CDS quer que alunos que ficam de fora nas universidades públicas possam pagar para entrar

António Cotrim / Lusa

O CDS-PP quer que os alunos que ficam de fora dos concursos das universidades públicas possam pagar para entrar nos estabelecimentos de ensino, à semelhança do que acontece já com estudantes estrangeiros, escreve o jornal Público.

Esta é mais uma das propostas do partido para as eleições legislativas de outubro, apresentada pela líder centrista, Assunção Cristas, esta terça-feira.

Na prática, o CDS-PP quer que as vagas criadas pelas universidades públicas que não são incluídas na lista do numerus clausus, e que são depois ocupadas por alunos estrangeiros que pagam o curso, possam ser ocupadas por alunos portugueses que ficaram de fora do ensino superior no concurso nacional de acesso.

Tal como recorda o diário, o numerus clausus corresponde ao número de vagas disponíveis no concurso nacional de acesso ao ensino superior, sendo estabelecido para cada curso e instituição consoante o número de vagas que o Estado aceita financiar e para as quais define também a propina máxima a pagar pelos alunos que entram pelo concurso.

Contudo, as próprias universidade podem, se tiverem essa capacidade, abrir mais vagas para além do valor definido no numerus clausus para os mesmos cursos. Estas vagas servem para receber alunos estrangeiros que pagam os seus estudos a preços de mercado. Desta forma, as instituições conseguem fontes de financiamento e ganham ainda notoriedade a nível internacional.

E é exatamente nestas vagas criadas paralelamente ao numerus clausus que o CDS-PP quer permitir que os alunos portugueses que não tenham entrado através do concurso nacional de acesso possam vir a aceder.

No entender do partido, não faz “nenhum” sentido que os alunos vindos de fora da União Europeia possam entrar nas universidades portuguesas em vagas criadas para esse efeito e que os alunos portugueses não o possam fazer, mesmo pagando para esse efeito.

“Não faz qualquer sentido que uma família portuguesa, cujo filho não se classificou para entrada no curso ou na escola da sua preferência, dado o numerus clausus, não possa escolher aceder a essa vaga pagando o seu custo real, tal como pode escolher uma universidade privada ou uma universidade estrangeira”, diz o CDS-PP, citado pelo diário.

“Ou seja, os alunos que ficaram de fora podem, se quiserem, entrar pela sua ordem de classificação, pagando os preços de mercado”, em vez de recorrerem ao ensino privado ou optarem por irem para o estrangeiro ou terem de esperar pelo concurso nacional de acesso ao Ensino Superior do ano seguinte.

A medida não prejudicará o Ensino Superior privado, servindo antes para a aumentar a concorrência entre as universidades, segundo explicou o CDS-PP. “Quanto maior a concorrência, melhor será o ensino”.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. O CDS quer lol
    Se quer, se tem esse desejo, então que avance com uma iniciativa parlamentar e leve a votação dos deputados! Tal como milhares de votações que são feitas todos os anos na assembleia da republica!
    Isto é noticia?

  2. Mais que justo principalmente para os que não sabem valorizar o preço que se paga para não estarem inseridos no rol da classificação de burros, o pior muitos já exibindo canudos universitários comprados é obvio, sem porém saber, onde enfiá-los.

  3. Ahhhh, já percebi. É mais ou menos assim. O filho do pobre tem de ser inteligente e estudar. O filho do rico até pode ser um grande burro e andar sempre na borga mas entrará de qualquer forma.
    Ó Cristas e que tal esta ideia que agora me surgiu: e porque não permitir aos alunos que chumbem na universidade e que nunca mais consigam terminar os cursos, que possam pagar para ficarem licenciados? E preferencialmente a um qualquer domingo?

    Parece-me uma boa ideia.
    Com franqueza. Já votei por diversas vezes entre PSD e CDS mas neste momento vou votar em quem? Alguém que me ajude!

  4. o que esta não faz por dinheiro, em público. como não será em privado, deve ser o bom e o bonito, haja graveto que ela faz tudo.

RESPONDER

Cientistas explicam porque trabalhar à noite faz mal aos intestinos

As pessoas que trabalham à noite têm mais probabilidades de desenvolver inflamações intestinais, porque há células que contribuem para a saúde intestinal que deixam de receber informações vitais do cérebro, indica um estudo divulgado esta …

Marinha dos EUA admite que vídeos de OVNI's são verdadeiros (e não era suposto ninguém saber)

A Marinha dos EUA confirmou que imagens de OVNIs que surgiram nos últimos anos são reais e que nunca pretenderam que o vídeo fosse visto pelo público. As imagens que apareceram pela primeira vez online em …

O Pólo Norte vai ter um hotel de luxo (iluminado pelas auroras boreais)

https://vimeo.com/360873720 O hotel "mais a norte do mundo" só existirá durante um mês e o glamping de luxo será para muito poucos: o custo é de 95 mil euros por pessoa por três dias. Em 2020, o …

Whitney Houston vai regressar aos palcos (em holograma)

Whitney Houston vai "regressar" aos palcos, em formato holograma. Foi anunciada uma digressão da cantora por várias salas do Reino Unido, em 2020. Os planos para uma digressão de holograma de Whitney Houston têm sido discutidos …

Victor Vescovo diz que chegou ao ponto mais profundo dos oceanos. James Cameron não concorda

James Cameron levantou dúvidas sobre as recentes declarações de Victor Vescovo sobre ter quebrado o recorde do mergulho mais profundo no oceano, dizendo que o empresário não pode ter descido mais, uma vez que não …

Par de patinadores no gelo mais medalhado de sempre anuncia fim da carreira

Os canadianos Tessa Virtue e Scott Moir, o par de patinadores no gelo mais medalhado da história do olimpismo, anunciaram esta quarta-feira o fim da carreira. “Olá a todos. Temos novidades para todos os que nos …

Elon Musk é o líder mais inspirador da tecnologia da atualidade

Elon Musk foi nomeado o líder mais inspirador no setor da tecnologia, de acordo com um estudo publicado pela Hired, uma plataforma para contratação de pessoal em 14 cidades em todo o mundo. O estudo, chamado …

De portas abertas para quem precisa. Frigoríficos solidários crescem em Paris

A Cantina do 18.º bairro parisiense foi o primeiro espaço deste projeto solidário, inaugurado há dois anos. Atualmente existem 38 restaurantes em França que acolhem os frigoríficos solidários. Em dois anos, o projeto dos frigoríficos solidários …

Imigrante do Bangladesh em Itália encontra e devolve carteira com 2 mil euros

Mossan Rasal, um bangladeshiano de 23 anos que vive em Roma, encontrou na rua uma carteira com dois mil euros, documentos de identificação, cartões de crédito, carta de condução. Em vez de retirar o dinheiro e …

Austrália conclui que China foi responsável por ciberataque ao parlamento

A agência de inteligência cibernética da Austrália (ASD) concluiu que a China foi a responsável por um ataque informático, no início deste ano, contra o parlamento nacional. Os serviços de inteligência australianos (Australian Signals Directorate) concluíram …