Britânico diz ter descoberto identidade de Jack, o Estripador

Fenrizulf / deviantART

"Jack o Estripador" por Fenrizulf

“Jack o Estripador” por Fenrizulf

Jack, o Estripador, era um imigrante polaco chamado Aaron Kosminski, avança um autor britânico, que afirma em livro ter resolvido o mistério da identidade do mais célebre assassino da História, graças a uma análise ao seu ADN.

Há anos que se especula sobre a identidade de Jack, o Estripador, um assassino em série que há mais de um século aterrorizou o bairro de Whitechapel em Londres, matando várias prostitutas.

Na altura dezenas de pessoas foram suspeitas, incluindo membros da família real britânica e primeiros-ministros, mas, num livro que chega terça-feira às bancas, o empresário e autor Russell Edwards garante que Aaron Kosminski, um dos suspeitos da altura que morreu num asilo para doentes mentais, era o verdadeiro Jack, o Estripador.

Segundo Russell Edwards, um entusiasta pela procura da identidade do assassino, não há qualquer margem para dúvida: o assassino era Aaron Kosminski, um imigrante judeu vindo da Polónia e que trabalhava numa barbearia.

Edwards sustenta a sua tese em análises de ADN feitas a um xaile recolhido na cena do crime da quarta vítima do assassino, Catherine Eddowes, morta a 30 de setembro de 1888.

A peça tinha sido recolhida da cena do crime por um polícia que pretendia oferecê-la a sua mulher, que se recusou a usá-la.

O xaile foi entretanto guardado numa caixa e acabou no museu do crime da Scotland Yard, tendo sido comprado por Russell Edwards num leilão, em 2007.

Análises ao ADN deixadas na peça foram comparadas com amostras recolhidas junto de descendentes de Aaron Kosminski, o que permite, segundo o autor, afirmar que ele esteve no local do crime.

Catherine Eddowes, 46 anos, foi morta na mesma noite que a terceira vítima do assassino. Ÿrfã, a jovem prostituía-se ocasionalmente, tinha três filhos.

O corpo estripado foi encontrado às 1h45 horas.

Aaron Kosminski nasceu em Klodawa no centro da Polónia em 1865. A sua família vivia em Londres desde 1880, na zona onde os crimes aconteceram.

A tese de Russel Edwards está já a ser contestada por vários investigadores.

O professor Alec Jeffreys, que em 1985 inventou a técnica de análise do ADN que permite estabelecer o perfil genético de cada indivíduo, considerou que o livro não fornece “qualquer prova” sobre quem foi o assassino.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Governo suspendeu 18 obras na ferrovia consideradas prioritárias

A Infraestruturas de Portugal (IP) adiou e/ou atrasou ou 18 obras do setor ferroviário que estavam contemplados no programa Ferrovia 2020 e eram consideradas prioritárias. De acordo com o Jornal de Notícias, que avança a notícia …

Suspeito do roubo das pistolas Glock implicou Direcção da PSP (mas nunca foi interrogado sobre isso)

O polícia que está acusado do roubo das pistolas Glock da PSP insinuou, em conversas telefónicas, que haveria chefias da Direcção Nacional desta força policial envolvidas na prática do crime. Apesar disso, nunca terá sido …

O Natal traz emoções fortes. Viva-as intensamente

Quando o tempo frio faz as suas primeiras aparições, quase imediatamente alguém afirma “não tarda nada estamos no Natal”. De facto, a quadra natalícia é o grande prémio de consolação do Inverno: o motivo pelo qual …

Estádio para os Jogos Olímpicos concluído antes da data prevista

O estádio Nacional Japonês, sede dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio de 2020, está concluído, a um mês da estreia oficial, informou esta terça-feira o organismo proprietário do complexo. De acordo com o Conselho de …

Suécia deixa cair investigação de violação contra Julian Assange

O Ministério Público sueco deixou cair a investigação de um caso de violação alegadamente cometido por Julian Assange, fundador do WikiLeaks, em 2010. "O Diretor Adjunto do Ministério Público, Eva-Marie Persson, decidiu hoje [terça-feira] descontinuar a …

Portugal produz menos lixo do que a média da OCDE (mas é o 3.º que menos recicla)

Portugal produz menos lixo do que a média da OCDE, mas é o 3.º que menos recicla, revelaram dados recentes da organização internacional. Em 2017, cada português produzir quase 500 quilogramas de lixo, valor inferior …

Novas demissões na Agência de Informações Financeiras do Vaticano

Um membro da entidade de regulação financeira do Estado do Vaticano, Marc Odendall, demitiu-se na sequência de buscas realizadas pela polícia e que originaram na suspensão do organismo do sistema de comunicações global. Marc Odendall, banqueiro …

Governo e Liga de clubes discutem redução do IVA para espetáculos desportivos

Secretário de Estado do Desporto afirma querer ouvir as reivindicações do organismo, mas sem se comprometer. O secretário de Estado da Juventude e do Desporto anunciou ontem que vai reunir-se com representantes da Liga Portuguesa de …

Tufão obriga a retirada de cerca de cinco mil pessoas do norte das Filipinas

Cerca de cinco mil pessoas foram retiradas do norte das Filipinas devido à aproximação do tufão Kalamaegi, que deverá tocar terra na província de Cagayan nas próximas horas, disseram esta terça-feira as autoridades locais. "Estamos preparados …

Acabaram-se as trotinetas no Algarve. Duraram 10 meses

  Dez meses depois de terem sido anunciadas como uma mais-valia para a promoção da mobilidade suave no Algarve, as trotinetes elétricas foram retiradas das ruas da capital algarvia e de Portimão, disseram à Lusa fontes …