CDS acusa ministra da Saúde de protagonizar momento infeliz da história democrática

Miguel A. Lopes / Lusa

O CDS considera que a ministra da Saúde protagonizou no sábado, durante uma entrevista à SIC, um momento infeliz na história da democracia portuguesa, ao sacrificar o princípio da igualdade dos cidadãos perante a lei.

Esta crítica relativa à parte da entrevista em que Marta Temido defendeu as condições em que se realizaram as concentrações da CGTP-IN, durante o 1.º de Maio, consta de um comunicado enviado à agência Lusa e que é assinado pela porta-voz dos democratas-cristãos, Cecília Anacoreta Correia.

Para a porta-voz do CDS-PP, essa entrevista de Marta Temido “assinala um momento infeliz da história da democracia portuguesa”, já que “nunca antes um dirigente governativo sacrificou com tanta clareza o princípio da igualdade de todos perante a lei, em benefício de forças políticas que sustentam o seu próprio Governo”.

“Confirmam-se, assim, os alertas feitos pelo CDS no Dia do Trabalhador, com a agravante de, a reboque, a ministra da Saúde ter criado dúvidas sobre como vão decorrer as celebrações do 13 de Maio em Fátima”, aponta-se no comunicado.

Na perspetiva do CDS, a ministra da Saúde “escudou-se em razões técnicas para justificar a alteração do Governo em relação à política sobre o uso de máscaras“.

“Não basta apelar à mobilização da indústria nacional, é preciso que o Governo garanta o seu fornecimento, não permita situações de monopólio privado ao nível da certificação de máscaras de uso comunitário, garanta condições de livre concorrência entre as empresas têxteis e agilize processos para acelerar a entrada em comercialização de material disponível a preços mais acessíveis”, defendem os democratas-cristãos.

Em relação ao objetivo de utilização massiva dos testes, o CDS considera que “é importante que o Governo centre a sua preocupação na situação mais premente de todas: a dos idosos e trabalhadores dos lares, a quem tem de garantir testes e equipamentos de proteção individual em tempo útil sempre que tal for necessário”.

“A ministra da Saúde insiste em não aceitar rever no atual contexto o estatuto remuneratório dos profissionais do SNS (Serviço Nacional de Saúde), invocando o argumento de que não podemos ter um país a duas velocidades. Na opinião do CDS, os profissionais de saúde que estiveram desde a primeira hora na linha da frente de combate mereciam, no mínimo, ter sido os primeiros a ver refletidos os aumentos dos vencimentos na função pública, e são ainda credores de um esforço coletivo de apoio que se devia refletir num prémio remuneratório e na majoração das suas horas extraordinárias”, sustenta-se no comunicado.

// Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Esta fedelha, a que chamam ministra, não tem estrutura para desempenhar tal cargo. É de uma canalhice confrangedora, quase arrepiante. É cada pontapé na gramática, como uma pose artificial que por vezes até faz rir.

RESPONDER

O antigo campo magnético da Lua pode ter servido de "escudo" para atmosfera da Terra

Há 4 mil milhões de anos, a Lua pode ter protegido a atmosfera Terra, através do seu já extinto campo magnético, do Sol, sugere uma nova investigação, levada a cabo por um especialista da agência …

Coloridos e selados. Descobertos no Egito sarcófagos com mais de 2.500 anos

As autoridades egípcias anunciaram esta segunda-feira a descoberta de uma coleção de sarcófagos datados de há mais de 2.500 anos, na zona arqueológica de Sakkara, a sul da cidade do Cairo. Em comunicado, citado pela agência …

Nokia vai criar para a NASA a primeira rede móvel operacional na Lua

O grupo finlandês Nokia vai fabricar para a NASA aquela que será a primeira rede móvel móvel na Lua, como parte de um projeto de base humana permanente da agência espacial norte-americana, foi esta segunda-feira …

Sarkozy acusado de "associação criminosa". Investigação sobre ligações à Líbia continua

Nicolas Sarkozy, o antigo Presidente francês, está a ser acusado de "associação criminosa" como parte de uma investigação sobre o financiamento da sua campanha presidencial de 2007, particularmente acerca dos seus alegados vínculos com o …

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em três milénios

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em quase três milénios, aponta uma nova investigação da Universidade de Massachusetts em Amherst, nos Estados Unidos, e da Universidade de Quebec, no Canadá. As …

NASA apresenta rover "transformer" que vai explorar os penhascos íngremes de Marte

A NASA acaba de apresentar um rover de quatro rodas, denominado DuAxel, que se pode dividir em dois rovers de duas rodas separados. O robô foi projetado para, um dia, explorar alguns dos terrenos mais …

Veneno de vespa pode ter muito "potencial" na composição de antibióticos

Com o passar dos anos, a população começa a ficar mais resistente a certos medicamentos e estes deixam de fazer efeito. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu novas moléculas anti-microbianas a partir do veneno de …

"Ou és infetado ou morres de fome". Trabalhadores da Amazon nas Filipinas denunciam condições precárias

Trabalhadores contratados pela empresa de segurança Ring da Amazon que trabalham em call centers nas Filipinas denunciam condições de trabalho que dizem ser precárias, mostrando-se ainda mais preocupados com a situação por causa da pandemia …

"Momento muito duro". André Almeida sofreu rotura de ligamentos e arrisca paragem longa

O futebolista internacional português André Almeida sofreu uma entorse do joelho direito, que resultou numa “rotura do ligamento cruzado anterior e do ligamento lateral interno”, informou esta segunda-feira o Benfica. O lateral dos encarnados saiu aos …

Apoio à retoma. Empresas com perdas de 25% podem reduzir horário até 33% já esta terça-feira

Empregadores com quebra de faturação igual ou superior a 25% vão poder reduzir até 33% o horário dos trabalhadores, entre outubro e dezembro, segundo a alteração ao regime de retoma progressiva de empresas em crise. O …