Centeno admite. Não houve uma “drástica” viragem da austeridade

Manuel de Almeida / Lusa

O ministro das Finanças, Mário Centeno

Numa reportagem do Financial Times, o ministro da Economia, Mário Centeno, admite que não houve uma “drástica” reversão na austeridade durante a governação liderada pelo PS e apoiada pelos partidos de esquerda.

“O próprio Centeno admite que o grau em que o PS reverteu a austeridade não é drástico”, escreve esta quarta-feira o diário britânico num artigo que aborda o modelo de governação levado a cabo pelo PS com o apoio do BE e do PCP.

O ministro da Economia afirma que o Governo fez “mudanças” durante a legislatura, mas estas “não foram grandes mudanças” relativamente ao que estava a ser feito pelo anterior Executivo (PSD/CDS), liderado por Pedro Passos Coelho.

“Era preciso fazer uma mudança, mas não uma mudança grande“, afirmou Mário Centeno, dando conta que no final de 2015, quando tomou posse, o crescimento da Economia portuguesa era “muito pobre” e “estava a desacelerar”.

“Tinha de ser implementada uma mudança, [mas] não uma grande mudança”, sustenta, dizendo ser “muito desconfiado dos visionários que pensam que sabem lidar com grandes máquinas (…) Eu temo as grandes máquinas”, acrescentou Centeno.

O também presidente do Eurogrupo considera que pequenas mudanças na política foram suficientes para restaurar a confiança dos agentes económicos e aumentar o crescimento.

“O truque foi haver um compromisso com um caminho e mantê-lo”, disse ao Financial Times, referindo que a consequência foi um “aumento tremendo da confiança e da atividade económica” no início do segundo semestre de 2016. No mesmo artigo, o ministro da Economia atribuiu a redução do défice para lá do esperado à redução dos encargos com os juros da dívida portuguesa.

O primeiro-ministro é também citado na peça, frisando o ceticismo que encontrou face às políticas económicas que o seu Governo pretendia implementar. “As pessoas estavam altamente céticas em relação às nossas políticas económicas, mas conseguimos mostrar que é possível aumentar os rendimentos, subir o investimento privado, diminuir o desemprego e ainda assim ter finanças públicas sãs”, frisou António Costa.

Quanto ao futuro das contas públicas, e tendo em conta às pressões de vários grupos sociais, António Costa diz que “é normal que depois de um período de grande pressão toda a gente queira tudo agora”. “Um bom Governo tem de lidar com as necessidades sociais, com a capacidade orçamental e as prioridades políticas [que tem]”, sustentou.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Palhaço! Apanha-se mais depressa um mentiroso do que um coxo. O que estás hoje a admitir já eu o sei há muito. Foste dando umas migalhas com uma das mãos e tirando com a outra. Só os parvos não veem isso!

  2. Este Centeno não só é um maestro, mas também um cirurgião da economia e para além disso muito humilde no que toca a enaltecer as suas vitórias. Continua assim Centeno e não ligues às bocas invejosas dos que sofrem do mal de cotevelite!

  3. Absoluta porcaria, regime cheio de armadilhas vergonhosas (nem a mafia teria tantas soluções) para catar o que resta aos que tem já muito pouco e dar sem problemas nenhuns os biliões á banca e aos caloteiros cá da praça…
    Reverteste a austeridade???!!!
    Pois sim!….o Zé Povo e outros pensadores são tão estúpidos que vão mesmo acreditar em ti!

  4. Quando dizes que não houve uma “drástica” queres dizer que não houve nenhuma. A maior carga fiscal de todos os tempos. Agora chama-lhes pressão fiscal para ver se melhor enganas os incautos. E o teu dono, o chamussa, fala em maioria absoluta! MANHOSO!!

RESPONDER

Estação de metro abandonada em NY é o set de filmagens secreto mais bem guardado de Hollywood

A Bowery Station, uma estação de metro em Nova Iorque, permaneceu abandonada durante cerca de 20 anos, mas desfruta agora de uma nova vida. Tudo começou em 2016, quando Sam Hutchins, um veterano da indústria cinematográfica, procurava …

Nacional 0-1 FC Porto | Dragão cansado não facilita

O FC Porto foi à Madeira vencer o Nacional por 1-0. Quem pensou que seria jogo de goleada para os “azuis-e-brancos” enganou-se por completo. Os insulares deram luta, só permitiram um golo, por parte de Mehdi …

João Leão aposta num OE de "expansão" (e mantém a fé num acordo à esquerda)

O ministro das Finanças, João Leão, acredita que o sétimo Orçamento do Estado será aprovado com os partidos à sua esquerda. Ao semanário Expresso, João leão explicou que os próximos Orçamentos do Estado não serão de …

Português investigou histórias por detrás das dedicatórias de Beethoven

A dedicatória do compositor Beethoven da famosa "Sonata ao Luar" a uma alegada musa foi, afinal, uma forma sarcástica de se vingar pela forma como se sentiu desrespeitado, descobriu o musicólogo e pianista português Artur …

Nos canais de Utrecht, os peixes têm uma "campainha" para passar pela barreira

Quando os peixes desovam pelos canais de Utrecht, nos Países Baixos, costumam ser bloqueados pela eclusa Weerdsluis. Agora, a cidade lançou a primeira campainha para peixes do mundo. De acordo com o Dutch Review, o sistema …

Jorge Jesus acusa Gil Vicente de antijogo: "Fez o que o árbitro permitiu"

Este sábado, o Gil Vicente visitou o Benfica e saiu com os três pontos na bagagem ao vencer por 2-1, num duelo relativo à 27ª jornada da Liga NOS. O Benfica perdeu no Estádio da Luz …

Site chinês "apaga" mulheres que não querem casar ou ter relações com homens

Vários grupos de feministas com ideias mais radicais começaram a ser bloqueados de um dos sites mais influentes na China. Num país conhecido pelo seu regime ditatorial e conservador, um grupo de mulheres uniu-se para lutar …

Grande Crise do Ketchup. A pandemia atacou um mercado improvável (e já há um mercado negro para o molho)

Os problemas da cadeia de suprimentos estão a chegar a um canto distante do universo empresarial: os pacotes de ketchup. O ketchup é o molho de mesa mais consumido nos restaurantes dos Estados Unidos, com cerca …

Justiça britânica perdoa dívida de 60 milhões a Vale e Azevedo

João Vale e Azevedo, ex-presidente do Benfica, foi declarado "exonerado da insolvência" que corria em Londres desde 2009. Um tribunal de Londres declarou que João Vale e Azevedo está exonerado de insolvência. Na prática, a justiça …

Aposta no Parlamento. 10% dos deputados são candidatos às autárquicas

De acordo com as contas do semanário Expresso, 23 deputados da Assembleia da República, ou seja, 10% dos 230 que compõem o hemiciclo, são candidatos às eleições autárquicas do outono. Na quinta-feira, foi aprovado na generalidade …