Cavaco pode convidar socialistas a formar governo mesmo que percam eleições

José Sena Goulão / Lusa

O Presidente da República, Aníbal Cavaco SIlva, com o líder do partido Socialista, António Costa

Se o PS ficar em segundo lugar nas eleições de domingo, ainda assim pode vir a formar governo, caso reúna apoio maioritário no parlamento.

Numa altura em que as sondagens ainda admitem um empate técnico e sustentam que deverá sair um governo minoritário das legislativas, o jornal i ouviu constitucionalistas que sublinham que o Presidente da República deverá privilegiar a solução de governo que der mais garantias de estabilidade – mesmo que tenha que escolher o segundo partido mais votado.

O constitucionalista Jorge Bacelar Gouveia, ex-deputado pelo PSD, afirma que Cavaco tem que escolher “uma solução com a maior estabilidade possível”, acrescentando que “o que interessa é o tipo de apoio parlamentar que se vai ter” – o PS teria que conseguir um apoio maioritário estável na Assembleia da República.

Pedro Bacelar Vasconcelos, constitucionalista e membro do secretariado do PS, aponta também que Cavaco “tem a obrigação de interpretar o sentido da vontade da população, o conjunto da votação”.

Cavaco terá que chamar todos os partidos após as eleições e, no caso de não haver uma maioria absoluta, tentará procurar criar consensos. “Cavaco vai cumprir um calendário previsível e sem qualquer sucesso”, antecipa ma fonte social-democrata consultada pelo Sol, que considera que “não há a mínima hipótese de haver qualquer entendimento nem formal nem informal”.

O i sublinha, no entanto, que essa situação nunca aconteceu; a tradição tem sido nomear o partido vencedor das eleições. O constitucionalista Tiago Duarte afirma, citado pelo jornal, que esta seria uma situação “duplamente anómala, no sentido em que nunca aconteceu o partido que ganha as eleições não ser governo” mas, também, porque nunca houve um acordo de esquerda no Parlamento.

Na mesma linha, as fontes da coligação consultadas pelo Sol acreditam que Cavaco Silva “é previsível” e dará posse ao partido que se apresente com mais mandatos no Parlamento, insistindo apenas depois na tese da necessidade de entendimentos.

Cavaco conta ter condições para deixar Belém com um novo Governo em funções e o primeiro Orçamento do Estado aprovado para assegurar a estabilidade política pelo menos até março, altura em que abandona a Presidência da República.

A posição de Cavaco surgem na sequência de posições como a tomada por António Costa, que pôs em causa cenários de estabilidade ao afirmar que seria contra o OE para 2016 caso a coligação Portugal à Frente ganhe as legislativas. “É evidente que não viabilizaremos, nem há acordo possível entre o PS e a coligação de direita”, afirmou o líder socialista.

Antes disso, quando anunciou a data das eleições, Cavaco apelou a um governo de maioria. “A experiência de 40 anos da nossa democracia demonstra que os governos sem apoio parlamentar maioritário enfrentaram sempre grandes dificuldades para aprovar as medidas constantes dos seus programas, foram atingidos por graves crises políticas e em geral não conseguiram completar a legislatura”, disse.

ZAP

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Eu também acho que a maior estabilidade se deve formar com o PS e qualquer um dos grupelhos da esquerdalhada caviar. Ou o berloque da cachopinha catrina ou o grupelho do cassete jerónimo…!

  2. “… o jornal i ouviu constitucionalistas que sublinham que o Presidente da República deverá privilegiar…”
    Não se assustem com esta notícia, senhores direitistas, é uma opinião de constitucionalistas. Não levem isto a sério, sabe-se que é impossível o entendimento entre partidos da esquerda. Basta estar atento à campanha eleitoral!!

