Catalunha declara independência. Senado autoriza suspensão da autonomia

Andreu Dalmau / EPA

Os deputados catalães votaram esta tarde a favor da declaração unilateral da independência. Cantou-se o hino da Catalunha no parlamento regional. Milhares de pessoas festejam nas ruas.

Os deputados catalães disseram ‘Sim’ à declaração unilateral da independência da Catalunha. Antes de começar a votação, os deputados que se opõem à independência da Catalunha abandonaram a sessão plenária do parlamento regional.

A oposição deixou algumas bandeiras de Espanha nos lugares que agora estão vazios, enquanto a presidente da assembleia está a ler a proposta de declaração de independência antes de a submeter à votação.

A votação no parlamento catalão ocorreu antes de o Senado espanhol em Madrid, ainda esta tarde, aprovar a intervenção na Catalunha para restabelecer a “legalidade institucional”.

“Constituir uma república catalã como estado independente soberano, democrático e social”, esta declaração concreta de independência foi votada pelas duas formações independentistas catalãs (Juntos pelo Sim e CUP).

A independência foi aprovada com 70 votos a favor, 10 contra e dois votos em branco. Depois de a presidente do parlamento ter confirmado a aprovação, os deputados juntaram-se a cantar o hino da Catalunha, “El Segadors”. A votação realizou-se por voto secreto colocado em urna. Carles Puigdemont, presidente da Catalunha, votou sob fortes aplausos dos restantes deputados.

Mais de 200 presidentes de câmara da Catalunha deslocaram-se esta sexta-feira ao parlamento regional para manifestar o seu apoio aos partidos separatistas que vão submeter a votação uma moção declarando formalmente a independência da região.

Liderados pelo presidente da Associação Catalã de Municípios e presidente da câmara de Premià de Mar, Miguel Buch, e pela presidente da Associação de Muncípios pela Independência e presidente da câmara de Vilanova i la Geltrú, Neus Lloveras, os autarcas celebraram um breve ato no auditório do parlamento, antes do início da sessão.

Buch afirmou que o dia desta sexta-feira representa um “ponto parágrafo” na história da Catalunha e sugeriu aos autarcas presentes fazerem mais tarde “uma performance” para mostrar o apoio à independência.

Lloveras destacou por seu turno o papel dos municípios, afirmando que “sem o mundo municipal, não se teria chegado onde se chegou hoje”. Após as intervenções, os autarcas lançaram gritos de “independência”.

Cerca de 12 mil pessoas, segundo a polícia, juntaram-se em frente ao parlamento regional para acompanhar o plenário em direto pelos três écrãs gigantes instalados no parque da Ciudadela.

Senado aprova intervenção de Madrid

Entretanto, o senado de Espanha aprovou por maioria absoluta autorizar o Governo a aplicar o artigo 155.º da Constituição, que suspende a autonomia da Catalunha.

A medida implica a destituição do presidente da Catalunha e de todos os membros do seu executivo, a limitação das competências do parlamento regional e a marcação de eleições num prazo de seis meses.

O presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy, anunciou ter convocado para esta tarde duas reuniões do Conselho de Ministros, uma delas extraordinária, para aprovar a aplicação das medidas acordadas para a Catalunha no âmbito do artigo 155.º.

A reunião extraordinária do governo vai decorrer com início às 18h00 de Madrid (17h00 em Lisboa), sendo precedida de uma reunião ordinária com inicio uma hora antes. É na reunião extraordinária que serão aprovadas as medidas previstas para restabelecer a ordem constitucional.

Na primeira intervenção pública depois da votação, Puigdemont falou aos milhares de catalães que acompanharam a votação no parque da Ciudadela, em Barcelona, para insistir na legitimidade do processo separatista.

“Como sempre foi e sempre será”, são as instituições e os cidadãos que, “em conjunto, de forma inseparável, constroem o povo e a sociedade”, disse. “Nos dias que se seguem, temos de manter os nossos valores de pacifismo e dignidade. Está nas nossas, nas vossas mãos, construir a república”, afirmou.

Puigdemont disse ainda que, com a votação de hoje, o parlamento regional “cumpriu um passo há muito desejado” e “culminou o mandato das urnas”, referindo-se ao referendo sobre a independência de 1 de outubro.

