Catarina Martins garante que salário mínimo será de 557 euros em janeiro

A coordenadora do Bloco de Esquerda afirmou hoje, em Santarém, que, em janeiro de 2017, o salário mínimo nacional “será no mínimo de 557 euros”, cumprindo o acordo com o PS de aumento anual de 5% até aos 600 euros.

Catarina Martins, que falava numa sessão/debate sobre o Orçamento do Estado (OE) para 2017, referiu o aumento do salário mínimo para os 557 euros em janeiro como uma das medidas em matéria de legislação laboral em que houve acordo “para lá do Orçamento do Estado”.

Explicando que a negociação do OE começou “mal acabou o último” e que, apesar de algumas conquistas, “não foi fácil“, a líder bloquista afirmou que para o partido é “tão importante o que está no Orçamento do Estado como o acordo sobre legislação laboral para lá do OE, nomeadamente que o salário mínimo nacional será no mínimo de 557 euros em janeiro”.

“Ou seja, negociámos ao mesmo tempo o apoio do Bloco de Esquerda ao Orçamento do Estado com contrapartidas claras do ponto de vista da legislação laboral, de direitos que não são necessariamente orçamentais”, afirmou.

Catarina Martins disse que em relação ao salário mínimo o acordo foi de que teria que subir “pelo menos 5% ao ano até chegar aos 600 euros”, valor que o partido queria no imediato mas que acabou por negociar porque o PS “não se queria comprometer com nenhuma meta”.

“O salário mínimo nacional subiu para 530 euros em janeiro deste ano. Terá de ser no mínimo de 557 euros em janeiro próximo ano”, declarou.

A coordenadora do BE referiu também a situação dos funcionários públicos, que continuam com as carreiras e os salários congelados, mas que em 2017 irão receber o salário por inteiro o ano todo, o que representa mais rendimento do que o que tiveram em 2016, em que a reposição foi faseada.

Afirmou que outra medida que o partido considera importante é a que irá “abrir o caminho para a negociação coletiva no setor empresarial do Estado”, que tem ficado com o pior da legislação para os funcionários públicos, como os cortes salariais, e o pior do privado, como a facilidade de despedimento.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Vaiado em Boticas, Galamba diz que foi obrigado a dar concessão de exploração de lítio

Depois de ter sido recebido com protestos em Boticas, devido à exploração do lítio, o secretário de Estado Adjunto e da Energia, João Galamba, assegurou que o Governo foi obrigado a dar a concessão, em …

Juventus quer esquecer drama com Ronaldo, mas colegas esperam pedido de desculpas

A Juventus vai reunir-se com Cristiano Ronaldo para resolver a situação da forma mais pacífica possível. Os colegas de equipa esperam um pedido de desculpas do português. A novela de Cristiano Ronaldo no último jogo da …

A cidade do futuro está a chegar. Volocopter promete táxis voadores já em 2022

A empresa alemã Volocopter prometeu na Web Summit que os seus táxis aéreos estarão a operar de forma comercial dentro de dois ou três anos. Em declarações ao ZAP, Alexander Zosel, co-fundador da empresa, disse …

João Mário dispensado dos trabalhos da seleção por lesão

O médio, um dos 25 convocados para os duelos de Portugal com Lituânia e Luxemburgo, de apuramento para o Euro 2020, foi dispensado da seleção nacional, esta segunda-feira, devido a problemas físicos. De acordo com uma …

12 mil anos de história genética mostram que todos os caminhos vão (mesmo) dar a Roma

Afinal, pode haver alguma verdade no famoso provérbio que diz que "todos os caminhos vão a Roma". Essa é a conclusão de investigadores que descobriram a rica história genética da área. No auge do Império Romano, …

Nuno Manta Santos anuncia saída do Marítimo

Nuno Manta Santos deixou de ser o treinador do Marítimo, anunciou, esta segunda-feira, o técnico na sua página do Facebook, deixando a equipa insular no 14.º lugar da I Liga portuguesa de futebol. A saída do …

Marcelo nota "salto" nas relações com Itália mas deixa um desafio à comunidade portuguesa

Esta segunda-feira, em Roma, o Presidente da República considerou que houve "um salto humano" nas relações luso-italianas e um "estreitamento" em termos culturais, económicos e políticos, mas pediu à comunidade portuguesa para "ir mais longe". "Agora …

Falta de funcionários. Brandão Rodrigues responsabiliza algumas escolas por atraso no processo

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, lembrou que algumas escolas demoraram a iniciar o processo de contratação de funcionários, garantindo que atualmente há muito mais assistentes e novas formas de colmatar as necessidades dos …

Cientistas inventam novo método para testar neurotoxinas letais sem usar cobaias

Os testes em animais não vão ser mais precisos relativamente a um grupo de neurotoxinas mortais, graças a uma nova investigação da Universidade de Queensland, na Austrália. Por mais benéfica que a Ciência seja para a Humanidade, …

México concede asilo a Morales. Ex-Presidente da Bolívia promete regressar "com mais força"

O ex-Presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciou na segunda-feira que está de partida para o México, país que lhe concedeu asilo político, mas prometeu regressar brevemente "com mais força e energia", um dia depois de …