Casa de Manuel Pinho em Nova Iorque custou um milhão de euros

José Sena Goulão / Lusa

O ex-ministro da Economia, Manuel Pinho

A sociedade offshore de Manuel Pinho, detentora do imóvel em Nova Iorque, terá recebido 1,3 milhões de euros do saco azul do Grupo Espírito Santo.

O apartamento em Nova Iorque de Manuel Pinho, antigo ministro da Economia, foi comprado, em junho de 2010, por 1,24 milhões de dólares, o equivalente a cerca de um milhão de euros ao câmbio atual.

O imóvel está em nome da sociedade offshore Blackwade, que terá recebido indiretamente cerca de 1,3 milhões de euros da Espírito Santo (ES) Enterprises, o saco azul do Grupo Espírito Santo, avança o Correio da Manhã.

Segundo o jornal, o valor terá sido transferido para uma segunda sociedade offshore que, alegadamente, também pertence a Manuel Pinho. Aliás, terá sido através desta empresa que a Blackwade recebeu o mesmo montante.

Esta informação consta dos autos do inquérito do caso EDP aberto no Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) e reforça a ideia de que os procuradores Carlos Casimiro e Hugo Neto apostam na investigação, que tem o saco azul do GES como foco.

Os magistrados do DCIAP procuram novas provas nos autos dos processos do Universo Espírito Santo e da Operação Marquês, do alegado favorecimento de Manuel Pinho e do Governo de José Sócrates à EDP.

O relatório do Ministério Público aponta que António Mexia e João Manso Neto, administrador na EDP, terão corrompido Manuel Pinho através de um patrocínio de 1,2 milhões de dólares concedido à Universidade de Columbia para que o ex-ministro da Economia fosse contratado como professor, o que terá permitido a Pinho ganhar cerca de 137 mil dólares em 2011.

Além disso, segundo o jornal, o relatório dá conta que o imóvel em Nova Iorque foi adquirido no mesmo ano em que o ex-ministro da Economia foi contratado para dar aulas.

Os investigadores do caso das rendas energéticas pagas à EDP tentam perceber agora os movimentos financeiros de Manuel Pinho e de António Mexia, tendo pedido informação ao Banco de Portugal sobre as contas bancárias em nome dos dois arguidos.

O Ministério Público também pediu informação ao processo que investiga o caso BES, sobre pagamentos feitos por sociedades do Grupo Espírito Santo a Manuel Pinho e ao presidente da EDP.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Bom rapaz este, educado como poucos e certamente honesto, isto deve ser informação falsa com certeza…

  2. E Centeno nada faz ?
    Qual a proveniência desse milhão acumulado em off-shore?
    Foram pagos todos os impostos sobre essas verbas?
    O vencimento de ministro dava para comprar casa de 1 milhão ?!
    Será por casos como este que o PS sempre foi contra a Lei do Enriquecimento Ilícito ?
    Se houvesse lei, Pinho teria de provar a proveniência desse milhão (entre os outros muitos).

    • Ele queria, mas chegou tarde!…
      Com este milhão para o “corninhos” mais os 10.000 milhões que foram do BES para offshores no tempo do Passos/troika (e ninguém viu nada!), etc – já não sobrou nada para Centeno!…
      .
      A Lei do enriquecimento ilícito faz falta exactamente para estes casos, assim como faria para justificar os gastos do Sócrates, Vara, Marco António Costa, Dias Loureiro, etc, etc…
      É urgente aprovar essa lei!!

  3. Ele não é só Pinho, ele é um verdadeiro pinhal cheio de um emaranhado de teias. O que este safado deve ao erário público. As luvas (ainda não se sonhava com a pandemia), as casinhas em Nova Iorque, os lugares nas universidades americanas, as sociedades offshore. Tudo isto e muito mais!!! Por que se espera?

Presidente do Governo da Catalunha pede a Filipe VI que abdique

O presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, pediu na terça-feira ao rei Filipe VI que abdique e solicitou ao presidente do parlamento que convoque uma sessão plenária extraordinária para estabelecer uma "posição comum" …

Virologista chinesa diz que novo coronavírus foi "criado em laboratório militar"

A virologista chinesa que fugiu para os Estados Unidos deu mais uma entrevista onde assegura que o novo coronavírus foi "criado num laboratório militar". Numa nova entrevista, citada pelo jornal online Observador, Li Meng-Yan, a virologista …

Ministério da Saúde abre 435 vagas para médicos de família

É o maior número de vagas dos últimos anos colocadas a concurso para a contratação de médicos especialistas em medicina geral e familiar para o SNS. De acordo com o jornal Público, o Ministério da Saúde …

MP brasileiro processa pastor por anunciar cura com feijões para a covid-19

O Ministério Público brasileiro pediu a abertura de um processo contra o pastor evangélico Valdemiro Santiago e a Igreja Mundial do Poder de Deus, que anunciaram a cura da covid-19 a partir do cultivo de …

Dívida do Estado à ADSE ascende a 200 milhões de euros

A dívida do Estado à ADSE, em 2019, ascendia a 198,2 milhões de euros, segundo o parecer do Conselho Geral e de Supervisão (CGS) ao relatório e contas do ano passado, publicado no site do …

Governo dos Açores violou Constituição ao impor quarentena obrigatória

O confinamento obrigatório de 14 dias que o governo regional dos Açores tem imposto a quem chega à região autónoma é inconstitucional, dizem os juízes do Tribunal Constitucional. As autoridades açorianas violaram a Constituição ao impor …

China caminha a passos largos para a normalidade. Gaming, cerveja e Ikea dão empurrão

A China não regista, desde 17 de maio, vítimas mortais causadas pelo novo coronavírus. No entanto, há dois surtos ativos que parecem não impedir a população de caminhar em direção à normalidade. À semelhança do resto …

No regresso ao Superior, o Ministério recomenda aulas presenciais, com máscara e ao sábado

No regresso do Ensino Superior, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior recomenda que voltem as aulas em regime presencial com uso obrigatório de máscara e algumas das quais lecionadas ao sábado. Num comunicado …

"A profissionalização é fundamental". Este ano já morreram quatro bombeiros, todos voluntários

Nos incêndios deste ano já morreram quatro bombeiros. O último ano tão mortífero foi 2013, em que sete bombeiros perderam a vida. Em comparação, nos incêndios de 2019, não se registaram vítimas mortais entre esses profissionais. Como …

Portugal só tem 4 fiscais da ferrovia (e cada um tem de inspecionar 811 quilómetros)

O Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) tem apenas quatro técnicos afetos à fiscalização do setor. O organismo está a pedir o reforço destes profissionais desde 2014. De acordo com a edição desta quarta-feira do …