Cientistas australianos estão a um pequeno passo da droga anti-envelhecimento

(dr) Britta Campion

O professor David Sinclair e a sua equipa de investigadores

O biólogo e professor de genética David Sinclair (c) e a sua equipa de investigadores

Cientistas de uma universidade australiana descobriram um mecanismo da regeneração das células que poderá levar ao desenvolvimento de um medicamento anti-envelhecimento – que será crucial por exemplo para os astronautas em viagens espaciais longas.

Após um estudo sobre o metabolito NAD+, presente em todas as células do corpo como regulador do processo que controla a reparação do ADN – código que regula a composição genética dos seres vivos – investigadores australianos concluíram que a substância pode ser usada para desenvolver um medicamento contra o envelhecimento.

O estudo foi publicado esta quinta-feira na revista Science.

Usando ratos, os investigadores reforçaram a capacidade do metabolito, e melhoraram a capacidade de as células repararem os estragos feitos ao ADN pela exposição excessiva à radiação ou pelo envelhecimento.

Nunca estivemos tão perto de uma droga anti-envelhecimento segura e eficaz, que talvez esteja a três ou cinco anos de distância do mercado, se os testes correrem bem” afirmou o autor principal do estudo, David Sinclair, da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Nova Gales do Sul e da Faculdade de Medicina de Harvard, nos EUA.

A descoberta ganhou um prémio da agência espacial norte-americana, NASA, que ficou interessada na tecnologia pelo papel que poderá ter na saúde dos astronautas que um dia iniciem a viagem de quatro anos até Marte.

Mesmo em missões curtas, os astronautas sofrem um envelhecimento acelerado provocado pela exposição à radiação cósmica, que enfraquece os músculos e afecta a memória, o que seria particularmente acentuado numa viagem a Marte, na qual o risco de cancro seria próximo de 100%.

Outros possíveis beneficiados com este tipo de terapia poderão ser os sobreviventes de cancro na infância, a esmagadora maioria dos quais contrai uma doença crónica até aos 45 anos de idade.

Nos últimos meses têm-se sucedido as notícias de que, com diferentes abordagens e técnicas, cientistas de diferentes partes do mundo estão a um passo de conseguir aumentar a esperança de vida do homem, ou mesmo reverter o envelhecimento. E até há quem o tenha prometido fazer com chocolate.

Poderá o enorme avanço científico conseguido pela equipa de David Sinclair significar que estamos agora realmente a um pequeno passo do elixir da juventude?

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Realmente, estas contradições só nos fazem lembrar os vendedores de banha da cobra que habitualmente apareciam nas feiras tradicionais. Ainda me lembro quando era puto de que esses vendedores comercializavam uma pomada milagrosa que dava para tudo: a bela dona. Alguém se lembra?

RESPONDER

Este casaco foi desenhado para nos ajudar a dormir em qualquer lado

A britânica Vollebak lançou um casaco, inspirado nos astronautas, que facilita a ideia de poder dormir, literalmente, em qualquer lado. A pensar em todas aquelas pessoas que gostam de fazer uma sesta ou outra, independentemente do …

DJ Juice WRLD morre aos 21 anos

A estrela do hip-hop norte-americano Juice WRLD faleceu este domingo (8), depois de sofrer convulsões no Aeroporto de Midway, em Chicago, avança o TMZ. O rapper tinha feito 21 anos a 2 de dezembro. De acordo …

"A Favorita" arrebata prémios do cinema europeu

O filme "A Favorita", do realizador grego Yorgos Lanthimos, arrecadou oito prémios da Academia de Cinema Europeu, numa cerimónia realizada em Berlim. "A Favorita" conquistou, entre outros, os prémios de Melhor Filme Europeu, Melhor Comédia, Realização …

Belenenses 1-1 Porto | "Dragão" escorrega e deixa fugir líder

O FC Porto não foi além de um empate na visita ao Jamor, ante o Belenenses. André Santos abriu as “hostilidades” e Alex Telles, na marcação de uma grande penalidade, fixou o resultado final. Com esta …

Caligrafia desleixada de Isabel I denuncia-a como a tradutora anónima de um livro romano

A rainha Isabel I de Inglaterra foi identificada como a tradutora anónima do livro "Anais" de Tácito. As idiossincrasias da sua caligrafia acabaram por ser fundamentais para a descoberta. Na análise a uma tradução de século …

Hashtags políticas como #MeToo tornam as pessoas menos propensas a acreditar em notícias

Tendem a passarem despercebidas, mas as hashtags são mais importantes do que julgamos. A questão que se impõe é: serão benéficas para a saúde democrática da Internet? Uma hashtag (#) é uma marca funcional, amplamente usada …

Sporting 1-0 Moreirense | "Leão" resolve à cabeçada

O Sporting regressou às vitórias na Liga NOS, embora não sem sentir algumas dificuldades, em especial no ataque. Os "leões" bateram o Moreirense por 1-0, numa partida em que remataram muito (28, máximo na Liga até …

Orçamento do Estado. "Sentido de voto do BE está completamente em aberto"

A coordenadora do BE afirmou, este domingo, que o sentido de voto do partido sobre o Orçamento do Estado para 2020 está "completamente em aberto", desejando que o Governo socialista atenda às reivindicações bloquistas. "Fizemos uma …

João Cotrim Figueiredo eleito presidente da Iniciativa Liberal com 96% dos votos

João Cotrim Figueiredo foi eleito, este domingo, presidente da Comissão Executiva da Iniciativa Liberal, uma candidatura única que recolheu 96% dos votos na III Convenção Nacional do partido. A III Convenção Nacional do partido decorre hoje …

Inteligência artificial decifra manuscrito que pode mudar história da Austrália

A Terra Australis Incognita, hoje conhecida como Austrália, foi descrita por um jesuíta espanhol quase cem anos antes da descoberta em 1770 pelo marinheiro britânico James Cook, segundo um manuscrito decifrado através de inteligência artificial. A …