Comentários racistas de Trump condenados na Câmara de Representantes

Jim Lo Scalzo / EPA

Alexandria Ocasio-Cortez

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou na terça-feira uma moção na qual condena o presidente Donald Trump pelos “comentários racistas” dirigidos a quatro mulheres congressistas, sugerindo-lhes que “regressassem aos seus países de origem”.

A votação saldou-se pelo resultado de 240 votos contra 187 e foi feita depois de Trump e outros dirigentes republicanos de topo terem negado as acusações de racismo.

O presidente já reagiu no Twitter, congratulando-se com o facto de os republicanos terem votado contra a moção. “Tão bom ver como o Partido Republicano unido no voto de hoje sobre os comentários que fiz sobre quatro congressistas democratas. Se querem ver declarações, olhem para as coisas horríveis que elas disseram sobre o nosso país, Israel e muito mais”, escreveu na rede social.

“São agora os membros mais visíveis dos democratas da Câmara, que estão agora comprometidos com essa amargura e ódio. A votação republicana foi 187-4. Uau! Além disso, foi a primeira vez desde 1984 que um líder da Câmara dos Representantes foi considerado foi considerado Fora de Ordem e quebrou as regras da Câmara. Que dia!”

No texto da resolução escreveu-se que a Câmara dos Representantes “condena fortemente” os “comentários racistas [de Trump] que legitimaram e aumentaram os receios e os ódios dirigidos aos novos americanos e às pessoas de cor”.

Os republicanos dizem que os democratas estão a usar a indignação provocada pelas mensagens de Trump na rede social Twitter para marcar pontos políticos. Mas os democratas contra-argumentam que os comentários de Trump são revoltantes e precisam de ser condenados, sobretudo porque foram realizados pelo presidente.

Trump referia-se às quatro democratas recém-eleitas para a Câmara dos Representantes – Alexandria Ocasio-Cortez, eleita pelo estado de Nova Iorque, Ilhan Omar (Minnesota), Ayanna Pressley (Massachusetts) e Rashida Tlaib (Michigan) — que são das suas críticas mais fortes e apoiam a sua destituição.

O presidente norte-americano acusou-as de “espalharem algumas das coisas mais vis, odiosas e repugnantes algumas vez ditas por um político”, para, depois, acrescentar: “Se vocês odeiam o vosso país, ou se não estão cá felizes, podem ir!”, ecoando argumentos usados contra dissidentes políticos mais do que a deputados da oposição.

Durante uma intervenção no debate, a presidente da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi, afirmou que as mensagens de Trump são “infamantes e repugnantes e os comentários racistas”.

Trump insistiu esta terça-feira que os seus comentários sobre mulheres congressistas a quem disse para voltarem “para a sua terra”, não foram racistas e apelou ao Partido Republicano para se unir à sua volta.

“Esses ‘tweets’ não eram racistas. Não tenho um osso racista no meu corpo!”, escreveu Donald Trump na sua conta pessoal do Twitter. “Os Republicanos não devem mostrar ‘fraqueza’ e cair na armadilha”, explicou Trump, referindo-se ao facto de alguns dirigentes do seu partido estarem a dar razão aos Democratas, nas críticas aos comentários.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Falta uma parte importante que se “perdeu” na tradução que é vão resolvam os problemas lá e depois VOLTEM para nos ajudar. Não sei muito de racismo, mas acho que quando se pede a uma pessoa para voltar é porque não se tem tanto problema com ela. A Squad é dos grupos mais antissemitas e racistas da esquerda radical, mas podem dizer tudo. Ilhan Omar acerca do 11 setembro “Umas pessoas fizeram uma coisa”, Ayana no primeiro dia “vamos impugnar esse FDP”, Rashida com o seu odio contra israel e identificar-se como palestina. A AOC, existe ainda mais por onde escolher que as outras todas juntas…
    Basta só as confrontar que são racistas a Nancy Pelosi que o diga.

