Chegou o Polígrafo, o jornal online para identificar mentiras em Portugal

Um projeto jornalístico online criado para ajudar os leitores a fazer fact checking (verificação dos factos) foi nesta terça-feira lançado na cimeira tecnológica Web Summit por um jornalista e dois sócios, que investiram “centenas de milhares de euros” no projeto.

Em causa está o Polígrafo, um “jornal só de fact checking“, disse à Lusa o responsável pelo projeto, Fernando Esteves, falando à margem da Web Summit, no Parque das Nações, em Lisboa. “Fazemos a verificação daquilo que é dito no espaço público por políticos, por comentadores, por influenciadores […] e nas redes sociais de forma geral”.

Para isso, o jornal terá como critérios a “importância do protagonista – se é primeiro-ministro, se é membro do Governo, se é líder de um partido – e por outro lado a sua capacidade de influência, ou seja, a capacidade que a pessoa tem para influenciar o debate público e aí já estamos a falar de influenciadores e de comentadores”, explicou.

Fernando Esteves justificou que a plataforma surge por as “democracias liberais estarem a viver um tempo muito difícil“, com as pessoas a deixarem “de confiar nos políticos”, e pelo estado atual do jornalismo, com as “redações a esvaziarem-se e a perderam memória”. “Neste momento, 60% das notícias que as pessoas leem vêm das redes sociais e não há triagem jornalística”, observou Fernando Esteves.

Questionado sobre o porquê do lançamento na Web Summit, Fernando Esteves afirmou que “fazia todo o sentido” pelo tipo de iniciativa. É “um projeto inovador, um projeto pioneiro, um projeto que vai fazer recurso às novas tecnologias para fazer fact checking automático” com recurso à inteligência artificial, sublinhou.

Ao todo, a plataforma conta com 10 pessoas na “estrutura fixa” e uma “rede de 25 colaboradores”, entre jornalistas, gestores de redes sociais e responsáveis pela área de vídeo. Quanto ao investimento, Fernando Esteves escusou-se a especificar, falando antes numa alocação de “centenas de milhares de euros” pela empresa fundadora, composta, além deste jornalista, pelas companhias Be Creative Media (de audiovisuais) e Emerald Group (multinacional de consultadoria financeira).

“Não vamos meter muitos conteúdos por dia no site” e “não vamos ser reféns da ditadura das page views“, garantiu, notando que as receitas do Polígrafo serão, essencialmente, obtidas através de publicidade. A redação está sediada no Príncipe Real, em Lisboa.

A Web Summit termina na quinta-feira no Altice Arena e na Feira Internacional de Lisboa (FIL). Para esta edição, a terceira em Lisboa, a organização já prometeu “a maior e a melhor” de sempre, com novidades no programa e o alargamento do espaço, sendo esperados mais de 70 mil participantes de 170 países.

O evento nasceu em 2010 na Irlanda e mudou-se em 2016 para Portugal e desde essa altura terá gerado um impacto económico de mais de 500 milhões euros.

Inicialmente, estava previsto que a cimeira ficasse por apenas três anos, mas em outubro deste ano foi anunciado que o evento continuará em Lisboa por mais 10 anos, ou seja, até 2028, mediante contrapartidas anuais de 11 milhões de euros e a expansão da FIL.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Poligrafo é o primeiro a mentir.
    No caso Jamaica, nunca mencionou que a senhora negra testemunhou que a policia foi agredida á sua primeira chegada diretamente. Aliás, justificam todos os ataques e ódio do Mamadou. Aparentemente é bastante poico fiável esse poligrafo

RESPONDER

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …