CDS termina Congresso em Lamego com eleição de novos órgãos nacionais

Estela Silva / Lusa

O 27.º Congresso do CDS-PP termina hoje com a eleição dos órgãos nacionais, incluindo a direção da presidente do partido, Assunção Cristas, cuja moção global foi aprovada na madrugada de domingo.

A nova Comissão Executiva do CDS-PP, o núcleo duro da direção, será composta por um terço de mulheres e terá como novidades a médica e deputada Isabel Galriça Neto, a doutoranda Graça Canto Moniz e a professora universitária Raquel Vaz Pinto.

Como vice-presidentes, Assunção Cristas mantém Nuno Melo, Adolfo Mesquita Nunes e Cecília Meireles.

João Rebelo, que será o novo coordenador autárquico, Nuno Magalhães, líder parlamentar, Pedro Morais Soares, secretário-geral, Álvaro Castelo Branco, Domingos Doutel, Filipe Anacoreta Correia e Ana Rita Bessa mantêm-se igualmente na Comissão Executiva.

O antigo líder parlamentar do CDS-PP António Lobo Xavier volta a encabeçar a lista de Assunção Cristas ao Conselho Nacional do partido.

Ao Conselho Nacional, o órgão máximo do partido entre Congressos, concorrerão duas listas alternativas à da direção: uma encabeçada por Filipe Lobo d’Ávila e outra por Abel Matos Santos, porta-voz da tendência Esperança em Movimento (TEM).

O primeiro dia de trabalhos ficou marcado por uma homenagem ao antigo presidente do CDS Adriano Moreira e pelo anúncio de que o eurodeputado Nuno Melo será o cabeça de lista do partido às eleições europeias do próximo ano.

O posicionamento do CDS-PP foi um dos temas que atravessou muitas das intervenções, com Assunção Cristas a frisar, no seu discurso inicial, que “a doutrina não se proclama”, “põe-se em ação” e assegurando que o partido mantém “a democracia-cristã como eixo da roda”.

No seu primeiro discurso, Assunção Cristas anunciou ainda que o partido vai, mais uma vez, forçar uma votação no parlamento do Programa de Estabilidade e que o grupo de trabalho que fará o programa eleitoral do partido – coordenado por Adolfo Mesquita Nunes – integrará dois independentes, o poeta e ensaísta Pedro Mexia, que é consultor do Presidente da República para a cultura, e Nádia Piazza, da associação das vítimas do incêndio de Pedrógão Grande.

Filipe Lobo d’Ávila, que tem sido uma das poucas vozes críticas da estratégia da líder, anunciou que irá deixar o parlamento em breve, mas assegurou que não haverá cisões, nem dissidências.

O PSD perpassou também em muitas das intervenções, com a esmagadora maioria dos congressistas a concordarem com a estratégia de Assunção Cristas – listas próprias nas europeias e legislativas – e alguns até a apontá-la como a próxima “primeira-ministra”.

O presidente do PSD, Rui Rio, vai marcar presença na sessão de encerramento do 27.º Congresso do CDS-PP, tal como Assunção Cristas fez na reunião magna dos sociais-democratas, há três semanas.

A secretária-geral adjunta do PS, Ana Catarina Mendes, vai liderar a delegação dos socialistas presente na sessão de encerramento do Congresso, enquanto o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Pedro Nuno Santos, representará o Governo.

Em relação às restantes forças políticas de esquerda, como habitualmente, PCP e BE não estarão na reunião magna dos centristas, enquanto o Partido Ecologista “Os Verdes” e o PAN irão marcar presença.

O primeiro dia de trabalhos terminou cerca das 04:00, depois de ter sido rejeitado um requerimento para encurtar os trabalhos, com os representantes da Juventude Popular a dominarem as intervenções a partir da meia-noite.

Direção de Cristas eleita com menos de 90% e perde três lugares no Conselho Nacional

A comissão política da líder do CDS-PP, Assunção Cristas, foi hoje eleita com 89,2% dos votos, menos do que no último Congresso, e perdeu três lugares no Conselho Nacional.

