Sem passaporte, cargo e proibido de entrar nos edifícios da EDP. Carlos Alexandre justificou a suspensão de Mexia em 1.094 páginas

Tiago Petinga / Lusa

O presidente da EDP, António Mexia. Ao lado, o Vogal do Conselho de Administração Executivo, João Manso Neto

António Mexia foi esta segunda-feira afastado dos cargos que exercia na EDP pelo juiz Carlos Alexandre, que obrigou também o empresário a entregar o seu passaporte e o proibiu de entrar nos edifícios da EDP.

Carlos Alexandre considerou esta segunda-feira que a suspensão de funções aplicada a António Mexia e João Manso Neto no processo EDP são as medidas de coação adequadas para acautelar os perigos invocados pelo Ministério Público.

Segundo o despacho do juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal a que a agência Lusa teve acesso, Carlos Alexandre afirma, após “maturada reflexão“, que os perigos invocados pelo Ministério Público “não são adequada e proporcionalmente acautelados sem a imposição dessa medida de afastamento” de funções dos arguidos António Mexia, presidente da EDP, e João Manso Neto, presidente da EDP Renováveis.

“Conscientes da análise da prova e das circunstâncias invocadas, entendemos que não pode ser eficazmente suprido sem a aplicação do estatuto coactivo [medidas de coação] proposto pelo Ministério Público quanto aos arguidos Mexia e Manso Neto reduzindo-se embora os montantes da caução a impor a um milhão de euros em ambos os casos”, pode ler-se no despacho que conta com 1.094 páginas, segundo precisa o jornal Eco.

Estas medidas de coação – suspensão de funções e caução – tinham sido propostas pelos procuradores do inquérito, que alegaram o perigo de continuidade da atividade criminosa e o perigo de perturbação do inquérito por parte dos arguidos.

Quanto ao arguido João Conceição, administrador da REN (Redes Energéticas Nacionais), o juiz refere a aplicação de apenas “uma caução de 500 mil euros”.

O juiz esclarece que não impôs a medida de suspensão de funções na REN ao arguido João Conceição por entender que as restantes medidas de coação são “adequadas, proporcionais e suficientes a acautelar os perigos invocados” pelo Ministério Público.

Carlos Alexandre aprovou a maior parte das medidas de coação propostas pelo MP.

Mexia fica sem passaporte

Relativamente a Mexia, determinou a suspensão do exercício de função em empresas concessionária ou de capitais públicos, bem como qualquer cargo de gestão/administração em empresas do grupo EDP, ou por este controladas, em Portugal ou no estrangeiro.

O juiz determinou ainda a proibição de se ausentar para o estrangeiro, com a obrigação de entregar o passaporte, aplicando-lhe ainda a proibição de contactar, por qualquer meio, os arguidos Manso Neto, João Conceição, Ricardo Salgado (ex-presidente do Banco Espírito Santo), Rui Cartaxo e Manuel Pinho (ex-ministro da Economia).

Proibiu ainda a António mexia qualquer contacto com o suspeito Artur Trindade (ex-secretário de Estado da Energia) e com todas as testemunhas inquiridas no processo, no qual se inclui Sérgio Figueiredo, diretor da TVI.

António Mexia ficou também proibido de entrar em todos os edifícios da EDP e a prestar uma caução no valor de um milhão de euros.

Idênticas medidas de coação foram aplicadas a João Manso Neto.

Quanto ao arguido João Conceição, além de ficar obrigado a pagar uma caução de 500 mil euros no prazo de 15 dias, fica ainda proibido de contactar por qualquer meio os arguidos António Mexia, Manso Neto, Rui Cartaxo e Manuel Pinho.

Inquérito investiga corrupção ativa

A defesa de António Mexia e Manso Neto tinha considerado ilegais as medidas de coação propostas pelo Ministério Público, alegando que não existiam factos novos que justificassem o agravamento das medidas de coação.

Segundo uma informação recente do Departamento Central de Investigação e Ação Penal, são imputados a António Mexia e Manso Neto, em coautoria, quatro crimes de corrupção ativa e um crime de participação económica em negócio. Ao arguido João Conceição, o Ministério Público imputa-lhe dois crimes de corrupção passiva para ato ilícito.

O inquérito investiga os procedimentos relativos à introdução no setor elétrico nacional dos Custos para Manutenção do Equilíbrio Contratual (CMEC), tendo António Mexia e João Manso Neto sido constituídos arguidos em junho de 2017 por suspeitas de corrupção ativa e participação económica em negócio.

O processo das rendas excessivas da EDP está há oito anos a ser investigado pelo DCIAP.

