Nem asteróide, nem nave alienígena. Cientista da NASA tem uma explicação para o misterioso Oumuamua

ESA / M. Kornmesser / European Southern Observatory

Desde que foi descoberto, em meados de 2017, muito se tem dito e escrito sobre misterioso Oumuamua. Um cientista da NASA propõe agora uma nova explicação para o “Primeiro Mensageiro Estelar”, refutando não se tratar nem de um asteróide nem de uma nave extraterrestre.

A origem do Oumuamua tem dividido a comunidade científica. Parte dos cientistas acredita que se trata de um asteróide de origem natural, enquanto outros há que acreditam que a sua realidade pode ser artificial ou até mesmo alienígena.

Agora, um novo estudo, levado a cabo pelo astrónomo Zdenek Sekanina, do Laboratório de Propulsão a Jato da agência espacial norte-americana oferece uma síntese dos dados até agora obtidos e que entram em “conflito”, apontado uma nova explicação. A publicação foi recentemente disponibilizada para pré-visualização no Archiv.org.

De acordo com o trabalho de Sekanina, o Oumuamua é, na verdade, apenas um fragmento do objeto interestelar que entrou no nosso Sistema Solar em 2017 e que se desintegrou pouco antes de alcançar o periélio – o ponto mais próximo da órbita do Sol.

Como resultado da desintegração, explica, foram criados fragmentos de alta porosidade sem materiais voláteis (como o amoníaco, o dióxido de carbono, a água, entre outros). Estes fragmentos são grãos de pó soltos que lhe dão uma forma exótica.

Na verdade, importa salientar, a primeira coisa que se soube e que saltou desde logo à vista no Oumuamua foi precisamente a sua forma incomum, muitas vezes comparada a um charuto ou até a uma agulha. A forma do objeto foi considerada uma raridade, uma vez que os asteróides são, por norma, arredondados.

Além disso, e ao contrário dos asteróides comuns, que giram periodicamente, o Oumuamua fá-lo de forma caótica. Inicialmente, os especialistas acreditavam que a sua rotação incomum era fruto de colisões com outros objetos espaciais. Segundo Sekanina, esta anomalia também pode ser explicada pela desintegração do objeto original, enquanto a sua aceleração se deve à pressão da radiação solar.

Em tom de conclusão, o especialista enfatiza a necessidade de a comunidade científica prestar mais atenção aos corpos de natureza interestelar e, acima de tudo, focar esforços para encontrar o possível “pai” do misterioso Oumuamua.

Tudo o que já sabemos sobre o Oumuamua

  • É o primeiro asteróide já conhecido vindo de fora do Sistema Solar. Foi descoberto por um telescópio do Havai a 18 de outubro de 2017;
  • O corpo celeste move-se a 64.000 quilómetros por hora e encontra-se atualmente a duas unidades astronómicas da Terra, ou seja, o dobro da distância entre a Terra e o Sol;
  • O seu movimento pelo Sistema Solar não representar qualquer perigo;
  • De acordo com as primeiras estimativas da NASA, o Oumuamua tem uma tonalidade vermelha escura, medindo 400 metros de comprimento e 30 de diâmetro.

ZAP // RT

PARTILHAR

24 COMENTÁRIOS

        • Não. É uma metáfora. O país também não tem sexo e chamam-lhe “A” Pátria. “A” de feminino e “Pátria” de Pai. Há coisas mais importantes e mais graves do que o sexo dos anjos, sinceramente. Deus-Pai é uma metáfora totalmente inofensiva. Menos para as meetoos, claro…

        • Esse povo desinformado e sarcástico ousa desafiar a própria criação,depois ficam na m e sucumbem aos próprios argumentos.Acreditar em Deus significa reconhecer seu criador e seguir mandamentos significa ter um propósito aqui nesse plano,entender ou não é o seu livre arbítrio.

  1. Caro ZAP, algo está mal com a frase “O corpo celeste move-se a 64.000 quilómetros por hora, ou seja, avança a duas unidades astronómicas da Terra, o dobro da distância entre a Terra e o Sol”. A frase está incorreta e não se percebe o seu sentido. Também relativamente à frase “foi descoberto no Havai” ficava melhor algo do género “foi descoberto por um telescópio do Havai”.

      • Ainda não. Na parte “descoberto no por um telescópio” há uma palavra a mais “no”. Quanto à parte “avança a duas unidades astronómicas da Terra, o dobro da distância entre a Terra e o Sol”, caso se queiram referir à velocidade terão de dizer em quanto tempo avança essa distância, caso se queiram referir à sua posição atual terão de corrigir para “encontra-se atualmente a duas unidades…” (não confirmei se esta é realmente a sua posição atual).

  2. Pelo relato, este objeto não tem órbita e isso quer dizer, que é mais provável de ser uma sonda direcionada à algum ponto do cosmo. No último caso, pode ser um cargueiro estelar automatizado. Outra lógica, se fosse uma nave alienígena, a sua velocidade é ínfima, às naves alienígena viajam à velocidade de dobras espacial altíssimas, que seriam invisíveis ao melhir telescópio aqui na terra
    Ps. Estou viajando na maionese com vocês!

    • Caro João Lima,
      Obrigado pelo reparo. Tem toda a razão.
      No ZAP, no entanto, temos alguma aversão a plicas, razão pela qual por vezes fazemos tropelias como chamar McDonalds à McDonald’s.
      Essa aversão não é uma birra, é uma questão técnica. Em algumas circunstâncias, com alguns servers mais antigos ou mal configurados, as plicas não “tratadas” podem causar problemas, quebrar o código ou estragar o rendering das páginas HTML ou dos emails que enviamos na newsletter – razão pela qual, sempre que podemos, nos “esquecemos” das plicas. Talvez esteja na altura de tratar essa nossa aversão… 🙂

  3. Esse povo desinformado e sarcástico ousa desafiar a própria criação,depois ficam na m e sucumbem aos próprios argumentos.Acreditar em Deus significa reconhecer seu criador e seguir mandamentos significa ter um propósito aqui nesse plano,entender ou não é o seu livre arbítrio.