Há dois anos, a direção de Assunção Cristas tinha sido eleita com 95,59% dos votos.

A lista da direção ao Conselho Nacional, encabeçada por António Lobo Xavier, conseguiu 51 dos 70 lugares (72,8%), enquanto a lista liderada por Filipe Lobo D’ Ávila elegeu 13 conselheiros (18,5%) e a da Tendência Esperança em Movimento (TEM), cujo primeiro nome é Abel Matos Santos, seis (8,5%).

No anterior Congresso, em Gondomar (Porto), havia apenas duas listas concorrentes ao Conselho Nacional: a de Assunção Cristas, que conseguiu 54 lugares (75,48%), e a de Filipe Lobo D’Ávila que alcançou 23,08%, correspondente a 16 lugares, menos três do que elegeu neste Congresso.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Ruas de Águeda entre as "mais bonitas do mundo" para a CNN

As ruas do centro de Águeda, no distrito de Aveiro, decoradas com guarda-chuvas estão entre as 21 mais bonitas de mundo para a emissora norte-americana CNN. A distinção é avançada pelo jornal Público, que dá …

Hospitais vão poder pagar mais a médicos para garantir urgências no Natal

Os hospitais vão poder contratar médicos prestadores de serviço, vulgo tarefeiros, por valores superiores aos de referência durante o Natal e o Ano Novo. De acordo com o presidente da Federação Nacional dos Médicos, Noel Carrilho, …

Jovem que abandonou bebé no lixo esteve 13 anos institucionalizada em Cabo Verde

A jovem que abandonou o filho recém-nascido no lixo, em Lisboa, esteve institucionalizada durante 13 anos em Cabo Verde. A sua mãe está agora a lutar pela guarda da criança. Numa entrevista ao programa Sexta às …

Último debate. Boris defendeu o Brexit e Corbyn falou da Saúde (pelo menos 15 vezes cada um)

No debate televisivo, transmitido pela BBC, o último antes das eleições da próxima quinta-feira, Boris Johnson defendeu que é o melhor preparado para concretizar o Brexit e terminar com o impasse no processo, prometendo ainda …

No São José, há um doente numa cama 9 meses depois de ter alta. Não tem para onde ir

O Centro Hospitalar Lisboa Central tem diariamente uma média de 70 camas ocupadas com doentes que já deviam ter saído do hospital e há atualmente um caso que espera há nove meses por uma solução. Em …

Rio diz ser preocupante "notória desvalorização" que PS faz do ministro das Finanças

O líder do PSD disse, esta sexta-feira, ser preocupante a "notória desvalorização" que o Governo tem feito do ministro da Finanças, apontando como exemplo as novas regras de contratação nas PPP. "Temos assistido nos últimos dias …

Morreu a indiana que foi queimada quando ia a caminho do tribunal

A suposta vítima de violação, que foi incendiada a caminho de uma audiência de tribunal, morreu, esta sexta-feira, num hospital de Nova Deli. A mulher foi atacada por um grupo de homens na cidade de Unnao, no …

André Ventura avança com castração química para quem abusa de menores

André Ventura, líder e deputado único do partido Chega, entregou esta sexta-feira na Assembleia da República um projeto de lei que cria a pena acessória de castração química, agravando a moldura penal para os abusadores …

Centeno com apoios de peso para recandidatura ao Eurogrupo

Ao que tudo indica, o ministro das Finanças não deverá ter grande oposição em Bruxelas caso queira um segundo mandato como presidente do Eurogrupo. De Bruxelas chegam notícias de que Mário Centeno já terá apoios para …

Bruno Lage: "Respeito as opiniões, mas sou eu o treinador"

O Benfica venceu com uma goleada, esta sexta-feira, no terreno do Boavista (4-1) e aumentou provisoriamente para cinco pontos a vantagem sobre o FC Porto na liderança do campeonato. No final do jogo, o treinador do …