“Retificações especiais e centralizadas”. China quer acabar com “caos” na Internet

A Administração do Ciberespaço da China exigiu esta terça-feira aos fornecedores de serviços móveis do país que executem uma série de “retificações especiais e centralizadas”, face a “preocupações sociais” perante o “caos” na Internet.

As oito empresas afetadas são a Huawei, Oppo, Vivo, Xiaomi, Sogou, 360, QQ e UC. Estas terão até ao próximo dia 9 de novembro para “fazer uma revisão e retificação” dos seus serviços, visando controlar a disseminação de “rumores, sensacionalismo ou publicação de informações negativas que violem os valores fundamentais do socialismo”.

Os requisitos incluem a “proibição de informações em contas pessoais de redes sociais que violem as normas, além de exageros, insultos ou referências a temas delicados”, a fim de “evitar problemas que alterem a ordem da comunicação na Internet”.

As empresas devem enviar ao regulador uma lista detalhada das retificações e aguardar a aprovação pelas autoridades competentes.

Após este processo de retificação, o regulador chinês do ciberespaço afirmou que “assumirá firme responsabilidade” por “navegadores móveis que continuem a apresentar problemas pendentes”.

A China tem um dos sistemas de censura da Internet mais restritivos do mundo, não apenas para vetar o acesso a um grande número de aplicativos, programas ou portais estrangeiros, mas também para monitorizar sistematicamente o conteúdo na sua própria rede.

Em julho, um relatório do Comité de Relações Internacionais do Senado norte-americano. concluiu que o futuro da Internet pode vir a ser dominado pelos chineses caso os países ocidentais não intervenham.

A China tem apostado fortemente em tecnologias que apoiam o autoritarismo, como por exemplo software de reconhecimento facial e de videovigilância. Amostras da ADN, impressões digitais, amostras de voz e tipos sanguíneos são dados tidos em conta na vigilância digital chinesa. Estas são armas que o Governo chinês usa para, por exemplo, perseguir a minoria de Uigures no seu território.

“Os Estados Unidos estão agora à beira de perder o futuro do domínio cibernético para a China”, lê-se no relatório citado pelo The Washington Post. “Se a China continuar a aperfeiçoar as ferramentas do autoritarismo digital e for capaz de implementá-las efetivamente no mercado interno e no exterior, a China, não os Estados Unidos e os seus aliados, moldará o ambiente digital”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Raro crustáceo parasita descoberto na boca de um tubarão em exibição num museu

Uma equipa de cientistas descobriu uma espécie extremamente rara de Cymothoidae na boca de um espécime de tubarão capturado no Mar da China Oriental e agora em exibição num museu. Os Cymothoidae são uma família de isópodes …

Série da Netflix faz disparar venda de jogos de xadrez nos Estados Unidos

A série "The Queen’s Gambit", da plataforma de streaming Netflix, que retrata a ascensão de uma jovem jogadora de xadrez na década de 1950, fez disparar as vendas deste jogo de tabuleiro nos Estados Unidos. …

Novo comité central do PCP eleito com 98,5%

O novo comité central do PCP foi este domingo eleito no XXI congresso nacional dos comunistas, em Loures, com 98,5% dos votos. Dos 611 delegados, 602 votaram a favor, seis abstiveram-se e três votaram contra na …

Elefante salvo de um poço profundo na Índia. Resgate durou 14 horas

Uma equipa de 50 pessoas ajudou a salvar um elefante que tinha caído num poço profundo em Dharmapuri, no sul da Índia. Moradores locais atiraram folhas de bananeira para o animal comer antes de ser …

Santa Clara 0-1 Porto | Magia de Díaz resolve jogo pobre

Missão cumprida. O Porto viajou até aos Açores para defrontar o Santa Clara e leva na bagagem os três pontos. Mas não o conseguiu com brilhantismo, longe disso. A eficácia foi a palavra de ordem, num …

Raro pinguim totalmente branco encontrado nas Ilhas Galápagos

Um raro pinguim com o corpo totalmente "pintado" de branco foi encontrado no arquipélago das Galápagos, no Equador. Em comunicado, o Parque Nacional das Galápagos detalha que o raro espécime foi encontrado enquanto um guia fazia …

A China tem 8 milhões de cegos, mas apenas 200 cães-guia. Há uma razão

A China tem 8 milhões de cegos, mas apenas 200 cães-guia. As cidades populosas, as vias não adaptadas, as poucas escolas de treino e a própria população são entraves à existência destes companheiros (e verdadeiros …

Governo das Ilhas Salomão quer banir o Facebook para preservar a União Nacional

O Governo das lhas Salomão quer banir temporariamente a rede social Facebook numa tentativa de combater o cyberbullying e a difamação, alegando que a plataforma está a "minar" a União Nacional. A decisão, que já …

Sob o nariz dos militares norte-coreanos, ex-ginasta salta muro de 3 metros e foge para a Coreia do Sul

Um homem norte-coreano que queria escapar da sua terra natal deu um salto de quase três metros num muro no início deste mês. O salto, que ocorreu sob os narizes dos soldados, trouxe-o para a …

Islândia quer tornar-se um refúgio para o teletrabalho. Mas não é para todos

A Islândia fez uma série de alterações no seu programa de vistos de trabalho remoto para cidadãos foram do espaço Schengen, tendo como objetivo tornar-se num destino atraente para os trabalhadores que procuram escapar dos …