Entretanto, a EDP anunciou que administrador financeiro da EDP, Miguel Stilwell de Andrade, é o novo presidente interino do Conselho de Administração Executivo da empresa, na sequência da suspensão de funções de António Mexia.

“Nesta data, o Conselho Geral e de Supervisão e o Conselho de Administração Executivo deliberaram proceder à nomeação do Chief Financial Officer, Miguel Stilwell de Andrade, para o exercício interino das funções e cargo de presidente do Conselho de Administração Executivo enquanto se verificar o impedimento do Dr. António Mexia, e em acumulação com as atuais funções”, refere um comunicado enviado à CMVM.

A decisão é justificada com a “medida de coação de suspensão do exercício de funções no Conselho de Administração Executivo da EDP” de António Mexia.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. E só passados tantos anos de nítida corrupção em que este mexia está envolvido é que vão fazer alguma coisa?
    Se é que realmente vai acontecer alguma coisa!

  2. Triste realmente, um gestor que salvo erro era o mais bem pago, ou dos mais, se envolva nestes negocios como se fosse coisa necessária para viver. Pena, que moralmente nao sejam mais bem escolhidos, estas pessoas, para cargos importantes; ou será que por norma nao ha melhor? seria muito mau para quem paga impostos e vive honestamente.

  3. não têm hipótese com este juiz Carlos Alexandre , homem quer quer justiça verdadeira, hajam muitos como ele não vê cores nem caras muito menos burocracias, é filho de um carteiro não nasceu rico, como eu.

    • E como o Sr. não nasceu rico ,e isso será uma garantia para toda as pessoas de terem com certeza direito a todos os superlativos éticos e morais, ahahahah.

RESPONDER

Feitos de estrelas. Os nossos ossos são compostos por estrelas que explodiram

Uma nova investigação concluiu que metade do cálcio do nosso Universo é oriundo de uma supernova rica em cálcio, que explodiu há milhões de anos. O novo estudo, cujos resultados foram esta semana publicados na revista …

"Monarquia criminosa". Parlamento declara Catalunha republicana e não reconhece o rei

O Parlamento catalão aprovou esta sexta-feira uma resolução na qual declara que “a Catalunha é republicana e, portanto, não reconhece nem quer ter um rei”, rotulando a monarquia de “criminosa”. A resolução foi aprovada em sessão …

Novo método deteta metais tóxicos em alimentos e água em apenas algumas horas

Uma equipa de cientistas da Universidade de Joanesburgo, na África do Sul, desenvolveu um método sensível para detetar níveis perigosos de metais pesados em alguns alimentos e água. Os vestígios de metais como chumbo (Pb), arsénico …

Meghan Markle vence primeira batalha judicial contra jornal britânico

A Duquesa de Sussex conseguiu que o Tribunal Superior de Londres optasse por manter anónima a identidade das suas cinco amigas, como parte da ação legal que está a ser levada a cabo. O 39º aniversário …

Cientistas obrigados a rebatizar dezenas de genes humanos. A culpa é do Excel

Só no ano passado, os cientistas viram-se obrigados a mudar os nomes de 27 genes humanos por causa de um erro de leitura do Microsoft Excel. Tal como explica o portal The Verge, que avança …

"Vai continuar a queimar". Covid-19 é mais parecida com um fogo florestal do que com ondas e picos

Com o surgimento do novo coronavírus no mundo, vários especialistas previam que este iria surgir em ondas e picos. Agora a visão de futuro é outra e os especialistas dizem que a pandemia se compara …

Mudanças climáticas podem vir a causar mais mortes do que a covid-19, alerta Bill Gates

  As mudanças climáticas podem custar muito mais vidas nas próximas décadas do que a pandemia do novo coronavírus (covid-19). O alerta é do co-fundador da Microsoft, Bill Gates, que, através de uma reflexão no seu …

Descoberta a primeira disrupção gigante nas nuvens de Vénus

Uma equipa internacional de cientistas, que incluiu um investigador do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), descobriu a "primeira disrupção gigante" nas nuvens de Vénus que tem fustigado as zonas profundas da atmosfera …

TVI aposta em estúdio a Norte. Nuno Santos quer Informação mais ao estilo da SIC Notícias do que da CMTV

O diretor-geral da TVI, Nuno Santos, afirmou, em entrevista ao jornal Público, que a estação de Queluz de Baixo vai apostar num estúdio no Norte, revelando ainda que pretende mudar a Informação do canal mais …

Fair-play financeiro. UEFA mantém restrições ao FC Porto

A UEFA informou, esta sexta-feira, que o FC Porto "cumpriu parcialmente as metas estabelecidas para a época 2019/20" a nível do fair-play financeiro e que vai manter as restrições impostas ao clube azul e branco. "O …