Cavaco Silva vetou a lei da cópia privada

presidencia.pt

O Presidente da República, Aníbal Cavaco SIlva

O Presidente da República, Aníbal Cavaco SIlva

O Presidente da República vetou hoje o diploma sobre “a compensação equitativa relativa à cópia privada”, defendendo uma reponderação legislativa mais conforme a uma adequada proteção dos direitos de autores e consumidores. O “Imposto das Pens” não passou em Belém.

“O Presidente da República devolveu à Assembleia da República, sem promulgação, o Decreto nº 320/XII da Assembleia, que regula o disposto no artigo 82º do Código do Direito de Autor e dos Direitos Conexos, sobre a compensação equitativa relativa à cópia privada”, lê-se numa nota divulgada no site da Presidência da República.

Em causa estava a criação de uma taxa como forma de compensar os autores (a denominada “compensação equitativa”) por cada cópia para uso privado que cada utilizador faça de uma obra (um álbum ou um filme, por exemplo).

Na mensagem que dirige à Assembleia da República sobre a devolução do diploma sem promulgação, o chefe de Estado considera necessária uma “reponderação dos diversos interesses em presença” para a adoção de uma legislação “mais sintonizada com a evolução tecnológica” e mais conforme e a “uma adequada proteção dos direitos de autores e consumidores”.

“Na regulação da matéria relativa à chamada «cópia privada» afigura-se essencial alcançar um equilíbrio adequado entre todos os interesses em causa, designadamente o direito dos autores a serem devidamente remunerados e compensados pelas suas obras e, por outro lado, o direito dos consumidores a aceder, em condições justas de mercado, aos bens e serviços da economia digital”, defende o Presidente da República.

Lembrando que o debate sobre a cópia privada tem atravessado a União Europeia, Cavaco Silva diz ser aconselhável uma “regulação comum”, para evitar assimetrias e disparidades nas condições de mercado, “as quais, numa economia globalizada, poderão resultar na aquisição, por parte dos cidadãos de um Estado, de bens e serviços digitais no estrangeiro, com prejuízo para todas as partes envolvidas, ou seja, sem que daí resulte qualquer benefício para os autores nacionais”.

Na mensagem, o Presidente da República sugere ainda a ponderação da posição assumida pelas associações de direitos dos consumidores, em particular a Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor – DECO, que num parecer considerou o diploma “obsoleto, ineficaz e desproporcionado”.

No parecer, recorda, a DECO alerta para a falta de distinção clara entre a reprodução legítima e a reprodução ilegal e considera que “há uma desadequação dos mecanismos previstos para uma correta composição dos interesses em causa”. Além disso, acrescenta, a DECO faz referência à necessidade de um debate alargado e consistente sobre a matéria, que abranja todos os pontos de vista existentes.

“Importa, também, ter em devida conta as dúvidas em matéria de equidade e eficiência suscitadas pelo facto de serem onerados equipamentos independentemente do destino que lhes seja dado pelos consumidores, assim como os efeitos que podem resultar para o desenvolvimento da economia digital, área em que o país regista algum atraso em relação a vários dos seus parceiros europeus”, preconiza ainda o Presidente da República.

Os diplomas sobre direitos de autor e direitos conexos, com origem em propostas do Governo, foram aprovados a 20 de fevereiro no parlamento em votação final global, apenas com os votos favoráveis da maioria PSD/CDS-PP. PCP, BE e Verdes votaram contra, PS absteve-se, mas 13 deputados socialistas votaram contra, bem como dois democratas-cristãos.

De acordo com a Constituição, se a Assembleia da República decidir não alterar o diploma e confirmar o voto por maioria absoluta dos deputados em efetividade de funções (116 parlamentares), o Presidente da República deverá promulga-lo no prazo de oito dias a contar da sua receção.

/Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

O robô humanóide Pepper tem uma nova missão: garantir que toda a gente usa máscara

O robô humanóide Pepper já faz atendimento ao cliente, fornecimento de informações em estações de comboio, venda de smartphones e anotação de pedidos na Pizza Hut. Agora, tem uma nova missão de saúde pública: determinar …

Leipzig 2-1 Atlético | Alemães ganham asas e passam às “meias”

O 2.º semi-finalista desta edição da Liga dos Campeões está encontrado. Na noite desta quinta-feira em Alvalade, o Leipzig venceu o Atlético de Madrid por 2-1 e assegurou uma presença inédita nas meias-finais da prova …

EUA apreendem 1,6 milhões de euros em criptomoedas de organizações terroristas

O Departamento da Justiça dos Estados Unidos apreendeu 2 milhões de dólares (1,6 milhões de euros) em contas de criptomoedas que vários grupos, incluindo a Al-Qaida e o grupo ‘jihadista’ Estado Islâmico (EI), utilizavam para …

"Janelas de Vinho". Itália ressuscita tradição do tempo da peste

Centenas de bares e restaurantes italianos "ressuscitaram" a tradição antiga das chamadas "Janelas de Vinho" durante a pandemia de covid-19, tentando assim servir os seus clientes com o mínimo contacto pessoal. A tradição remonta aos …

Um dos maiores telescópios do mundo ficou gravemente danificado devido a um cabo partido

O radiotelescópio de Arecibo, um ícone da busca para entender o Universo, sofreu graves danos como resultado do rompimento de um cabo. A causa da quebra e quanto tempo o telescópio demorará a ser consertado …

Pumpkin Island já custou 78 dólares. Agora pode comprá-la por 17 milhões

Se ainda não decidiu onde passar férias fica aqui uma dica: uma ilha privada na costa da Austrália está à venda por 17 milhões de dólares (cerca de 14,5 milhões de euros). A Pumpkin Island …

Desaparecem oito mulheres por dia no Peru, mais três do que antes da pandemia

O número de mulheres desaparecidas no Peru, um fenómeno endémico no país, subiu de cinco por dia, em média, para oito, desde a quarentena decretada para travar a pandemia de covid-19, indicou o provedor de …

EUA já gastaram quase tanto com a covid-19 como com a II Guerra Mundial

Até ao momento, os Estados Unidos da América gastaram quase tanto com a pandemia de covid-19 como gastaram com a II Guerra Mundial. A Segunda Guerra Mundial travou-se entre 1939 e 1945 e deixou milhões de …

Sporting recusou proposta de 32 milhões por Joelson Fernandes

O Sporting CP rejeitou uma proposta de 32 milhões de euros do Arsenal por Joelson Fernandes. Os 'leões' pedem 45 milhões pelo jovem extremo de 17 anos. Continua o leilão pela promessa sportinguista Joelson Fernandes. Depois …

CIA tentou desenvolver um "drone-pássaro" nuclear para espiar a União Soviética na Guerra Fria

Durante a Guerra Fria, a CIA tentou desenvolver um drone nuclear do tamanho de um pássaro para espiar a União Soviética e outros países do bloco comunista. Porém, o projeto nunca foi concluído. De acordo com …