Carta de Jack, o Estripador foi a leilão (e não resolveu o mistério)

(dr) Grand Auctions

A minha faca está em bom estado, diz a carta

Uma carta que se acredita ter sido escrita em 1888 pelo assassino em série conhecido como ‘Jack, o Estripador’ foi vendida por 25 mil euros numa casa de leilões de Folkestone, no sudeste de Inglaterra.

A carta data de 29 de outubro de 1888, onze dias antes do assassinato de Mary Kelly, que se supõe ter sido a última vítima mortal do assassino.

Há duas mulheres que quero aqui. A minha faca está em bom estado, é uma faca para estudantes e espero que gostem de rim. Sou Jack, o Estripador“, lê-se na carta que o assassino enviou a um posto de polícia de Londres.

Um coleccionador britânico venceu a licitação, que estimava o preço de venda da carta em 681 a 1022 euros. Segundo Jonathan Riley, responsável da casa de leilões Grand Auctions, o preço de venda “mostra o interesse que existe por Jack, o Estripador”.

A carta pertenceu a um guarda da Polícia Metropolitana de Londres, que a entregou como prenda quando se reformou em 1966 e foi a sua viúva que decidiu leiloar o documento.

O caso de Jack o Estripador continua a ser um dos maiores mistérios sem solução, depois de o assassino ter morto cinco mulheres entre agosto e novembro de 1888, sem que nunca se tenha conhecido a identidade do autor dos crimes.

Em setembro, o autor britânico David Bullock anunciou ter descoberto o túmulo de Jack, o Estripador e desvendado a verdadeira identidade do infame assassino, que assegurou tratar-se de Thomas Cutbush.

As teorias incluem uma centena de suspeitos, mas Bullock sugere que só algumas são viáveis. Segundo o autor, Cutbush trabalhava no bairro londrino de Whitechapel, onde foram assassinadas a maioria das vítimas.

Em agosto, outra teoria alegava ter desvendado o maior mistério de todos os tempos: o assassino seria na realidade James Maybrick, um comerciante de algodão de Liverpool, em cujo livro de memórias teria confessado os brutais assassinatos.

Já em 2014, um outro autor britânico, Russell Edwards, afirmou ter resolvido o mistério da identidade do mais célebre assassino da História, graças a uma análise ao seu ADN.  Segundo o autor britânico, era um imigrante polaco chamado Aaron Kosminski.

Edwards sustenta a sua tese em análises de ADN a um xaile recolhido na cena do crime da quarta vítima do assassino, Catherine Eddowes, morta a 30 de setembro de 1888, então analisada por Jari Louhelainen, biólogo na Universidade John Moores, em Liverpool.

Mas a teoria foi pouco tempo mais tarde contestada por quatro cientistas com conhecimentos aprofundados na área da investigação genética, que concluíram que Louhelainen cometeu um “erro básico de terminologia” ao usar a base de dados do ADN para calcular as probabilidades de uma compatibilidade genética.

Mas e se afinal Jack, o Estripador nunca tiver existido?

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Estudo mostra que sondagens tendenciosas enviesam eleições políticas

Através de experiências práticas, uma investigação recente sugere que as sondagens tendenciosas podem influenciar e enviesar as eleições políticas, até mesmo nas grandes democracias. Enquanto uma eleição se aproxima no Reino Unido e uma votação presidencial …

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …

Irão corta acesso à Internet após protestos contra a subida do preço da gasolina

O Irão cortou o acesso à internet no sábado, após os protestos contra o aumento do preço da gasolina, que provocaram fortes confrontos entre manifestantes e forças de segurança. O Irão cortou o acesso à internet …

A maior parte das Testemunhas de Jeová não apresenta queixa em caso de abuso sexual. Mas uma nova lei pode alterar essa realidade

Em casos de abuso sexual dentro organização religiosa Testemunhas de Jeová, a maior parte das vítimas não acusa os agressores por receio de serem excluídas, revelou um artigo da Vice. Agora, uma nova lei norte-americana, …

Hong Kong. Agente atingido por flecha e operação policial reforçada com canhão de água

Um polícia foi atingido numa perna por uma flecha lançada por manifestantes antigovernamentais e pró-democracia, informaram as forças de segurança, que reforçaram a operação no local com um canhão de água. Um polícia foi atingido …

Príncipe André nega ter abusado sexualmente de jovem de 17 anos

O príncipe André, filho de Isabel I, é acusado de ter abusado sexualmente de Virginia Giuffre, uma jovem que na altura tinha 17 anos. O caso remonta ao dia 10 de março de 2001 e, este …