China a um passo de criar Forças Espaciais

DR Sony Pictures

Cena de "Starship Troopers 3: Marauder",  Ed Neumeier, 2008

Cena de “Starship Troopers 3: Marauder”, Ed Neumeier, 2008

Segundo o jornal japonês Yomiuri Shimbun, a China estará presumivelmente a formar Forças Espaciais com o estatuto de ramo independente das Forças Armadas, paralelamente ao Exército terrestre, à Força Aérea, à Marinha e à Segunda Artilharia (mísseis de destino estratégico).

São vários os indícios da crescente importância que a China está a dar à utilização militar do espaço.

A China é já um dos líderes mundiais, ou ocupa mesmo o primeiro lugar, em muitas áreas chave do desenvolvimento militar do espaço. Por exemplo, os projectos chineses de desenvolvimento de armas anti-satélite são os mais avançados do mundo.

Engenheiros chineses estão a desenvolver com êxito um sistema de navegação por satélite. A China ocupa já as primeiras posições no desenvolvimento de satélites de reconhecimento óptico-eletrónicos, tendo conseguido, segundo a RVR, uma resolução de menos de um metro. Por comparação, a versão civil do GPS americano tem uma resolução de 15 metros.

No entanto, a atribuição do estatuto de ramo independente das Forças Armadas às Forças Espaciais é para já pouco provável.

Em primeiro lugar, porque, no caso da aprovação de tal decisão, poderia haver alterações na composição do Conselho Militar Central da China, formado pelos comandantes dos ramos das Forças Armadas, e na estrutura organizativa do Comando General de Armamento, que controla a maior parte dos objetos da infraestrutura espacial terrestre.

Além disso, as bases espaciais chinesas como Taiyuan e Xichang são também centros de ensaio de mísseis de combate, inclusive balísticos e anti-satélite. Alterações no sistema de comando, recrutamento e abastecimento material-técnico seriam de grande envergadura.

De qualquer forma, a China irá dispor brevemente de vários sistemas espaciais complexos, ao serviço de diferentes interesses.

Por exemplo, o desdobramento de mísseis de cruzeiro pesados e mísseis balísticos contra navios requer o aperfeiçoamento de potentes sistemas de indicação de alvos. Por outras palavras, será dispensada cada vez maior atenção ao espaço militar.

A China está também a aumentar o número de satélites de reconhecimento destinados a espionagem óptica e à escuta de radio-transmissões, e pretende desenvolver um sistema de aviso de ataques de mísseis.

Este esforço de desenvolvimento significa o aumento do número de especialistas e do orçamento chinês para o espaço, aumentando em consequência a influência e o peso político das estruturas militares ligadas aos projectos espaciais chineses.

Não é por isso preciso abrir um bolinho da sorte para adivinhar que, brevemente, será inevitável que lhes seja atribuído um estatuto independente das Forças Armadas  – e nasçam as Forças Espaciais da China.

ZAP / RVR

PARTILHAR

RESPONDER

Covid-19 já matou mais no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães da II Guerra

A pandemia de covid-19 já matou mais pessoas no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães durante a II Guerra Mundial. O novo coronavírus oriundo da China já matou cerca de 50.000 pessoas em território …

Estudo mostra que os cães querem mesmo resgatar os seus donos do perigo

Um novo estudo mostra que os nossos amigos de quatro patas querem realmente salvar-nos em momentos de aflição, mas desde que saibam como o fazer. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 60 cães …

Derek Chauvin foi detido, mas os precedentes mostram que o polícia pode sair impune

Derek Chauvin, o polícia responsável pela morte de George Floyd, foi detido e aguarda a sua primeira audiência. No entanto, há precedentes que sugerem que o agente pode sair impune. Derek Chauvin tem a sua primeira …

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …

Covid-19. México investiga mercado negro de atestados de óbito falsos

As autoridades da Cidade do México anunciaram que estão a investigar um suposto mercado negro de atestados de óbito relacionado com a covid-19, no dia em que o país registou 625 mortes nas últimas 24 …

Astrónomos descobrem "réplica" do Sol e da Terra a três mil anos-luz

O que diferencia esta descoberta de outros exoplanetas parecidos com a Terra é que a sua estrela tem uma semelhança impressionante com o nosso Sol. Entre os dados da missão Kepler, uma equipa de investigadores identificou …

Sem romarias e festas, milhares de famílias estão a entrar em falência

Milhares de famílias cujo rendimento depende das romarias e festas populares estão a atravessar sérias dificuldades económicas. Os prejuízos ultrapassam os 50 milhões de euros. A suspensão das festas populares e romarias religiosas em todo o …

Corpo de Maria Velho da Costa ficou 11 dias na morgue. Filho critica MP e fala em "massacre psicológico"

Os restos mortais da escritora Maria Velho da Costa, que faleceu a 23 de Maio, ficaram no Instituto de Medicina Legal, em Lisboa, durante 11 dias, sem que a família tivesse conhecimento de que já …