Casal McCann desmente ter recebido carta da procuradoria alemã a confirmar morte de Maddie

Facundo Arrizabalaga / EPA

Kate e Gerry McCann, os pais de Maddie

Os procuradores alemães que estão a investigar o desaparecimento de Madeleine terão escrito uma carta ao casal McCann a confirmar que a filha estava morta, avançam os meios de comunicação britânicos. Os pais da menina desmentem a notícia.

Kate e Gerry McCann, pais da menina que desapareceu em 2007 na Praia da Luz, no Algarve, terão recebido uma carta das autoridades alemãs que confirma que o alemão Christian Brueckner terá mesmo assassinado Madeleine.

A informação foi avançada esta segunda-feira pela Sky News, mas o casal refere que, desde que a investigação ganhou novos contornos, muitas “informações imprecisas” estão a ser partilhadas pelos media.

“A notícia amplamente divulgada de que recebemos uma carta da polícia alemã a dizer que a Maddie está morta é MENTIRA“, escreveram Kate e Gerry numa carta citada pelo Mirror, onde acrescentam que este tipo de “histórias sem substância” só servem para criar “ansiedade desnecessária à família e amigos”.

O matutino adianta ainda o casal não fará mais comentários sobre a investigação em curso, dado que esse trabalho compete às autoridades. Por esse motivo, vaticinam, quaisquer declarações suas que surjam na imprensa serão falsas, uma vez que apenas se pronunciam através do seu próprio site.

O Correio da Manhã cita informação avançada pela imprensa britânica que dá conta de que as autoridades alemãs têm uma prova da morte da criança, mas não vão revelar informações sobre a mesma nem com os pais de Maddie, nem com as polícias portuguesa e britânica para não prejudicar a investigação.

Hans Christian Wolters, que está encarregue de coordenar a investigação, adianta ainda que não obteve resposta à carta por parte do casal. “Não podemos dizer por que é que está morta, é mais importante sermos bem sucedidos e capazes de apanhar o culpado do que pormos as cartas na mesa e dizer por que achamos que ela pode estar”, justificou.

A informação surge depois de um procurador alemão, que afirmou estar convencido de que Maddie estava morta, recuar e admitir que a criança podia, afinal, estar viva.

O Ministério Público em Brunswick, no norte da Alemanha, está a investigar Christian Brueckner, suspeito de ter raptado em 2007 e matado Madeleine McCann.

O alemão, que foi condenado em várias ocasiões, nomeadamente por violência sexual contra menores, terá invadido o apartamento dos McCann na Praia da Luz para cometer um roubo e, uma vez lá, terá decidido raptar a menina, de acordo com a justiça alemã.

As polícias do Reino Unido e Alemanha emitiram na semana passada um apelo público a pedir informação sobre o suspeito, que viveu em Portugal entre 1995 e 2007, e que registos telefónicos colocam nas redondezas da Praia da Luz na noite de desaparecimento da criança.

Madeleine McCann desapareceu poucos dias antes de fazer 4 anos, a 3 de maio de 2007, do quarto onde dormia juntamente com os dois irmãos gémeos, mais novos, num apartamento de um aldeamento turístico, na Praia da Luz, no Algarve.

A polícia britânica começou por formar uma equipa em 2011 para rever toda a informação disponível, abrindo um inquérito formal no ano seguinte, tendo até agora despendido perto de 12 milhões de libras, cerca de 14 milhões de euros.

A Polícia Judiciária portuguesa reabriu a investigação em 2013, depois de o caso ter sido arquivado pela Procuradoria-Geral da República em 2008, ilibando os três arguidos, os pais de Madeleine e um outro britânico, Robert Murat.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

EUA ponderam retirada militar total no Afeganistão, mas pedem “garantias“

Os EUA põe a hipótese de uma retirada militar no Afeganistão. Contudo, Anthony Blinken assumiu que está preocupado com a possibilidade de os taliban aproveitarem a retirada de tropas na NATO e dos Estados Unidos …

Santos Silva diz que notícia sobre “despesas supérfluas” da presidência da UE é “ridícula“

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros considera “ridícula” a notícia avançada na quinta-feira pelo jornal Politico que dava conta de “despesas supérfluas e contratos de patrocínio” durante a presidência portuguesa do Conselho da União …

UE tem de libertar-se da "má vontade" e negociar entre iguais, diz Reino Unido

A União Europeia (UE) deve libertar-se da sua má vontade e construir uma boa relação com o Reino Unido como soberanias iguais, disse no domingo o conselheiro do Governo britânico David Frost, prometendo defender os …

Acordo com Groundforce falha por acionista maioritário ter ações penhoradas

O acordo entre a TAP e a Pasogal, acionista da Groundforce, falhou, porque as ações do acionista já estão penhoradas e, assim, não podem ser dadas como garantia, disse à Lusa fonte oficial do Ministério …

Apenas 24 países têm mulheres no poder. Igualdade de género alcançado somente "em 130 anos"

Menos de 500 milhões de pessoas dos cerca de 7,8 mil milhões que constituem a população mundial têm atualmente uma mulher Presidente ou chefe de governo, avançou a ONU Mulher. "Ao ritmo atual, a igualdade de …

Império de Cristiano Ronaldo mudou-se para Portugal (na pista dos benefícios fiscais)

Após ter dissolvido a CRS Holding no Luxemburgo, Cristiano Ronaldo passou a sede de uma das suas principais empresas para Lisboa renomeando-a CR7 Lifestyle Unipessoal. Nesta altura, o craque já tem seis empresas instaladas em …

Coro de crianças na Alemanha compõe música de apoio a Portugal

Um coro com cerca de quatro dezenas de crianças, da cidade de Tecklenburg, na Alemanha, criou uma música para "dar conforto" aos portugueses durante a pandemia de covid-19. "Quando eu li nas notícias sobre a situação …

Pelo menos 6% das portuguesas já foram vítimas de agressão física ou sexual

No dia em que se assinala o Dia Internacional da Mulher, a Pordata compilou um conjunto de indicadores que retratam a situação da mulher, em Portugal e na União Europeia.  Segundo o Eurostat e a Agência …

PS exige "demissão imediata" de Pedro Machado da presidência da Turismo Centro

As federações do PS de Aveiro, Coimbra, Guarda, Leiria, Oeste, Santarém e Viseu exigiram este domingo a "demissão imediata" de Pedro Machado da presidência da Turismo Centro de Portugal (TCP) e a convocação de eleições …

“Opaco” e “mal estruturado”. Pilotos criticam plano de adesão voluntária da TAP

Esta segunda-feira, o Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) definiu o programa de medidas voluntárias da TAP como “mal estruturado”, “absolutamente opaco” e com “deficiências de informação”. A direção de recursos humanos da companhia “revela-se …