Catarina Martins garante que salário mínimo será de 557 euros em janeiro

A coordenadora do Bloco de Esquerda afirmou hoje, em Santarém, que, em janeiro de 2017, o salário mínimo nacional “será no mínimo de 557 euros”, cumprindo o acordo com o PS de aumento anual de 5% até aos 600 euros.

Catarina Martins, que falava numa sessão/debate sobre o Orçamento do Estado (OE) para 2017, referiu o aumento do salário mínimo para os 557 euros em janeiro como uma das medidas em matéria de legislação laboral em que houve acordo “para lá do Orçamento do Estado”.

Explicando que a negociação do OE começou “mal acabou o último” e que, apesar de algumas conquistas, “não foi fácil“, a líder bloquista afirmou que para o partido é “tão importante o que está no Orçamento do Estado como o acordo sobre legislação laboral para lá do OE, nomeadamente que o salário mínimo nacional será no mínimo de 557 euros em janeiro”.

“Ou seja, negociámos ao mesmo tempo o apoio do Bloco de Esquerda ao Orçamento do Estado com contrapartidas claras do ponto de vista da legislação laboral, de direitos que não são necessariamente orçamentais”, afirmou.

Catarina Martins disse que em relação ao salário mínimo o acordo foi de que teria que subir “pelo menos 5% ao ano até chegar aos 600 euros”, valor que o partido queria no imediato mas que acabou por negociar porque o PS “não se queria comprometer com nenhuma meta”.

“O salário mínimo nacional subiu para 530 euros em janeiro deste ano. Terá de ser no mínimo de 557 euros em janeiro próximo ano”, declarou.

A coordenadora do BE referiu também a situação dos funcionários públicos, que continuam com as carreiras e os salários congelados, mas que em 2017 irão receber o salário por inteiro o ano todo, o que representa mais rendimento do que o que tiveram em 2016, em que a reposição foi faseada.

Afirmou que outra medida que o partido considera importante é a que irá “abrir o caminho para a negociação coletiva no setor empresarial do Estado”, que tem ficado com o pior da legislação para os funcionários públicos, como os cortes salariais, e o pior do privado, como a facilidade de despedimento.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cientista revela por que os mosquitos só picam a algumas pessoas

O cientista Joop van Loon revelou o motivo pelo qual os mosquitos costumam picar mais algumas pessoas do que outras. De acordo com o especialista, são os compostos químicos presentes na pele dos humanos que …

ESA prepara-se para intercetar pela primeira vez um cometa puro

A Agência Espacial Europeia (ESA) desenvolveu um projeto que visa intercetar um cometa puro - um corpo celeste que nunca passou pelo Sistema Solar -, quando este se aproximar da órbita da Terra em meados …

Astrónomos encontraram uma nova (e surpreendente) cratera em Marte

Marte não se "magoa" facilmente mas, quando acontece, o resultado pode ser quase comparado a uma obra de arte. Uma cratera, descoberta em abril pela sonda Mars Reconnaissance Orbiter (MRO), é a prova disso. Notável não só …

Elon Musk alerta: Civilização pode colapsar daqui a 30 anos

De acordo com Elon Musk, uma "bomba populacional" vai surgir nas próximas décadas, quando uma população mundial cada vez mais idosa chocar com a queda das taxas de natalidade em todo o mundo. Esta não é …

O mundo árabe está menos religioso. Mas continua homofóbico

Há cada vez mais árabes que dizem não ter religião. Esta é a principal conclusão de uma grande sondagem feita a mais de 25 mil cidadãos de países árabes pelo centro de pesquisa Arab Network …

Tina morreu durante 27 minutos e foi ressuscitada 8 vezes. Quando acordou, escreveu "é real"

Uma mulher norte-americana entrou em paragem cardíaca em fevereiro de 2018 quando se preparava para fazer uma caminhada com o seu marido Brian. Depois de desmaiar, Brian ressuscitando-a duas vezes antes de os paramédicos chegarem para …

"Homem-árvore" pede que as suas mãos sejam amputadas

Abul Bajandar, um homem de 28 anos do Bangladesh conhecido como "Homem-árvore" devido às incomuns verrugas que nascem nos seus membros, pediu que as suas mãos fossem amputadas para aliviar as dores insuportáveis.  Bajandar sofre de …

EUA. Senadores republicanos do Oregon fogem para não aprovar lei ambiental

Senadores estaduais do Oregon, nos Estados Unidos (EUA), encontram-se a monte desde quinta-feira para não votarem uma lei ambiental. Procurados pela polícia, voltaram este domingo a faltar a uma sessão legislativa, impedindo que haja quórum …

O planeta enfrenta um "apartheid climático"

O planeta está confrontado com um “'apartheid' climático”. De um lado, os ricos que se podem adaptar melhor às alterações climáticas, e do outro, os pobres que vão sofrer mais, disse esta segunda-feira um especialista …

Governo repõe 40 horas semanais para trabalhadores do CNB. Greve mantém-se

A partir de 1 de julho, os trabalhadores da Companhia Nacional de Bailado (CNB) voltarão às 40 horas semanais, numa uniformização laboral com os trabalhadores do Teatro Nacional de São Carlos. A decisão foi comunicada, esta …