    • Tens razão… Racismo é o menor dos defeitos de Trump. Racista até nem tem sido muito além de defender os grupos neo-nazis. Ridículo mesmo é a mensão de “Israel” como forma de namoro ao seu imenso eleitorado evangélico, beato de sacristia. A que propósito é que Israel tem um lugar priveligiado na opinião pública americana, Aliados eles têm muitos mas Israel parce sempre ter um lugar suspeitosamente privilegiado… Interesses manhosos do lobby Sionista.

    • Não há qualquer dúvida que foi um comentário racista. 3 das Representantes são Americanas. Voltar para onde vieram? Vieram dos EUA! Sugerir que elas voltem para onde vieram é sugerir que são menos Americanas. O que está aqui subjacente é o Trump achar que estas Representantes não são verdadeiramente Americanas.

      Várias personalidades (Republicanos e Democratas) são contra o Trump. Nunca o ouvi sugerir ao McCain ou outros “volta para a Irlanda de onde vieste”, ou “volta para a Alemanha”, ou “volta para Itália” só porque os seus antepassados de lá vieram.

  2. Em suma, Republicanos = racistas e vendidos. Democratas = palermitas do tipo “quem diz é quem é lava a boca com chulé”.

RESPONDER

A Perseverance usa o processador dos iMac de 1998

A Perseverance, a sonda da NASA que pousou no dia 18 de fevereiro em Marte, é movida por um processador PowerPC 750, que foi usado no iMac Bondi Blue original da Apple em 1998. Muitos podem …

Idosos que dormem menos de 5 horas têm o dobro do risco de sofrer de demência

Os idosos que dormem menos de cinco horas por noite têm o dobro do risco de sofrer de demência, sugere uma nova investigação. Os resultados são de uma equipa de cientistas do Brigham and Women's …

ROUGHIE. Planador subaquático observa silenciosamente os mares (sem perturbar a vida selvagem)

Os veículos subaquáticos autónomos tornaram-se ferramentas versáteis para explorar os mares. Porém, estas ferramentas podem ser prejudiciais para o meio ambiente ou ter problemas em movimentar-se em espaços confinados. Uma equipa de investigadores da Purdue University, …

Igreja cipriota pede que a música "demoníaca" da Eurovisão seja cancelada. Governo rejeita

El Diablo foi a canção escolhida para representar o Chipre no festival da Eurovisão, que terá lugar em Roterdão, em maio. A música cipriota da Eurovisão está a causar polémica. A Igreja Ortodoxa do Chipre pediu, …

Cientistas propõem que indústria da moda pague "royalties" pelo padrão leopardo

Cientistas de Oxford, no Reino Unido, propõem que a indústria da moda comece a pagar royalties pelo uso do padrão que imita a pele de leopardo, para tentar ajudar a reverter o declínio deste felino. "O …

André Ventura foi reeleito presidente do Chega com 97,3% (e deixou recados ao PSD)

André Ventura foi reeleito este sábado, com 97,3% dos votos nas eleições internas para a presidência do Chega. O presidente demissionário do Chega foi reeleito este sábado com 97,3% dos votos, percentagem que considerou legitimá-lo para …

Uma das maiores camas do céu. JetBlue revela a nova classe executiva do Airbus A321neo

Uma das maiores camas no céu deverá estrear dentro de alguns meses, quando a JetBlue começar a voar com os seus A321neo de Boston e Nova Iorque a Londres. No dia 26 de fevereiro, a norte-americana …

Putin diz que Internet pode destruir a sociedade se não for regida pela moral

 Internet pode destruir a sociedade a partir se não não for regida por valores e leis da moral, considerou Vladimir Putin. O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, advertiu que a Internet pode destruir a sociedade a …

China torna-se o primeiro país do mundo a ter mais de mil multimilionários

A China tornou-se o primeiro país do mundo a ultrapassar a marca dos mil multimilionários, tendo neste momento um total de 1058 pessoas que têm a sorte de poder fazer parte desse grupo restrito. De acordo …

Gil Vicente 0-2 Porto | Vida fácil para o “dragão” em Barcelos

O FC Porto venceu o Gil Vicente em Barcelos, por 2-0. Pepe e Corona saíram ao intervalo com problemas físicos. O Porto foi a Barcelos conquistar três pontos de forma tranquila, perante um Gil Vicente que …