  4. Oumuamua, o estúpido nome que deram aquilo que vos envio, é aquilo que vos dou por estes milénios de estupidez e o fim desta espécie, dita humana, é o início de uma espécie que corresponde aos meus critérios!
    Cá estou para ver o concluío e o meu predestinado final!
    Quem está comigo, está, e quem não está, perece sem mim!
    Que Seres tão arrogantes, altivamente estúpidos, que se julgam superiores a uma colónia de bactérias que possibilitam a vida de qualquer insecto, animal ou ser humano!
    As bactérias sendo a base da existência, e os vírus a sua consistência, quem não concordar que utilize toda a sua ciência!
    Paciência tive muita durante a vossa teoria da realidade, da eternidade e da relatividade, estupidez não considero mas considero, arrogância de espírito, como lhe chamam!
    Por isso, tereis o que mereceis pela vossa arrogância e estúpida ignorância cientificamente provada na espécie humana, mas “nunca” em mim ou em qualquer meu ser criado por mim!
    Se o Diabo existe, pois existe mesmo, pois é da minha criação, mas ele sabe que quando eu terminar o ciclo deste peculiar e pequeno universo, ele vai para o total esquecimento com todos os que carrega!
    Como filho desmesurado, vil, hipócrita, vaidoso, arrogante, raivoso, ignorante e sobretudo “estúpido” transmitindo a estupidez aos ditos, humanos, colhe o que de maléfico existe neste universo e desaparecerá com tudo o que aditivamente lhe está converso!
    Oumuamua, que a estúpida espécie não se amua, e que tenha o que merece e o que fez ao meu filho, que o cruxificaram!
    Tornei-me humano como vós!
    Fui humilhado!
    Maltratado, torturado, difamado, desacreditado, assassinado em todos os aspectos e géneros, escorraçado em todas as escrituras, esquecido, sonegado e aproveitado em todas as religiões, vilipendiado, sonegado, ostracizado e sobretudo totalmente desacreditado.
    Pois tenham o que merecem e no fim quem se abraçar a mim, terá aquilo que lhes reservo, o universo da verdadeira paz.

  5. Ca para mim, é o resultado da encomenda de um supositório que foi feita pelos políticos da terra e que vai direitinho ao c. da população mundial… heheheheh…
    Especulações de mais um cientista pago para não fazer nada!!!

Responder a Er Cancelar resposta

Descoberto fóssil de macaco que viveu há 4,2 milhões de anos no Quénia

Uma equipa internacional de investigadores descobriu restos fósseis de um pequeno macaco que viveu no Quénia há 4,2 milhões de anos. Os responsáveis pela investigação, que será publicada na revista Journal of Human Evolution, são cientistas …

Air France acusada de negligência no desastre do voo Rio de Janeiro-Paris

A justiça francesa acusou a Air France de negligência, na sequência da investigação ao acidente aéreo do voo Rio de Janeiro-Paris, que causou 228 mortos em 2009, confirmou esta quarta-feira a AFP. O Ministério Público considerou …

Governo "está preparado” para eventual greve dos camionistas

O ministro do Trabalho, Vieira da Silva, disse esta quarta-feira que “não perdeu as esperanças no esforço de conversação” com os representantes dos camionistas, mas garantiu que “o Governo está preparado para o que vier …

Carga misteriosa e contradições nos passageiros. Revelados novos dados sobre o MH370

A França é o único país que continua a investigar o desaparecimento do voo MH370 da Malaysia Airlines em Março de 2014. E emergem novos dados sobre o que apuraram os magistrados envolvidos no caso, …

Foi avistada uma alforreca gigante no Reino Unido

A alforreca gigante, a maior alguma vez encontrada em águas britânicas, foi avistada na Cornualha, no Reino Unido, no sábado, por uma bióloga e repórter da BBC. Segundo o Washington Post, a criatura foi avistada, no …

Montepio condenado a ressarcir cliente que culpou de ataque informático

O Tribunal da Relação de Guimarães condenou o banco Montepio a pagar a uma cliente de Barcelos os 28.596 euros que em quatro dias foram retirados da sua conta, na sequência de ataque informático. Por acórdão …

Crew Dragon. Já se sabe o que causou a misteriosa explosão da nave da SpaceX

A NASA e a SpaceX explicaram, finalmente, o motivo da explosão da nave espacial Crew Dragon. Apesar de terem sido divulgadas imagens da explosão, nenhuma das agências explicou as razões do desastre. As imagens da nave …

Turistas britânicos encorajados a afixar cartazes de Maddie durante as férias

Turistas britânicos com viagens marcadas para o estrangeiro estão a ser encorajados a levar cartazes de Madeleine McCann pela campanha oficial lançada pelos pais para encontrar a criança inglesa desaparecida em Portugal em 2007. “Vai de …

Crianças preferem ser YouTubers do que astronautas

A maioria das crianças entrevistadas prefere mais ser YouTuber do que ser astronauta. De uma lista de cinco profissões, a de cosmonauta foi a menos escolhida entre crianças americanas e britânicas. Há 50 anos, a ida …

Estamos a perder 10 piscinas olímpicas por hora. Setor da água precisa de 4 mil milhões de investimento

A AEPSA, que junta os concessionários privados que distribuem água canalizada a 20% da população portuguesa, quer estabilidade regulatória e legislativa, nomeadamente com a alteração do regime de gestão das empresas municipais. O presidente da AEPSA, …