Há cinco anos, PSD arrasou o milagre dos números de Centeno. Agora, Centeno arrasa contas de Rio

António Cotrim / Lusa

O ministro das Finanças, Mário Centeno

Em 2015, as propostas do cenário de Mário Centeno tinham sido reprovadas pelos sociais-democratas. Agora, em 2019, o ministro das Finanças critica a redução da despesa do cenário macroeconómico do PSD.

Em 2015, António Costa pediu a um grupo de peritos, liderado por Mário Centeno, para preparar uma agenda, designada Uma Década para Portugal, que serviria de base ao programa do Partido Socialista nas eleições que teriam lugar em outubro. O PSD criticou, considerando-o irrealista, fez 29 perguntas e queria, inclusivamente, que a UTAO avaliasse aquelas contas.

Quatro anos depois, com o PSD na oposição, o cenário repete-se (mas invertido). O líder social-democrata, Rui Rio, apresentou o seu cenário macroeconómico que estará na raiz do seu programa eleitoral. Mário Centeno criticou-o.

Este sábado, em entrevista ao jornal Público, o ministro das Finanças afirmou que as medidas do PSD não são razoáveis. “Não vejo uma dificuldade significativa no cenário macro apresentado pelo PSD desse ponto de vista. Já a mesma coisa não penso em relação à sua razoabilidade orçamental, onde, do pouco que sabemos daquele programa, me parece que falha ali quase tudo.”

“Sabemos que a receita fiscal vai cair quando comparando com todos os outros cenários. E depois há ali o habitual milagre do corte da despesa que levanta algumas dúvidas, em particular no que diz respeito aos consumos intermédios. Aquelas despesas que estão previstas no programa do PSD não me parece que cheguem para dar resposta a essas obrigações”, considera.

Em 2015, as despesas do programa de Centeno foram, da mesma forma, criticadas pelo PSD, uma vez que, segundo a oposição, eram tais que não permitiriam respeitar as regras orçamentais europeias.

Segundo o Expresso, o então porta-voz do partido quis respostas, e decidiu enviar 29 perguntas ao PS. Devolver os cortes salariais na Função Pública de forma mais acelerada e eliminar a sobretaxa do IRS, a par da descida do IVA na restauração para 13% faziam parte do leque de propostas apresentado pelos peritos chamados pelo PS. Antecipava-se um crescimento médio de 2,6% ao ano, com a chegada a um défice de 0,9% em 2019.

Na altura, o líder Pedro Passos Coelho queria que a Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) fizesse uma avaliação às propostas do PS. ““Gastar o que não temos porque, no futuro, outros pagarão a conta”, reprovou o deputado José Matos Correia, na altura vice-presidente do PSD. “Não é uma alternativa real, é uma pseudo-alternativa.”

O próprio primeiro-ministro de então deixou críticas à política proposta. “É correr o risco de ainda ter mais défice e mais dívida, porque milagrosamente o que nunca ninguém resolveu em parte nenhuma do mundo, o PS vai aqui resolver, que é pôr a economia a crescer sem criar dívida, distribuindo dinheiro por toda a gente. Quem é que acredita nisto?.”

Naquele ano, numa entrevista ao Jornal de Negócios, Centeno afirmou que não há milagres. “Nada do que aqui está tenta transformar milagrosamente a economia portuguesa. Não há aqui nenhuma promessa vã nesse sentido.”

Agora, em 2019, o cenário inverte-se: Mário Centeno considera que é do PSD que vêm milagres – “o habitual milagre do corte da despesa”.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Promessa do kostinha, igual à do RR:

    Costa promete cortes nos impostos e não chantageia portugueses para pedir maioria absoluta
    Resposta chega? Ou é preciso mais?

    • É preciso é menos. A comparação é entre os comentários do PSD Às contas do programa do PS de 2015 e os comentários de Centeno ao programa de 2019 do PSD. Ir buscar que o Costa pediu (sem rodeios) maioria absoluta, nem vem a propósito. Não tem nada a ver com críticas a contas.

      • Mas lá que o Costa (entre muitas outras promessas nunca cumpridas) disse que desceria o ISP no caso do preço do barril subir no mercado internacional, lá isso disse!

RESPONDER

Punir os 12 clubes da Superliga Europeia? O tiro pode sair pela culatra

A UEFA ameaça punir os clubes que participem na Superliga Europeia. No entanto, tomar medidas precipitadas pode fazer com que o tiro saia pela culatra. O mundo do futebol foi abalado pelo anúncio de uma Superliga …

Criados 280 postos para vacinar 100 mil pessoas por dia

Duzentos e oitenta postos de vacinação rápida e de resposta reforçada estão a ser criados em todo o país para se conseguir vacinar 100 mil pessoas por dia, disse esta terça-feira à agência Lusa o …

Portugal e França promovem intercâmbio de árbitros nas ligas profissionais

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou, esta segunda-feira, que vai promover, juntamente com a Federação Francesa de Futebol (FFF), um intercâmbio de árbitros. "Portugal e França vão promover um intercâmbio de árbitros no seguimento do …

Novo Banco vendeu carteira de malparado por valor inferior às próprias garantias

O deputado do PSD Alberto Fonseca apontou esta terça-feira que o Novo Banco vendeu a carteira de crédito malparado Nata II por um valor inferior às suas próprias garantias, baseando-se no relatório da Deloitte à …

ANA "não tem interesse económico". Montijo é a "solução mais rápida"

O presidente da comissão executiva da ANA - Aeroportos de Portugal disse, esta terça-feira, que a empresa "não tem interesse económico" numa das soluções para a expansão aeroportuária em Lisboa em vez de outra, mas …

Taiwan vende vacinas da AstraZeneca a 17 euros para evitar que expirem

Com lotes da vacina da AstraZeneca em risco de expirarem, devido a resistência à sua toma entre grupos prioritários, Taiwan começou esta segunda-feira a administrá-las a qualquer pessoa, por 17 euros. Horas depois de o sistema …

Mourinho: "Não preciso de fazer uma pausa, estou sempre no futebol"

O treinador português disse, esta segunda-feira, que "não necessita de fazer uma pausa", após deixar o comando técnico do Tottenham, e frisou estar "sempre no futebol". Embora não se tenha alongado muito, José Mourinho falou pela …

Regime sírio acusado de crimes contra a humanidade na Suécia

Quatro organizações não-governamentais apresentaram uma queixa junto da polícia da Suécia contra altos responsáveis do regime sírio por crimes contra a humanidade pelos ataques com armas químicas na Síria, em 2013 e 2017. A queixa foi …

Portugal, Lituânia e Malta são os únicos países da UE sem 5G

Portugal, Lituânia e Malta são os únicos países na União Europeia (UE) que ainda não têm qualquer oferta comercial de 5G, revelou o último relatório trimestral do Observatório Europeu do 5G, um organismo da Comissão …

Jair Bolsonaro diz que quem votar em Lula da Silva "merece sofrer"

No mês passado, o Supremo Tribunal Federal decidiu que Lula da Silva pode voltar a candidatar-se à presidência do Brasil e Jair Bolsonaro, o atual presidente do país, considera que quem votar em Lula "merece …