Câmara avança com queixa contra a barbearia lisboeta proibida a mulheres

Interpolação13.blogspot.pt

Figaro’s Barbershop, em Lisboa

Figaro’s Barbershop, em Lisboa

A Câmara de Lisboa apresentou queixa à Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género contra a barbearia lisboeta que proíbe a entrada a mulheres, apesar de o responsável do estabelecimento negar que o faça.

O vereador dos Direitos Sociais, João Afonso, disse à Lusa que a apresentação da queixa surgiu na sequência do “descontentamento de muitas pessoas” em relação ao anúncio de impedimento à entrada das mulheres na barbearia lisboeta, e foi manifestado durante a 16.ª Marcha do Orgulho LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgénero).

“No exercício diário da sua atividade o referido estabelecimento, conhecido como Figaro’s Barbershop, proíbe exclusivamente a entrada de pessoas do sexo feminino”, lê-se na queixa apresentada na terça-feira pela Câmara de Lisboa à Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género, a que a Lusa teve hoje acesso.

“Existe à porta, segundo tivemos conhecimento, um sinal que anuncia que é permitida a entrada a homens e a cães, mas não a mulheres, equiparando estas últimas a animais”, acrescenta.

O responsável pela Figaro’s Barbershop, Fábio Marquês, garantiu à Lusa que “a barbearia não proíbe a entrada a mulheres”, explicando que “o que acontece é que não existem serviços para senhoras”.

Localizada na rua do Alecrim, em Lisboa, esta barbearia está aberta há um ano e dois meses e tem sido motivo de polémica pelo “letreiro humorístico escrito em inglês, que diz que as mulheres não devem entrar, não que as mulheres são proibidas de entrar“, reforçou o responsável pela Figaro’s Barbershop.

“O espaço é para homens porque só se presta um serviço para o público masculino”, acrescenta Fábio Marquês.

“Não quer dizer que as senhoras não possam entrar para comprar um produto ou perguntar uma informação”, sublinhou.

“Não entendemos que estejamos a fazer uma discriminação”, afirmou Fábio Marquês, barbeiro há 15 anos, referindo que o conceito do estabelecimento é “recriar um ambiente onde os homens se sentem confortáveis em estar, a cortar o cabelo”, pelo que as mulheres podem entrar, mas “não podem ficar a fazer sala quando vêm acompanhar os maridos”.

O vereador João Afonso considerou, no entanto, tratar-se de “uma atitude discriminatória” que vai contra os princípios de igualdade, mas admitiu que a Câmara de Lisboa apenas tem competência para averiguar se o estabelecimento está devidamente licenciado para exercer a atividade ao público,

Terá que ser a Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género a “promover as diligências que considere pertinentes e atuar em conformidade”, diz o vereador.

Na queixa apresentada pela autarquia lê-se ainda que “tal prática consubstancia uma atitude discriminatória em função do sexo, configurando eventualmente uma violação do disposto na lei nº. 14/2008, de 12 de março, a qual proíbe e sanciona a discriminação em função do sexo no acesso a bens e serviços e seu fornecimento”.

Em fevereiro, a barbearia foi alvo de uma acção de um grupo de feministas, que a invadiram como forma de protesto por “permitir a entrada a homens (e cães) mas não a mulheres“.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Ao que chegámos, definitivamente a camera devia preocupar-se em fazer o o que lhe compete, como resolver os mihares de problemas, a começar pelo mais grave que são os transportes públicos que o actual presidente decidiu colocar para trás das costas e preferiu fazer passeios bonitos para os turistas.
    Começo a ficar assustado com o mundo onde os meus filhos vão ficar a viver. Porque motivo não podem existir sítios onde as mulheres não podem entrar ? e sítios onde os homens não podem entrar ? quer isto dizer que devo processar os meus filhos por não me deixarem entrar no quarto deles ?

RESPONDER

A longo prazo, o distanciamento social pode até ser melhor para a economia

O isolamento social durante uma pandemia, como é o caso da covid-19, que já fez mais de 48.000 vítimas mortais por tudo o mundo, pode revelar-se melhor para a economia a longo prazo, revelou uma …

Elon Musk doou 1.000 ventiladores a hospitais (mas eram do tipo errado)

Nos últimos dias, Elon Musk, CEO da Tesla, recebeu muitos elogios por ter doado mil ventiladores a hospitais da Califórnia, que enfrentam um número esmagador de casos de coronavírus. Porém, os ventiladores não eram do …

Coronavírus pode replicar-se na boca e nariz durante uma semana antes de infetar pulmões

O coronavírus pode permanecer e replicar-se na boca e no nariz durante uma semana antes de infetar aos pulmões, à traqueia e aos brônquios, revela um estudo, que mostra igualmente que é expulso do organismo …

PSP vai utilizar câmaras portáteis em drones no estado de emergência

A PSP vai utilizar 20 câmaras portáteis de videovigilância, 18 das quais vão ser instaladas em ‘drones’, durante o estado de emergência devido à pandemia de covid-19, anunciou esta quinta-feira o Ministério da Administração Interna …

Em Nova Iorque, prisioneiros são usados para cavar valas comuns

Nova Iorque está a oferecer seis dólares por hora e material de proteção individual aos prisioneiros de Rikers Island que aceitem ajudar a cavar valas comuns. Projeções da Fundação Gates apontam que, em Nova Iorque, o …

EUA estará a pagar para desviar carregamentos de máscaras adquiridas por França

As autoridades francesas estão a acusar os Estados Unidos de terem pago para desviar um carregamento de máscaras faciais oriundo da China. Este episódio é apenas mais um na saga sobre a escassez de máscaras de …

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados antecipadamente para prevenir a propagação da pandemia de covid-19 no meio prisional, revelou esta quinta-feira a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, em declarações à RTP3. A …

OMS e EUA ponderam alargar recomendação para uso de máscaras

A Organização Mundial de Saúde (OMS) vai reavaliar as suas recomendações sobre o uso de máscaras para prevenir a contaminação com covid-19, disse esta quinta-feira o presidente do grupo de especialistas que vai discutir o …

Covid-19. Mais de 95% das vítimas mortais na Europa tinham mais de 60 anos

O diretor regional para a Europa da Organização Mundial de Saúde (OMS), Hans Kluge, revelou esta quinta-fera que mais de 95% das vítimas mortais da covid-19 na Europa têm mais de 60 anos de idade. Em …

Curva portuguesa mostra abrandamento de novos casos (mas é preciso "cautela")

Portugal tem assistido desde o dia 25 de março a um abrandamento do aumento percentual diário de novos casos de covid-19, segundo dados divulgados pelo Barómetro Covid-19 da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP). Segundo Carla …