“Cérebro” dos ataques do 11 de setembro pode agora testemunhar contra a Arábia Saudita

Khalid Sheikh Mohammed, o alegado cérebro dos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, poderá testemunhar e ajudar indivíduos e empresas na ação destes contra o Governo da Arábia Saudita por responsabilidades no atentados.

A condição para o fazer é a acusação americana não pedir a pena de morte para ele, segundo vários relatos publicados esta segunda-feira. A oferta de Mohammed consta de uma carta apresentada no Tribunal Distrital em Manhattan por advogados que representam pessoas individuais e coletivas que pedem milhares de milhões de dólares por danos.

Os advogados dos queixosos têm estado em contacto com advogados de cinco testemunhas sob custódia federal para avaliar a disponibilidade destas para depor. Três dessas testemunhas, incluindo Mohammed, estão na prisão de Guantánamo e enfrentam a pena capital, enquanto as outras duas se encontram numa prisão de segurança máxima no Colorado.

Segundo a carta, Mohammed não concorda depor “no presente momento” mas isso poderá mudar. “O advogado declarou que o principal impulsionador dessa decisão é a natureza capital da acusação e que, na ausência de uma potencial sentença de morte, seria possível uma cooperação muito mais ampla”, refere a missiva.

À Al Jazeera, o ex-agente da CIA Glenn Carle afirmou não ter a certeza de como o depoimento de Mohammed poderia ser útil em tribunal. “Ele sabe bastante sobre a estrutura da Al-Qaeda, as decisões individuais tomadas, a forma como as coisas aconteceram. Muito disso partiu dele. Por isso, penso que tem informações certamente. Se elas são podem ser usadas num tribunal dos EUA é uma das grandes questões”, disse.

Uma tentativa anterior de chegar a um acordo com Mohammed e quatro outros réus do 11 de setembro foi descartada devido ao receio de que suspender a pena de morte servisse como uma censura oficial da tortura dos suspeitos.

Além dos ataques de 2001, o membro da Al-Qaeda assumiu a responsabilidade pelo sequestro e assassinato do jornalista americano Daniel Pearl no ano seguinte. Mohammed foi capturado no Paquistão em 2003 e está preso em Guantánamo desde 2006. A CIA submeteu-o à técnica de interrogatório conhecida como waterboarding (afogamento simulado) 183 vezes em 2003. O então Presidente George W. Bush viria a revelar que autorizara pessoalmente o recurso àquela técnica.

O Governo de Riade nega qualquer envolvimento nos ataques, nos quais aviões sequestrados se despenharam no World Trade Center de Nova Iorque, no Pentágono e num campo da Pensilvânia, fazendo quase três mil mortos.

ZAP //

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. “Cérebro”… É mais “bode expiatório”…
    E quem é que ainda acredita que as torres caíram por causa dos aviões?!…

RESPONDER

Cristais do tempo poderiam permitir simular toda a Internet com poucos qubit

Uma equipa de cientistas japoneses propôs um método que usa cristais do tempo para simular redes massivas com muito pouco poder de computação. Os cristais do tempo podem ser o próximo grande salto na pesquisa de …

Psyche, o planeta fracassado, pode ser o único asteróide inteiramente feito de ferro e níquel

Um estudo da cientista planetária Tracy Becker, do Southwest Research Institute, analisou as primeiras observações ultravioleta do trilionário asteróide metálico Psyche. Com aproximadamente 200 quilómetros de diâmetro, Psyche é um dos objetos mais massivos do cinturão de …

Cientistas criam tinta ultra-branca que ajuda a arrefecer as superfícies

Cientistas criaram uma nova tinta ultra-branca que pode refletir 95,5% da luz solar que chega à sua superfície. De acordo com o site IFLScience, esta propriedade permite que algo revestido com esta tinta ultra-branca, como, por …

Morreu Sindika Dokolo, marido de Isabel dos Santos

O empresário Sindika Dokolo faleceu, nesta quinta-feira, no Dubai, aos 48 anos de idade, durante a prática de mergulho. A morte do empresário de origem congolesa já foi confirmada à Lusa por uma fonte ligada à …

Lagostins autoclonados invadiram (e conquistaram) um cemitério na Bélgica

Um cemitério na Bélgica foi completamente invadido por lagostins marmoreado. De acordo com o Instituto Flamengo para Pesquisa da Natureza e da Floresta (INBO), a espécie representa uma grande ameaça para a biodiversidade local. Segundo o …

Benfica 3-0 Standard Liège | “Águia” voa de forma imperial

A noite foi de festa no Estádio da Luz para os cerca de 4875 espectadores – 7,5% por cento da lotação – que se deslocaram ao reduto dos “encarnados” esta quinta-feira. O Benfica venceu por 3-0 …

Urnas abertas no Minecraft. Servem para ensinar os jovens a votar nas eleições

A organização não partidária e sem fins lucrativos Rock the Vote e a empresa criativa Sid Lee uniram-se para criar um servidor de "casa de votação" no popular jogo Minecraft antes das eleições presidenciais de …

Zorya Luhansk 0-2 Braga | “Nota artística” em triunfo minhoto

Dois jogos, duas vitórias para o Sporting de Braga no Grupo G da Liga Europa. Uma entrada de rompante em jogo, com dois golos espectaculares nos primeiros 11 minutos, permitiram aos “arsenalistas” controlar e lidar …

Amostra de ADN desvenda homicídio cometido há quatro décadas

Uma amostra de ADN, colhida de um norte-americano da Carolina do Sul após este ser detido por apontar uma arma, permitiu às autoridades desvendar um caso antigo, identificando-o como principal suspeito do homicídio de uma …

Investigadores portugueses criam simuladores para treinar médicos à distância

Investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) desenvolveram, durante o confinamento, um método para os estudantes treinarem para cenários de emergência sem saírem de casa. Em declarações à Lusa, Carla Sá Couto, do …