvard, nos EUA.

A descoberta ganhou um prémio da agência espacial norte-americana, NASA, que ficou interessada na tecnologia pelo papel que poderá ter na saúde dos astronautas que um dia iniciem a viagem de quatro anos até Marte.

Mesmo em missões curtas, os astronautas sofrem um envelhecimento acelerado provocado pela exposição à radiação cósmica, que enfraquece os músculos e afecta a memória, o que seria particularmente acentuado numa viagem a Marte, na qual o risco de cancro seria próximo de 100%.

Outros possíveis beneficiados com este tipo de terapia poderão ser os sobreviventes de cancro na infância, a esmagadora maioria dos quais contrai uma doença crónica até aos 45 anos de idade.

Nos últimos meses têm-se sucedido as notícias de que, com diferentes abordagens e técnicas, cientistas de diferentes partes do mundo estão a um passo de conseguir aumentar a esperança de vida do homem, ou mesmo reverter o envelhecimento. E até há quem o tenha prometido fazer com chocolate.

Poderá o enorme avanço científico conseguido pela equipa de David Sinclair significar que estamos agora realmente a um pequeno passo do elixir da juventude?

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Realmente, estas contradições só nos fazem lembrar os vendedores de banha da cobra que habitualmente apareciam nas feiras tradicionais. Ainda me lembro quando era puto de que esses vendedores comercializavam uma pomada milagrosa que dava para tudo: a bela dona. Alguém se lembra?

RESPONDER

A longo prazo, o distanciamento social pode até ser melhor para a economia

O isolamento social durante uma pandemia, como é o caso da covid-19, que já fez mais de 48.000 vítimas mortais por tudo o mundo, pode revelar-se melhor para a economia a longo prazo, revelou uma …

Elon Musk doou 1.000 ventiladores a hospitais (mas eram do tipo errado)

Nos últimos dias, Elon Musk, CEO da Tesla, recebeu muitos elogios por ter doado mil ventiladores a hospitais da Califórnia, que enfrentam um número esmagador de casos de coronavírus. Porém, os ventiladores não eram do …

Coronavírus pode replicar-se na boca e nariz durante uma semana antes de infetar pulmões

O coronavírus pode permanecer e replicar-se na boca e no nariz durante uma semana antes de infetar aos pulmões, à traqueia e aos brônquios, revela um estudo, que mostra igualmente que é expulso do organismo …

PSP vai utilizar câmaras portáteis em drones no estado de emergência

A PSP vai utilizar 20 câmaras portáteis de videovigilância, 18 das quais vão ser instaladas em ‘drones’, durante o estado de emergência devido à pandemia de covid-19, anunciou esta quinta-feira o Ministério da Administração Interna …

Em Nova Iorque, prisioneiros são usados para cavar valas comuns

Nova Iorque está a oferecer seis dólares por hora e material de proteção individual aos prisioneiros de Rikers Island que aceitem ajudar a cavar valas comuns. Projeções da Fundação Gates apontam que, em Nova Iorque, o …

EUA estará a pagar para desviar carregamentos de máscaras adquiridas por França

As autoridades francesas estão a acusar os Estados Unidos de terem pago para desviar um carregamento de máscaras faciais oriundo da China. Este episódio é apenas mais um na saga sobre a escassez de máscaras de …

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados antecipadamente para prevenir a propagação da pandemia de covid-19 no meio prisional, revelou esta quinta-feira a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, em declarações à RTP3. A …

OMS e EUA ponderam alargar recomendação para uso de máscaras

A Organização Mundial de Saúde (OMS) vai reavaliar as suas recomendações sobre o uso de máscaras para prevenir a contaminação com covid-19, disse esta quinta-feira o presidente do grupo de especialistas que vai discutir o …

Covid-19. Mais de 95% das vítimas mortais na Europa tinham mais de 60 anos

O diretor regional para a Europa da Organização Mundial de Saúde (OMS), Hans Kluge, revelou esta quinta-fera que mais de 95% das vítimas mortais da covid-19 na Europa têm mais de 60 anos de idade. Em …

Curva portuguesa mostra abrandamento de novos casos (mas é preciso "cautela")

Portugal tem assistido desde o dia 25 de março a um abrandamento do aumento percentual diário de novos casos de covid-19, segundo dados divulgados pelo Barómetro Covid-19 da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP). Segundo Carla …