No mesmo tom, o “número dois” do governo regional, Oriol Junqueras, pediu “responsabilidade, humildade e generosidade” aos cidadãos “da república” que hoje “transbordam de alegria” e “confiança” àqueles que possam ter “alguma razão para inquietude ou preocupação”. “Atuamos de boa-fé, com respeito e estima”, disse Junqueras, que falava lado a lado com Puigdemont.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. o estado islamico ja resolveu o probçlema de territorio. o califado de cordoba finalmente foi recostruido….. espera se que as praias da catalunha sejam usadas para instalar os grandes arsenais de bombas que a europa tenta desmantelar……os terroristas catalaes, conseguiram fazer em poucos anos o que em mais de 1000 anos os sultoes e os emires nao conseguiram.
    como é que a europa e o mundo civilizado vai lidar com este estado paria?

      • nao percebeste???? desculpa nao ter escrito nem em arabe nem em catala!!!…mas tambem percebo essa tua atitude, quando nao se quer o dialogo nao se quer a soluçao dos problemas nem o esclarecimento dos pontos de vistas.

  2. Obviamente que isto não ficará por aqui e não tardará a presença espanhola, não policial mas sim militar, na Catalunha…

  3. Foi o melhor dos cenários.
    Eleições antecipadas deixaria Madrid de pés e mãos atadas, e com um problema futuro.
    Agora, Rajoy tem toda a legalidade para aplicar o artº 155 da constituição e suspender a autonomia.
    A Carles Puigdemont, se a lei for cumprida, espera-o 30 anitos de cadeia para não brincar às independências.

RESPONDER

Ljubomir Stanisic rescindiu contrato “de forma unilateral” com a TVI

A caminho da SIC, o apresentador rescindiu o contrato com a estação de Queluz, avança a TVI. Ljubomir Stanisic tinha contrato até dezembro de 2020. “O Chef Ljubomir Stanisic rescindiu hoje [esta sexta-feira], unilateralmente, o contrato …

Netflix tem uma nova funcionalidade. Os cegos e os surdos agradecem

A nova funcionalidade da Netflix permite alterar a velocidade de reprodução dos seus filmes e séries. Esta é uma novidade bem recebida por espetadores cegos e surdos. A Netflix tem uma nova funcionalidade que permite que …

Cientistas transformam tijolos em dispositivos de armazenamento de eletricidade

Uma equipa de investigadores descobriu como converter o pigmento vermelho dos tijolos num plástico condutor de eletricidade. Esse processo permitiu transformar os tijolos em dispositivos de armazenamento de eletricidade. Esses supercapacitores de tijolo podem ser …

Primeiro Museu do Godzilla abre no Japão (e os visitantes podem entrar na boca do monstro)

O primeiro Museu do Godzilla do mundo está agora aberto no Japão e tem uma estátua enorme do icónico monstro, em cuja boca se pode entrar de slide. De acordo com a Newsweek, atualmente, os visitantes …

Hubble faz a primeira observação de um eclipse lunar total

Tirando vantagem de um eclipse lunar total, astrónomos usaram o Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA para detetar ozono na atmosfera da Terra. Este método serve como um substituto de como vão observar planetas semelhantes à Terra …

Biden tem 71% de probabilidade de vencer as eleições contra Trump

Joe Biden, candidato democrata à Casa Branca, tem 71% de probabilidade de vencer as eleições presidenciais norte-americanas frente a Donald Trump, o atual Presidente dos Estados Unidos, aponta uma nova sondagem. A pesquisa de opinião, levada …

Barcelona 2-8 Bayern | Atropelamento histórico na Champions

Noite histórica no Estádio da Luz. Em jogo dos quartos-de-final da Liga dos Campeões, o Bayern goleou o Barcelona por impensáveis 8-2 – com 4-1 em cada uma das metades. Um resultado que se tornou …

Depois das sementes, norte-americanos recebem máscaras, óculos de sol e até meias sujas da China

Vários residentes da Flórida, nos Estados Unidos, receberam pacotes misteriosos da China pelo correio que não tinham encomendado. Desta vez não eram sementes, mas sim máscaras cirúrgicas, óculos de sol e até meias sujas. Em declarações …

Imposto sobre refrigerantes reduziu o seu consumo

O imposto especial sobre as bebidas com maior teor de açúcar levou mais de 40% dos inquiridos num estudo da Universidade Católica esta sexta-feira divulgado a reduzir o seu consumo, comportamento que adotariam também com …

Uma só teoria da conspiração sobre a covid-19 matou 800 pessoas. 60 ficaram totalmente cegas

Pelo menos 800 pessoas morreram e 60 ficaram cegas na sequência de uma teoria da conspiração sobre a covid-19, concluiu um novo estudo. A investigação, cujos resultados foram esta semana publicados na revista científica American Journal …