Jack, o Estripador: terá sido desvendado um dos maiores mistérios da História?

Hulton Archive

James Maybrick, o possível Jack, o Estripador

Continua a ser um dos maiores mistérios da história e o caso conta com uma longa lista de suspeitos. Mas será que a verdadeira identidade do Jack, o Estripador foi finalmente descoberta?

O caso remonta aos finais do século XIX: Jack, o Estripador, como ficou conhecido, assassinava prostitutas que trabalhavam nos bairros pobres de East End, em Londres. Depois de lhes cortar a garganta, procedia à remoção de órgãos internos de, pelo menos, três vítimas, das cinco que ficaram comprovadas ser do mesmo assassino.

Os crimes foram cometidos em 1888 e, durante estes 129 anos, cem pessoas foram suspeitas de estar por trás dos homicídios, que muita tinta fizeram correr mundialmente.

Especialmente quando George Lusk, o responsável pelo comité de Vigilância de Whitechapel recebeu, no dia seguinte a um dos homicídios, uma carta “From Hell” – “Do Inferno”, como se intitulava – junto com um pedaço de rim de uma das vítimas.

Jack The Ripper / Wikimedia

Carta “From Hell” de Jack, o Estripador

A história, que permanece um mistério há mais de um século, pode estar perto do fim, segundo o The Telegraph, depois de um grupo de investigadores ter provado a autenticidade de um diário vitoriano.

Há 25 anos, especialistas deste caso de homicídio, descobriram um livro de memórias, anteriormente desconhecido, que acreditavam ter sido escrito por um comerciante de algodão em Liverpool, James Maybrick.

No volume com mais de 9 mil palavras, Maybrick confessava os assassinatos brutais das cinco mulheres em East End, assim como o de uma prostituta em Manchester – que as autoridades britânicas nunca conseguiram ligar aos crimes de East End.

No final, o diário aparecia assinado:

Dou o meu nome para que todos possam saber e a história possa contar, o que o amor pode fazer a um homem nascido cavalheiro.

Sinceramente vosso,
Jack, o Estripador

Meses passados de muita investigação por peritos no caso de homicídio, os especialistas começaram a questionar a sua autenticidade. Primeiro porque o diário veio a público inicialmente pelas mãos de um ex-traficante de sucata, Mike Barrett, que disse ter obtido o diário através de um amigo de família, Tony Devereux.

Depois porque Devereux morreu pouco depois e a proveniência do diário nunca chegou a ser totalmente explicada, cimentando a teoria de que tinha sido simplesmente forjado. Mas os investigadores – coordenados pelo realizador do filme sobre o caso “Withnail & I”, Bruce Robinson – acreditam finalmente ter descoberto provas de que o diário é genuíno.

De acordo com um novo livro sobre o assunto, o diário foi, de facto, descoberto na antiga casa, em Liverpool, de Maybrick, o que volta a colocar este como o maior suspeito dos assassinatos.

The Graphic / Wikimedia

James Maybrick, pode ser Jack, o Estripador

Mike Barrett terá contactado um agente literário com as palavras “Tenho o diário de Jack, o Estripador. Estariam interessados em vê-lo?”. Segundo os investigadores, Barrett não era muito erudito, pelo que “uma falsificação tão sofisticada e credível não é plausível“. No entanto, quando o diário foi publicado isso levantou dúvidas quanto à credibilidade.

As opiniões dividiram-se: se, por um lado, houve quem defendesse que o livro continha detalhes que só o próprio assassino podia saber, outros sugeriam que o diário era apenas uma falsificação muito bem feita a partir de relatórios de imprensa da altura. As desconfianças chegaram a complicar em 1995 quando Barrett assinou uma declaração onde dizia ter forjado tudo, mas mais tarde retirou o que disse.

Apesar disso tudo, a editora nunca deixou de acreditar que o documento era verdadeiro. Com isso, acreditam que James Maybrick é a identidade mais provável para Jack, o Estripador.

A identidade de Jack, o Estripador, continua a ser um dos maiores mistérios na história criminal de Londres. Os casos de assassínio foram seguidos com muito interesse pelos media e várias teorias foram surgindo relativamente à sua possível identidade, que acabaram por criar uma lista com mais de cem suspeitos.

ZAP CF, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Operação Marquês. Ministério Público pede alargamento do prazo previsto na lei para recorrer

Depois da decisão instrutória tomada pelo juiz Ivo Rosa, os procuradores Rosário Teixeira e Vítor Pinto já entregaram um requerimento a pedir 120 dias para o recurso. O alargamento do prazo passaria assim a ser …

Duas mortes e 271 infetados em 24 horas. Rt continua a subir em Portugal

O boletim da DGS desta segunda-feira dá conta de mais 271 novos casos. Registaram-se ainda mais duas mortes por covid-19. Segundo a DGS existem 25.784 casos ativos, menos 176 do que na véspera, e há mais …

Maioria dos pobres em Portugal trabalha (os "três D" da pobreza e 4 perfis que são uma "supresa")

Um quinto da população portuguesa é pobre e a maior parte das pessoas em situação de pobreza trabalha, mantendo vínculos laborais sem termo. As conclusões são de um estudo promovido pela Fundação Francisco Manuel dos …

Guillermo Lasso declara-se vencedor das eleições presidenciais no Equador

Guillermo Lasso declarou-se vencedor da segunda e última volta das eleições presidenciais no Equador, numa altura em que foram contabilizados 96,94% dos votos, que lhe deram uma diferença de 5,04 pontos percentuais sobre o socialista …

Número de nascimentos no primeiro trimestre de 2021 regista valor mais baixo desde 2015

No primeiro trimestre de 2021, nasceram em Portugal cerca de 18.200 bebés, o número mais baixo dos últimos sete anos para igual período. Cerca de 18.200 bebés nasceram em Portugal no primeiro trimestre de 2021, o …

Escolhas "unilaterais" agitam PSD. Castelo Branco acusa direção nacional de desrespeitar estatutos

A concelhia do PSD de Castelo Branco acusou esta segunda-feira a direção nacional do partido de desrespeitar os estatutos, ao escolher “unilateralmente e discricionariamente” o nome de João Belém para candidato àquele município, contra a …

Ivo Rosa indigna colegas ao revogar decisões tomadas por tribunais superiores

Ivo Rosa, juiz de instrução da Operação Marquês, revogou decisões tomadas por tribunais superiores, o que resultou numa onda de indignação dos seus colegas e do Conselho Superior da Magistratura. Na decisão que deixou cair 25 …

Marques Mendes diz que Ivo Rosa "é um perigo à solta". Governo deve avançar para confinamentos locais

No habitual espaço de comentário na SIC, Luís Marques Mendes teceu duras críticas à decisão do juiz de instrução Ivo Rosa, no âmbito da Operação Marquês. Sobre a atual situação epidemiológica, o antigo líder do …

“É como ser queimado com ácido quente“. Planta venenosa australiana causa dores que podem durar anos

Os "cabelos" da planta gympie-gympie causam uma picada tão tóxica que a dor pode durar anos. Esta pode ser encontrada nas florestas australianas. A gympie-gympie, ou dendrocnide moroides, é um tipo de arbusto que recebe o …

Líder da CSU quer cadeira de Merkel (e vai disputar corrida com líder da CDU)

Se a aliança democrata-cristã CDU/CSU vencer nas eleições legislativas de setembro, o próximo chanceler alemão será um homem: o líder da CDU Armin Laschet ou o homólogo da CSU, Markus Soeder. O líder da CSU, Markus …