  3. Caso a maioria atual não consigam a maioria absoluta e PS/PCP/BE reúnam essa maioria acho bem que o presidente os convide a formar governo caso a maioria atual se recusem a formar um governo minoritário porque á partida já estão ameaçados pelo PS como força de bloqueio e então com esse governo de esquerda aventureira tipo Syriza aí veríamos até onde chegaria uma vez mais a aventura politica e o novo trambolhão que iremos apanhar.

  4. O PS, não deve aceitar coligar-se ao PSD/CDS. Caso o PS não ganhe as eleições, o PS deve em conjunto com o PCP, BE, inviabilizar o Orçamento de Estado ou fazer uma moção de censura ao governo e derrotar esta coligação PSD/CDS, manipuladora e mentirosa, que apenas se coligam, para agarrar-se ao poder!

  5. Nunca devia haver coligações. Os partidos são como seitas e não estando coligados são sempre uns contra os outros. Quando as pessoas se deixarem de (tretas) ter o “seu” partido e agirem pela sua própria consciência talvez alguma coisa mude nesta corja de políticos.

RESPONDER

Há uma rua no Texas onde todas as casas foram impressas em 3D

Esta é a primeira comunidade de casas impressas em 3D nos EUA que está pronta a receber habitantes. A construção torna as habitações mais resistentes ao fogo e a inundações. Chama-se East 17th Street e fica …

A filha de Picasso doou nove obras do artista espanhol a França

A família de Pablo Picasso doou nove obras do artista ao Estado francês, que serão agora integradas no Museu Picasso, em Paris. Maya, a filha de Pablo Picasso, doou nove obras do artista como parte de …

Dormir bem? Depois da pandemia, não

O novo coronavírus criou uma "nação" de pessoas com insónias. Trabalhar menos horas pode ajudar. Insónias. Já eram um problema para muita gente até ao início de 2020 mas a pandemia que mudou o mundo também …

"Não posso ficar sentado a ver-nos voltar a 1972". Médico desafia a lei no Texas e admite que já fez um aborto

Um médico texano escreveu uma coluna de opinião no Washington Post a admitir que já fez um aborto no estado, depois da lei que proíbe interromper as gravidezes após seis semanas ter entrado em vigor. Em …

A cidade mais segura do mundo foi revelada (e é europeia)

Copenhaga foi eleita a cidade mais segura do mundo em 2021 pelo Índice de Cidades Seguras (SCI), da Economist Intelligence Unit. Quando se trata de escolher o destino a visitar, a segurança é um dos aspetos …

Benfica 3-1 Boavista | Águia evolui com Darwin para a vitória

Desde 1982/83 que o Benfica não vencia os primeiros seis jogos no Campeonato. Pois bem, na noite desta segunda-feira, os encarnados venceram o duelo ante o Boavista e fizeram xeque-mate graças ao bis de Darwin …

Milhões de pessoas em risco de tráfico e escravidão devido à crise climática, revela relatório

Milhões de pessoas forçadas a deixar as suas casas por causa da seca severa e ciclones correm o risco da escravidão moderna e de tráfico humano nas próximas décadas, alertou um novo relatório publicado esta …

Mercado teme corrida ao imobiliário com o fim dos vistos gold

A partir de janeiro, segundo as novas regras aplicáveis aos vistos gold, vão deixar de estar abrangidos os investimentos em imobiliário com destino a habitação em Lisboa, no Porto e no litoral. O regime que visa …

Desempregados inscritos no IEFP caem 10% em agosto

O número de desempregados inscritos no Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) voltou a cair, pelo quinto mês consecutivo. Agosto fechou com 368.404 desempregados inscritos nos serviços públicos de emprego De acordo com os dados …

Agora que a catedral de Notre-Dame está estabilizada, pode dar-se início à reconstrução

Dois anos e meio após o incêndio que devastou a catedral de Notre-Dame, o edifício encontra-se seguro para iniciar o processo de reconstrução, que se espera estar concluído em 2024. Os trabalhos de segurança e consolidação …