Edifício Transparente, discoteca Kasa e centenas de casas junto ao mar vão ser demolidas

Hugo Cadavez / Flickr

O Edifício Transparente, em Matosinhos, é uma das construções que a Agência do Ambiente quer demolir

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) quer demolir o Edifício Transparente, no Porto, e outros 33 edifícios na orla costeira entre Caminha e Espinho. O plano determina ainda a retirada de centenas de habitações construídas nas dunas.

O plano, revelado esta quarta-feira pelo Jornal de Notícias, prevê a demolição do Edifício Transparente, construído em frente ao mar, na Praia Internacional. O prédio, propriedade da Câmara do Porto, custou 7,5 milhões de euros e foi construído durante a Capital Europeia da Cultura, em 2001, com projeto do arquiteto catalão Solà-Morales.

Concessionado à empresa Hottrade até 2024, este é apenas uma numa lista em que figuram 34 edifícios, sobretudo de restauração, e centenas de casas de 14 núcleos habitacionais, sete dos quais de origem piscatória.

O novo Plano da Orla Costeira Caminha-Espinho limita ou proíbe a construção de habitações em frente ao mar e prevê o recuo planeado de 14 aglomerados, dos quais 12 estão em “áreas críticas” em termos de exposição a fenómenos extremos e ao risco de erosão e de inundações.

Entre as centenas de casas que a APA quer ver destruídas, estão as que foram construídas ilegalmente em cima das dunas nas praias da Amorosa, Pedra Alta (Viana do Castelo), Pedrinhas, Cedovém, Suave Mar, Ofir Sul (Esposende), Aver-o-Mar (Póvoa do Varzim), Congreira, Mindelo, Pucinho (Vila do Conde), Marreco (Matosinhos), Madalena, Valadares (Gaia) e Paranhos (Espinho).

Além do edifício Transparente, a proposta prevê a demolição de edifícios como o miradouro nas Caxinas (Vila do Conde), a Esplanada do Carvalhido (Póvoa de Varzim), o restaurante Pizza Hut Foz e a discoteca Kasa da Praia (Porto).

A proposta determina que sejam traçados planos de retirada e calculados os custos permitindo a deslocação faseada, quando os custos se tornarem excessivos ou surjam casos pontuais de oportunidade nessa localização.

Os nove municípios abrangidos deram parecer negativo ao novo plano, mas a proposta foi aprovada e avança para consulta pública na próxima semana. O plano identificou 46 áreas críticas ao longo dos 122 quilómetros de costa entre Caminha e Espinho.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Este “estudo” da APA é a coisa mais imbecil que eu já vi. Provavelmente foi feito por alguém que sem sair do gabinete, pegou no mapa, na régua, no lápis e no Google Maps e aí vai disto. Tão idiota, mas tão idiota, que enquanto sugere a demolição de equipamentos que não correm qualquer tipo de risco devido à morfologia do terreno e à geografia oceânica própria, apenas porque estão no alinhamente costeiro que estabeceram sem critério aparente, esquece outros que correm sérios riscos há anos, como é o caso das 2 torres de Ofir construídas praticamente sobre a praia. Enfim. Sinceramente, acho que o Ministro do Ambiente deveria era demolir os autores do “estudo”. Parece que não há mais onde gastar dinheiro.

  2. As Câmaras estão contra porque durante décadas receberam por fora para fecharem os olhos a isto. Se os donos das casas começam a velas cair, é só uma questão de tempo até alguém dar com a língua nos dentes a dizer quem recebia para deixar estas coisas passarem.

    Existe a lei. O que cumpre deve ficar. O que não cumpre deve ir. Metam os arquitectos e as câmaras nos tribunais se foram enganados com uma casa que ia ficar ilegal.
    Se já sabia quando fez o negócio, temos pena mas tem de assumir as responsabilidades.

  3. Não pode construir próximo a uma auto estrada a menos de 100 metros por que raio aparece imoveis recentes a Beira Mar, para uns tudo é possível, para outros nem pensar.
    Inventaram o PDM pois bem, cumpram a Lei custe a quem custar.

Responder a Sousa Cancelar resposta

A Terra em 4K. Empresa vai transmitir vídeos do Espaço em tempo real

A empresa Momentus assinou um novo contrato que fornecerá transporte e implementação no Espaço para a Sen, uma empresa britânica que está atualmente a construir um serviço de streaming de vídeo 4k e em tempo …

Hertz abre falência nos Estados Unidos, mas sobrevive em Portugal

O presidente executivo da Hertz Portugal afirmou esta quarta-feira que, apesar do inevitável “dano reputacional”, a falência da empresa nos EUA não afeta a sua atividade no país, onde opera de forma “independente” em regime …

Sintomas da doença de Lyme podem ser perigosamente confundidos com covid-19

Alguns dos sintomas característicos da doença de Lyme podem ser confundidos com covid-19. Isto pode trazer sérias consequências devido ao diagnóstico tardio da doença. Quando doenças semelhantes a uma gripe se desenvolvem em pessoas que passam …

Revelada a lotação máxima de várias praias portuguesas

Em contexto de pandemia de covid-19, o número de banhistas que pode entrar numa determinada praia será controlado. Foi revelada a lotação máxima das praias para as regiões do Algarve (Barlavento e Sotavento) e de …

Café na Coreia do Sul contrata um robô-barista para evitar a propagação da covid-19

O café Daejon, na Coreia do Sul, "contratou" um barista-robô para servir bebidas aos seus clientes, tentando evitar assim a propagação da pandemia de covid-19, que já matou mais de 350 mil pessoas em todo …

Incêndios: PSD aponta falta de meios aéreos e avisa que covid-19 não justifica atrasos

O PSD apontou hoje falta de meios aéreos de combate a incêndios no terreno e acusou o Governo de ter ficado "aquém" nas reformas e mudanças na floresta, avisando que a pandemia de covid-19 não …

Lançamento da SpaceX adiado devido ao mau tempo

O lançamento da SpaceX, que estava previsto para hoje, foi adiado devido às condições meteorológicas. Haverá uma nova tentativa no sábado, às 20h22 de Lisboa. O esperado era que a SpaceX lançasse esta quarta-feira dois astronautas …

"Não consigo respirar". Protestos nos EUA pela morte de homem negro às mãos da polícia

Milhares de pessoas protestaram, esta terça-feira à noite, em Minneapolis, cidade no estado norte-americano do Minnesota, contra a morte de George Floyd, um homem negro que acabou por falecer depois de um episódio com a …

Um em cada três americanos não acredita que o azeite vem das azeitonas

Um terço dos norte-americanos entrevistados numa sondagem disse não acreditar ou não ter certeza de que o azeite vem das azeitonas. O produto alimentar é usado por menos de metade das famílias do país. Uma sondagem …

A pandemia separou casais de namorados. Dinamarca abre fronteiras a quem prove estar numa relação

Esta segunda-feira, a Dinamarca diminuiu o controlo na fronteira com outros países nórdicos e com a Alemanha para que casais transfronteiriços, separados pela pandemia, se reencontrem. A partir desta segunda-feira, os casais separados pela pandemia podem …