China constrói campos de refugiados na fronteira com a Coreia do Norte

(h) REUTERS POOL / KHANM / EPA

O presidente da China, Xi Jinping

A China, que sempre defendeu uma solução pacífica para a crise da Coreia do Norte, pode estar a preparar-se para um eventual conflito militar ou para a queda do regime de Kim Jong-un. Isto numa altura em que surgem versões contraditórias quanto à estratégia dos EUA para o problema.

Vários órgãos de informação internacional adiantam que a China está a construir campos para refugiados junto à fronteira com a Coreia do Norte. O jornal britânico The Guardian cita um “documento interno” de uma empresa de telecomunicações, contratada para instalar Internet nos tais campos, que menciona, pelo menos, cinco destas instalações.

“Devido a tensões transfronteiriças, o comité do partido comunista e o governo do estado de Changbai propuseram a instalação de cinco campos de refugiados no país”, refere o documento que terá circulado pela Internet.

Oficialmente, a China não confirmou estes dados, mas também não os desmentiu.

Analistas internacionais vêem estas movimentações chinesas como um possível sinal de que o país se está a preparar para a guerra, ou para a queda do regime de Kim Jong-un.

“As tensões estão altas na península coreana… está à beira da guerra”, avisa o especialista na questão norte-coreana da Universidade Renmin, em Pequim, Cheng Xiaohe, citado pelo The Guardian. “Como uma grande potência e um país vizinho, a China deve fazer planos para todas as eventualidades”, diz também Xiaohe.

Nesta semana, durante uma conferência em Washington, o Secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, admitiu conversações adiantadas com os chineses, para a análise de “cenários conjuntos” quanto à questão norte-coreana.

Tillerson revelou também que os EUA já se comprometeram a afastar-se das fronteiras entre a China e a Coreia do Norte, prometendo intervir apenas no processo das armas nucleares.

Administração Trump desmente Secretário de Estado

O Secretário de Estado dos EUA abriu igualmente a porta ao “diálogo directo” e “sem condições prévias” com a Coreia do Norte. Esta posição seria uma reviravolta na estratégia levada a cabo, até agora, pelos norte-americanos, mas foi já desmentida pela Casa Branca e pelo Departamento de Estado.

“A política não mudou”, sublinha a porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert, citada pela CNN. “Continuamos abertos ao diálogo quando a Coreia do Norte estiver disposta a conduzir um diálogo credível sobre uma desnuclearização pacífica da península coreana”, diz esta responsável.

A secretária de imprensa da Casa Branca, Sarah Sanders, reafirmou a mesma posição, num email enviado à CNN.

Estas declarações são uma espécie de desautorização pública do Secretário de Estado, cuja continuidade no cargo vem sendo posta em causa. A ABC News dá conta de um alegado “plano” da Casa Branca para substituir Rex Tillerson pelo director do FBI, Mike Pompeo.

Enquanto decorrem estas divergências no seio da administração Trump, a China tem-se desdobrado em conversações diplomáticas, nomeadamente com a Rússia, a propósito da questão norte-coreana. Chineses e russos trocaram perspectivas quanto a “passos conjuntos”, revelou o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, citado pela Reuters.

O tema vai também estar no centro da conversa entre o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-In, e o presidente chinês, Xi Jinping. No arranque da primeira visita oficial do presidente sul-coreano a Pequim, Jae-In falou do desejo de que comece aqui “uma nova era” nas tensas relações entre os dois países, conforme cita o Financial Times.

SV, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Enquanto Trump destroi os Estados Unidos sem ajuda de ninguém, as outras potências vão-se entendendo.
    A inversão de poderes está para breve e não tarda que o “império” dos EUA passe para segundo ou terceiro plano. O pior é que isso não é necessáriamente bom para o mundo… Porque alguns dos bons valores liberais do mundo ocidental, poderão estar em risco.

RESPONDER

"Ministério da Verdade". Carta dos Direitos Digitais é lei digna de uma ditadura

A polémica Carta dos Direitos Digitais aprovada na Assembleia da República não reúne aprovação entre os especialistas e alguns não hesitam em considerá-la um "regresso à censura". A lei n.º 27/2021, que entra em vigor a …

França vai enviar uma segunda Estátua da Liberdade para os Estados Unidos

França vai enviar uma segunda Estátua da Liberdade para os Estados Unidos, a propósito do Dia da Independência que se avizinha, comemorado a 4 de julho. De acordo com a cadeia televisiva CNN, esta segunda Estátua …

Cerveja grátis, donuts e lotarias. Os truques que estão a ajudar os EUA a alcançar imunidade de grupo

Um número crescente de estados, cidades e empresas está a oferecer incentivos para encorajar as pessoas a vacinarem-se. E as ofertas estão cada vez maiores e melhores. Nova Jérsia, por exemplo, está a pagar uma cerveja …

Euro 2020: aplicação da UEFA pode originar problemas nas bancadas

Revenda de bilhetes não é controlada. Adeptos que não vão aos jogos são incentivados a transferir os ingressos. A aplicação oficial da UEFA, que permite comprar bilhetes para o Europeu 2020, também permite passar os bilhetes …

Parlamento Europeu pede levantamento de patentes de vacinas

O Parlamento Europeu (PE) apelou hoje à suspensão temporária de patentes para facilitar o acesso global à vacina e medicamentos para a covid-19. Numa resolução aprovada por 355 votos a favor, 263 contra e 71 abstenções, …

Encontrado esqueleto acorrentado em Inglaterra, uma rara evidência da escravidão romana

O esqueleto encontrado em Rutland, Inglaterra, foi identificado pelos cientistas como uma evidência rara e importante da escravidão na Britânia romana, sendo uma "descoberta internacionalmente significativa". Os restos mortais foram encontrados por trabalhadores da construção civil …

Trabalho infantil no mundo aumenta pela primeira vez em duas décadas

O número de crianças vítimas de trabalho infantil aumentou pela primeira vez em 20 anos, atingindo 160 milhões no mundo, anunciaram hoje a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e a UNICEF. No relatório "Trabalho Infantil: estimativas …

Aplicação ajuda os casais a comunicar através do batimento cardíaco

Durante a pandemia, e com o distanciamento social, as pessoas perceberam ainda melhor o quão difícil pode ser estar separado de quem mais se ama. A pensar nisso, uma equipa criou uma aplicação que permite …

Os peixes-elefante também fazem pausas antes de partilhar algo importante

Cientistas descobriram que os peixes-elefante também fazem pausas quando querem passar uma informação importante a quem os está a ouvir. Por vezes, fazer uma pausa antes de dizer alguma coisa importante pode ser uma boa estratégia …

Moedas quer demissão de Medina por alegado envio de dados à Rússia

O candidato do PSD à Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, disse esta quarta-feira que o presidente Fernando Medina terá de se demitir, caso se confirme que a autarquia enviou para a Rússia dados de três …