Cartão de Cidadão sem género. Afinal, foi um “lapso” da Secretária de Estado

Afinal, o novo Cartão de Cidadão vai manter a referência ao género. O “lapso” foi corrigido pela secretária de Estado da Justiça, Anabela Pedroso, que tinha informado que o sexo ia deixar de aparecer neste documento de identificação no âmbito das mudanças que estão previstas a nível europeu.

No dia em que se anunciaram alterações ao formato do actual Cartão de Cidadão, no seguimento de um novo regulamento europeu que visa uniformizar estes documentos de identificação, Anabela Pedroso revelou na TSF que a versão portuguesa ia deixar de conter o género.

A secretária de Estado da Justiça explicava que um estudo em torno de “um novo regulamento sobre segurança de Cartões de Identidade” determinou o que é que estes “devem incluir” para “garantir a segurança na circulação em Shenguen”.

“Não vai existir uma uniformização de Cartões de Cidadão na Europa, o que vamos ter é uma harmonização dos Cartões com alguns elementos de segurança que vão ser reconhecidos em todos os países”, apontava a governante.

Retiramos na nova versão de Cartão de Cidadão o género“, sublinhava ainda, a título de exemplo de uma das mudanças previstas, constatando que “Portugal não vai manter” essa referência que será “facultativa”.

Mas, afinal, não vai ser assim e o género manter-se-á no Cartão de Cidadão, como explicou posteriormente a Secretária de Estado.

Anabela Pedroso telefonou à TSF para esclarecer que foi um “lapso” e justificando que o género se vai manter depois de o assunto ter sido “estudado e trabalhado com todas as organizações”.

Uma ideia que se deve ao facto de se tratar de “um Cartão que não é só de Identificação” e que tem “muitas ligações com outras Bases de Dados“, nomeadamente da área da Saúde, onde, “por razões naturais”, se continua a usar “a questão do sexo para aferição de algum atributo” do documento, realçou Anabela Pedroso.

A secretária de Estado também sustentou que ficou acordado que Portugal “vai continuar a usar a designação de Cartão de Cidadão“, enquanto que na versão em Inglês passará a ser “Identity Card” (ou seja, Cartão de Identificação).

Anabela Pedroso referiu ainda que o prazo para aplicação das alterações é de 24 meses. Assim, “daqui a dois anos, vamos ter que ter todo este trabalho feito internamente por forma a que os novos Cartões que venham a ser emitidos no segundo semestre de 2021 já incorporem estes elementos de harmonização”, concluiu.

SV, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Anabela Pedroso,,, Anabela coisa… ou Pedroso coiso… ou de sexo indefinido ?
    Socialistas, onde os homens querem ser mulheres e as mulheres homens.
    Um tal Galamba maricone já usa brinquinho … género ? indefinido.
    BE onde quase todos os militantes pertencem ao LGBTQ

RESPONDER

"Não é altura para pessimismo, mas sim para o otimismo", afirma Trump em Davos

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, apelou esta terça-feira em Davos, na Suíça, ao otimismo contra os profetas do apocalipse e exultou os outros países a seguirem o "modelo americano" que a sua …

JPMorgan Chase prepara mudança para Paris após o Brexit

O banco norte-americano JPMorgan Chase anunciou no domingo que comprou um novo edifício no centro de Paris capaz de disponibilizar 450 postos de trabalho, o mais recente passo nos seus planos para sair de Londres …

Benfica contrata Samuel Pedro ao Boavista

O extremo, que se estreou esta temporada pelos seniores do Boavista, assinou contrato com o Benfica, anunciou o clube encarnado, esta segunda-feira, no seu site oficial. Samuel Pedro, de 18 anos, fez a sua estreia na I …

Prendas aos deputados acima de 150 euros serão divulgadas na Internet

PS, PSD e Bloco aprovaram, esta terça-feira, em votação final na Comissão Parlamentar de Transparência, o conjunto de critérios orientadores em matéria de ofertas e hospitalidade de deputados, diploma que teve a oposição do PAN. Estes …

Metro do Porto compra 18 novos veículos e assegura mais 60 mil lugares por dia

A Metro do Porto assinou esta terça-feira o contrato para a aquisição, por 49,6 milhões de euros, de 18 composições à empresa chinesa CRC Tangsthan que permitirão disponibilizar mais 60 mil lugares diários, estima a …

Catarina Martins diz que Carlos Costa "não tem condições" para ser governador

Catarina Martins, líder do Bloco de Esquerda, disparou contra aqueles que considera serem "cúmplices" do "assalto ao povo angolano". Tanto a Justiça como o Governo português têm de agir, considera o Bloco de Esquerda, na sequência …

Pedro Sánchez vai reunir-se com líder do governo regional catalão

O primeiro-ministro espanhol e líder do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), Pedro Sánchez, anunciou na segunda-feira que se reunirá com o líder do governo regional da Catalunha, Quim Torra, no início de fevereiro. Em entrevista à televisão …

Governo confirma que nunca avaliou impacto dos vistos gold. Só 5% foram recusados

O Ministério da Administração Interna (MAI) confirmou que não foram realizadas avaliações ao impacto dos vistos gold e que não cabe ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) controlar as origens do capital investido em …

Conselho de Finanças Públicas alerta para "risco de desvio significativo" no ritmo de ajustamento estrutural

O Conselho das Finanças Públicas (CFP) alerta para um "risco de desvio significativo" do ritmo de ajustamento estrutural da economia portuguesa em 2020, avisando que a evolução programada da despesa no OE2020 "não cumpre o …

Carolina Salgado condenada a pena de quatro meses de prisão, substituída por multa de 600 euros

Carolina Salgado não cumpriu sentença do processo de difamação a Pinto da Costa. Além das 300 horas de trabalho comunitário devia ter publicado o texto da sentença no jornal e não o fez. Carolina Salgado foi …