Cavaco defende repetição de Governo social-democrata adaptado ao séc XXI

Miguel A. Lopes / Lusa

O ex-Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva

O antigo Presidente da República Aníbal Cavaco Silva lança, no próximo mês, um livro no qual defende a repetição de um Governo social-democrata adaptado ao século XXI.

Em outubro, o ex-Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, vai lançar um livro no qual defende a repetição da “única experiência governativa portuguesa” orientada por princípios da social-democracia, embora com adaptações ao século XXI.

Intitulado Uma experiência de Social-Democracia Moderna, o lançamento do novo livro de Aníbal Cavaco Silva foi “adiado sucessivamente” em virtude da pandemia de covid-19, mas deverá ir para as livrarias “muito em breve”, embora não haja ainda data definida, segundo uma fonte próxima do ex-chefe de Estado.

O também antigo primeiro-ministro considera que “os factos e os dados objetivos” apresentados no livro “demonstram bem que a única experiência governativa portuguesa de aplicação de um conjunto coerente de princípios da social-democracia que até hoje existiu foi altamente benéfica para Portugal e para os portugueses”.

“Estou firmemente convencido de que a repetição de uma experiência de social-democracia, adaptada aos tempos do século XXI, produziria resultados igualmente positivos”, escreve o antigo Presidente no livro.

Para Cavaco Silva, os valores da social-democracia moderna, “com destaque para a dignidade da pessoa humana, a democracia pluralista, a justiça social, a igualdade de oportunidades, o acesso aos cuidados de saúde, a difusão cultural, a defesa do ambiente, a economia de mercado e a livre iniciativa privada como fonte primária do crescimento económico, a concertação social e o reformismo, continuam a ser desafios para os governos da atualidade”.

Com 81 anos, Aníbal Cavaco Silva foi Presidente da República entre 2006 e 2016, depois de ter sido primeiro-ministro entre 1985 e 1995. Foi também ministro das Finanças do Governo chefiado por Francisco Sá Carneiro.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Será que no livro está lá o nome dos políticos do governo dele que entraram pobres e saíram empresários e banqueiros? E estará também no livro a que clientelas políticas ele deu os milhões que vieram da CEE desde 1985? Ou vem também as saudades que ele tem do antes do 25 de Abril que era da PIDE?

  2. Esta aberração, que enquanto Presidente da República nada ou pouco dizia, e quando dizia alguma coisa, só saía asneira, vem agora lançar mais um livro!
    Um individuo que enquanto Chefe de Estado, não teve vergonha de se recusar a receber o nosso Novel da Literatura, José Saramago, devia estar caladinho lá por Boliqueime; se o fizesse, de certeza que estava a prestar um bom serviço ao País! Assim, não.

RESPONDER

Marte pode ser demasiado pequeno para ser habitável

Marte pode ser demasiado pequeno para ser habitável. Uma equipa de investigadores sugere que a sua dimensão reduzida não lhe permite reter muita água. Um novo estudo sugere que o pequeno tamanho de Marte pode ser …

"Era como se a morte estivesse num copo." No século XVIII, o gin estava a arruinar a Inglaterra

A bebida alcoólica tornou-se tão popular no Reino Unido que os empresários começaram a utilizar todo o tipo de aditivos para enriquecerem. No século XVIII, o gin tornou-se a maior droga que o homem poderia consumir …

Vacinar animais contra a covid-19? Dezenas de zoos nos EUA estão a avançar com a ideia

Cerca de 70 jardins zoológicos e espaços de conservação nos Estados Unidos estão a administrar a vacina da farmcêutica veterinária Zoetis aos seus animais. Não são só os humanos que estão a ser vacinados contra a …

Lewis Hamilton: "Eu não disse que estava a morrer"

Acidente com Max Verstappen originou dores no campeão; Helmut Marko disse que já era "espectáculo" a mais. Troca de palavras entre os dois candidatos ao título. Como se esperava, o acidente que envolveu Lewis Hamilton e …

Autorretrato de Frida Kahlo deverá ser vendido por um valor recorde de 30 milhões de dólares

A Sotheby’s espera ultrapassar os 30 milhões de dólares (mais de 25 milhões de euros) com o autorretrato da pintora mexicana Frida Kahlo, no qual aparece também o seu marido Diego Rivera. O autorretrato Diego y …

David Luiz: "Um dos dias mais especiais da minha vida" - e ainda se fala sobre Jorge Jesus

Flamengo ficou mais próximo de mais uma final da Libertadores, depois de derrotar o Barcelona de Guayaquil. David Luiz estreou-se. O Flamengo venceu o Barcelona de Guayaquil por 2-0, na primeira "mão" das meias-finais da Copa …

Iémen. Escassez de alimentos empurra 16 milhões de pessoas para a fome, revela ONU

Pelo menos 5 milhões de pessoas no Iémen estão à beira da fome e outros 16 milhões estão "a caminhar para a fome", num país dilacerado pela guerra civil. O Programa Mundial de Alimentos (WFP, na …

Presidente da Tunísia governará por decreto, ignorando partes da constituição

O Presidente da Tunísia, Kais Saied, declarou que governará por decreto e ignorará partes da constituição, enquanto se prepara para mudar o sistema político, gerando críticas imediatas da oposição. Desde 25 de julho, dia em que …

Alemanha deixa de pagar quarentena a trabalhadores não vacinados

A Alemanha vai deixar de indemnizar trabalhadores não vacinados que forem forçados a quarentena devido ao coronavírus, por ser "injusto pedir aos contribuintes que subsidiem aqueles que se recusam a ser vacinados", disse na quarta-feira …

Governo acaba com recomendação do teletrabalho

O Conselho de Ministros decidiu acabar com a recomendação da opção pelo teletrabalho e eliminar a testagem em locais de trabalho com mais de 150 trabalhadores. Estas medidas integram a terceira e última fase do plano …