A capital do Irão está a ser devorada por fendas e buracos enormes

wsrmatre/ Flickr

Vista de Teerão, capital do Irão

Buracos gigantescos e fissuras estão a surgir ao redor do Teerão, a capital do Irão. E segundo a Associated Press, ameaçam casas e infraestruturas locais.

O chão do Teerão está a abrir. Segundo a Associated Press, os buracos e as fendas estão a surgir na capital do Irão graças a uma crise de seca, que conta já com três décadas de desertificação contínua.

Segundo um relatório de 2018 do Circle of Blue, uma organização sem fins lucrativos voltada para questões hídricas, o problema foi agravado à medida que a população da cidade cresceu para cerca de 8,5 milhões de pessoas.

A água bombeada de aquíferos subterrâneos tem ficado mais salgada, uma vez que a cidade tem dependido cada vez mais dessas fontes de água subterrânea, em oposição à água da chuva. Em simultâneo, uma grande parte do fornecimento de água é desviado para uma agricultura ineficiente.

Como resultado, a terra está a cair sobre si mesma, relata a AP. O solo ao redor do Teerão está a diminuir, em média, 22 centímetros por ano, segundo o Governo iraniano.

O afundamento da cidade tem provocado a quebra de canos de água, abertura de gigantescos buracos na terra e fissuras de quase um quilómetro de comprimento. Os moradores temem, inclusivamente, que os seus prédios colapsem, colocando a sua vida em risco. O aeroporto, a refinaria de petróleo, as estradas e a ferrovia estão também ameaçados.

O problema é, em parte, a consequência das sanções internacionais aplicadas ao país desde a sua revolução, adianta a AP. O Irão tem procurado produzir alimentos suficientes para alimentar toda a sua população em tempos de crise, e isso tem causado sérios problemas no que diz respeito ao fornecimento de água.

Alguns danos podem ser permanentes, já que, mesmo após períodos de chuva, a terra não “incha” novamente. Esse problema sugere que as rochas daquela área podem ter perdido a capacidade de absorver tanta água quanto a que absorviam antes.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Mais um exemplo da ganância e do desinteresse humano pela vida e biodiversidade no planeta, cidades gigantescas, população a mais para o território é o que acontece em muitos países sobretudo asiáticos e que estão a asfixiar o planeta ao ponto de daqui por algum tempo já não haver possibilidades de retorno. O ser humano parece não ter entendido ainda que é necessário saber equilibrar a quantidade populacional com o resto da vida e fauna que os rodeia e nem todos os lugares poderão ser tomados por igual devido às diferenças climáticas e naturais.

  2. Isso é fim de mundo gente, quem quiser escapar tem que fazer um bucker de 300 metros de profundidade para se livrar das bombas nuclear

Vox quer Armada Espanhola a controlar embarcações de imigrantes

O partido espanhol de extrema-direita Vox pediu esta segunda-feira ao Governo que mobilize a Armada Naval para fazer face ao aumento do número de embarcações com imigrantes que chegam à costa espanhola. Segundo a agência EFE, citada …

Liga Portugal abre inquérito à SAD do Feirense

A Liga vai solicitar a abertura de um processo de inquérito ao Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), devido à ligação do detentor maioritário da SAD do Feirense a uma casa de …

Morreu John Hume, artífice da paz na Irlanda do Norte

O político da Irlanda do Norte, Prémio Nobel da Paz e artífice da reconciliação na província britânica marcada por décadas de conflito morreu, esta segunda-feira, aos 83 anos, anunciou a família. "John Hume morreu de madrugada na …

OMS admite que pode nunca vir a existir "uma panaceia" contra a covid-19

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou, esta segunda-feira, que talvez nunca venha a existir "uma panaceia" contra a pandemia de covid-19, apesar das investigações em curso que procuram conseguir uma vacina contra a doença. "Não …

"Lei fundamental é violada por todos os lados". Oposição venezuelana recusa-se a participar nas eleições

Os 27 partidos políticos venezuelanos que se opõem ao chavismo decidiram no domingo não concorrer às eleições legislativas agendadas para dezembro por considerá-las uma "fraude". Entre os partidos, estão aqueles com representação parlamentar, que assinaram um …

Médias dos exames nacionais subiram. Só MACS teve média negativa

As médias nos exames nacionais deste ano subiram em todas as disciplinas em relação ao ano passado, com exceção de duas provas, segundo dados oficiais divulgados esta segunda-feira. De acordo com os dados do Júri Nacional …

Mortes por covid-19 no Irão são quase o triplo dos números oficiais

O número de mortes causadas pela covid-19 no Irão pode ser quase três vezes superior aos números oficiais, o que significa que as autoridades iranianas estão a tentar esconder a gravidade da pandemia no país. Segundo …

Revelado contrato oferecido pelo Real Madrid a Lewandowski. Só faltava assinar

O diário polaco Onet Sport revelou esta domingo o contrato oferecido pelo Real Madrid a Robert Lewandowski no verão de 2014. De acordo com o jornal, Lewandowski esteve muito próximo de rumar a Madrid e …

Capturado El Marro, líder de um cartel dedicado ao tráfico de gasolina no México

Este domingo, as autoridades mexicanas capturaram José Antonio Yépez Ortiz, um dos criminosos mais procurados do país. Forças militares capturaram no domingo José Antonio Yépez, apelidado de "El Marro", líder de um poderoso cartel dedicado ao …

Editoras criticam prazo apertado para distribuir manuais escolares

Uma vez que os alunos não vão ter de devolver os manuais escolares este ano, as editoras são obrigadas a responder ao aumento da procura num "curtíssimo" período de tempo. Este ano, face à pandemia, os …