Caso BPN. Relação condena dois dos absolvidos e agrava penas a outros dois

Mário Cruz / Lusa

O antigo presidente do BPN, José Oliveira Costa

O Tribunal da Relação de Lisboa condenou esta quarta-feira dois dos três arguidos absolvidos no processo principal da falência do BPN, Ricardo Oliveira e Filipe Nascimento, e agravou as penas a dois dos 12 arguidos condenados, Luís Caprichoso e José Mascarenhas.

O ex-presidente do BPN, Oliveira e Costa, viu confirmada a pena de 15 anos de prisão a que foi condenado, com a Relação a indeferir todos os 11 recursos apresentados pelos condenados no caso.

Ricardo Oliveira, um empresário do ramo imobiliário que fez diversos negócios com o BPN, foi condenado por um crime de burla qualificada, a quatro anos e oito meses de prisão, suspensos por cinco anos, com a condição de nesse período entregar 200 mil euros ao Estado português, de acordo com o jornal Público.

Filipe Nascimento, um advogado que participou em transacções que envolveram aquele banco, foi condenado por fraude fiscal agravada, um crime que tinha sido considerado prescrito pelo Juízo Central Criminal de Lisboa, que julgou o caso. A Relação decidiu condená-lo a uma pena de prisão de um ano e meio, suspensa, com a condição de pagar 10 mil euros ao Estado.

O ex-administrador da Sociedade Lusa de Negócios, Luís Caprichoso, condenado em maio de 2017 a oito anos e seis meses de cadeia, viu agora a pena agravada para 10 anos. A Relação aceitou parcialmente um recurso do Ministério Público que pedia um reforço da punição daquele que era considerado o “braço-direito” de Oliveira e Costa.

O mesmo aconteceu com José Mascarenhas, antigo presidente do Banco Insular de Cabo Verde, que viu a pena aplicada pela primeira instância, sete anos e três meses de prisão, agravada para nove anos.

Dos recursos apresentados pelo Ministério Público relativamente a seis arguidos, só um foi rejeitado. Visava Telmo Reis, um empresário, condenado a cinco anos de prisão, suspensos, com a condição de pagar uma indemnização no valor de 50 mil euros. O Ministério Público pedia uma pene mais pesada resultante da condenação pelos crimes de fraude fiscal qualificada, burla qualificada e abuso de confiança.

O MP considera que, a partir do ano 2000, Oliveira e Costa, Francisco Sanches (ex-administrador do BPN) e Luís Caprichoso decidiram alargar os negócios do grupo BPN a setores não financeiros, designadamente imobiliário, turismo e novas tecnologias, como forma de escapar à supervisão do Banco de Portugal.

A acusação entende que este trio de administradores utilizou “terceiros de confiança” para atuarem como “fiduciários” em projetos de investimento, que na realidade pertenciam e eram comandados pelo grupo que dirigia o BPN.

O MP sustenta que Arlindo de Carvalho e José Neto terão recebido indevidamente cerca de 80 milhões de euros do BPN e do Banco Insular de Cabo Verde na qualidade de homens de confiança em negócios dirigidos à distância por Oliveira Costa e outros dirigentes do BPN/Sociedade Lusa de Negócios (SLN).

Oliveira e Costa já foi condenado em primeira instância a 14 anos de prisão no julgamento do processo principal do caso BPN, dos quais já cumpriu dois anos, mas a decisão, alvo de recursos, ainda não transitou em julgado.

Neste processo em separado, Oliveira e Costa responde por crimes de burla qualificada e por fraude fiscal qualificada, praticados em coautoria com outros arguidos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Indivíduos desconhecidos" terão obrigado Marinha a apagar vídeo do incidente do USS Nimitz com um OVNI

Vários membros da Marinha que testemunharam o famoso Incidente do USS Nimitiz, em 2004, disseram que "indivíduos desconhecidos" apareceram depois do acontecimento e obrigaram-nos a apagar as gravações de vídeo. Em novembro de 2004, um porta-aviões …

Coreia do Norte detonou bomba atómica equivalente a 17 "Hiroshimas"

Dados de um satélite japonês revelam que a explosão de um teste nuclear na Coreia do Norte, em 2017, terá sido 17 vezes mais poderosa do que a bomba de Hiroshima. A Coreia do Norte estimou que …

Invenção financiada por Bill Gates pode invisivelmente resolver a malnutrição

Uma invenção financiada por Bill e Melinda Gates pode ser a solução para resolver o problema da malnutrição a nível mundial. O próximo passo é conseguir o apoio dos Governos locais. A malnutrição é um problema …

Com a ajuda de um radar, cientistas revelaram pegadas de mamutes e humanos pré-históricos

Espalhados pelo Monumento Nacional de White Sands, nos Estados Unidos, encontram-se os "rastos fantasma" de mamutes mortos há milhares de anos. Agora, investigadores conseguiram revelar pegadas de humanos. De acordo com o Science Alert, esta descoberta, …

A desertificação está progredir na Índia. Mas a solução pode estar no conhecimento tradicional

Quase 45% da área de Maharashtra está a transformar-se em deserto, assim como uma grande parte da Índia. De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), o ritmo da desertificação no país é agora …

Um dos videojogos mais famosos do mundo é acusado de propaganda anti-Rússia

Call of Duty é uma das franquias de maior sucesso na história dos videojogos, mas atualmente existem pedidos para boicotar o seu último lançamento devido à descrição de conflitos militares do jogo. Call of Duty: Modern …

Nova aplicação rastreia todos os seus passos em troca de descontos

Todas as pessoas gostam de aproveitar descontos, negócios e saldos. A Miles é uma nova aplicação que lhe oferece isso em troca de algo: a sua privacidade. A app rastreia todos os seus movimentos, disponibilizando descontos …

Mulher do amigo de Sócrates suspeita de chantagem e denuncia ex-governante

A mulher de Carlos Santos Silva, o empresário suspeito de ser o principal testa-de-ferro de José Sócrates, terá denunciado detalhes comprometedores sobre o antigo primeiro-ministro em conversas telefónicas que foram gravadas, no âmbito da Operação …

Não é só Espanha. Portugal também não cumpre com caudais do rio Tejo

Portugal também "não assegurou os caudais" do rio Tejo previstos na Convenção de Albufeira, no ano hidrológico que terminou em Outubro, alerta o Movimento pelo Tejo (proTEJO) numa altura em que se aponta o dedo …

Lisboa considerada uma das cidades mais bonitas do mundo

Lisboa foi votada por especialistas como uma das cidades mais bonitas do mundo. A capital portuguesa surge no 12º lugar da lista que contabiliza outras 49 cidades. Mais de mil especialistas em Turismo foram questionados num …