A era das calculadoras gráficas excessivamente caras pode estar prestes a chegar ao fim

Com o surgimento de novas alternativas grátis, as calculadoras gráficas excessivamente caras podem estar prestes a ver o seu império arruinado.

Quase todos os pais sabem o que é a chatice de ter de comprar uma calculadora gráfica para as aulas de Matemática dos filhos. Os preços são exorbitantes e podem ir dos 100 até mais de 200 euros. A Texas Instruments e a Casio têm quase um monopólio das calculadoras gráficas, colocando preços altos para uma tecnologia que não o justifica.

Com um design dos anos 80 e uma tecnologia dos anos 90, os preços a rondar os 100 euros começam a esgotar a paciência dos pais, que se vêm obrigados a comprá-la para os filhos. Contudo, como noticia o The Hustle, o império destas empresas pode estar prestes a ruir, já que novas alternativas estão a surgir. A calculadora TI-84 provavelmente não deve ser estranha tanto a pais como a filhos.

Num mercado avaliado em mais de 300 milhões de dólares, a Texas Instruments detém cerca de 80% dele. E como conseguiram isto? Uma das formas foi estabelecer parcerias com grandes empresas de livros didáticos, que integraram exercícios específicos da TI.

Com a ameaça de novas aplicações para telemóvel, o ProPublica relata que a Texas terá pago a lóbistas para pressionar o ministério da Educação norte-americano, de forma a manter as calculadoras Texas Instruments como opção nas escolas.

“Muito do sucesso das calculadoras gráficas da TI foi devido a lobby agressivo para determinadas políticas. Eles fizeram isso para que o tipo de coisas que você poderia levar para um teste fossem essencialmente limitadas aos dispositivos deles”, disse uma fonte na área da educação ao The Hustle.

A TI-84, um dos seus modelos mais famosos, foi lançada em 2004 por um preço de 110 euros. Agora, 15 anos depois, o preço praticamente mantém-se o mesmo. De acordo com o The Washington Post, o preço para produzir uma destas calculadoras é de apenas uns meros 15 a 20 dólares.

Todavia, novas tecnologias grátis e iniciativas inovadoras podem destronar a empresa americana do topo da cadeia alimentar.

“Muitas famílias simplesmente não podiam gastar 100 dólares numa calculadora”, disse Eli Luberoff, licenciado em Matemática na Universidade de Yale. “E isso estava a criar um enorme desequilíbrio no acesso às ferramentas de matemática”.

Como solução, Luberoff criou uma aplicação grátis de uma calculadora gráfica para computador e smartphone, chamada Desmos. Hoje em dia, nos Estados Unidos, são mais de 40 mil alunos e professores que a usam.

“O nosso modelo de negócios é exatamente o oposto da Texas Instruments. O modelo deles sempre é dar a tecnologia gratuitamente às empresas de livros didáticos e forçar as famílias a comprá-la por um preço premium. O nosso modelo é dar a tecnologia gratuitamente aos estudantes e cobrar às empresas de livros didáticos para a incluírem”, explicou.

Ainda assim, Luberoff conta que tem sido um tarefa árdua convencer alunos e professores — habituados à TI — a fazer a transição para a Desmos.

“Você está a tentar convencer os professores que ensinam com TI há 20 anos a tentar algo novo. Já é difícil o suficiente ser professor sem lidar com mudanças tecnológicas, mas a maioria reconhece que a nossa ferramenta é mais justa. É uma tecnologia moderna. É o que as crianças usam agora”, disse ao The Hustle.

Aos poucos, os dados apontam que as vendas da Texas Instruments têm vindo a cair ao longo dos anos. Não só porque são procuradas outras alternativas, mas também porque as pessoas deixam de as comprar e usam modelos antigos de familiares ou compram-nas em segunda mão online.

“Há 15 anos, a TI-84 era um dispositivo incrível, com um enorme benefício para professores e alunos”, disse Luberoff. “Agora, é hora de o império ceder”.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Só há um problema. Não se pode utilizar smartphones nos testes e exames. Logo, as Casio e as TI vão continuar a ser usadas nas escolas.

  2. É estranho ouvir que se pode usar calculadora gráfica em exames. Aqui no Brasil só é permitido o uso de uma caneta com tinta azul no ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio).

Responder a @at Cancelar resposta

Prémios e dados pessoais. Worten alerta clientes para falso SMS em circulação

A Worten alerta os clientes para não partilharem dados pessoais em resposta a mensagens publicitárias falsas que estão a circular por SMS em nome da retalhista, a anunciar um prémio. "Alertamos que não devem ser facultados …

GNR já passou 2200 coimas por falta de limpeza de terrenos. Mais de cem câmaras multadas

Mais de uma centena de câmaras municipais foram multadas por falta de limpeza de terrenos, sendo a ausência de tratamento nas margens das estradas e junto às linhas de distribuição elétrica a principal infração registada …

Presidente do Governo da Catalunha pede a Filipe VI que abdique

O presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, pediu na terça-feira ao rei Filipe VI que abdique e solicitou ao presidente do parlamento que convoque uma sessão plenária extraordinária para estabelecer uma "posição comum" …

Virologista chinesa diz que novo coronavírus foi "criado em laboratório militar"

A virologista chinesa que fugiu para os Estados Unidos deu mais uma entrevista onde assegura que o novo coronavírus foi "criado num laboratório militar". Numa nova entrevista, citada pelo jornal online Observador, Li Meng-Yan, a virologista …

Ministério da Saúde abre 435 vagas para médicos de família

É o maior número de vagas dos últimos anos colocadas a concurso para a contratação de médicos especialistas em medicina geral e familiar para o SNS. De acordo com o jornal Público, o Ministério da Saúde …

MP brasileiro processa pastor por anunciar cura com feijões para a covid-19

O Ministério Público brasileiro pediu a abertura de um processo contra o pastor evangélico Valdemiro Santiago e a Igreja Mundial do Poder de Deus, que anunciaram a cura da covid-19 a partir do cultivo de …

Dívida do Estado à ADSE ascende a 200 milhões de euros

A dívida do Estado à ADSE, em 2019, ascendia a 198,2 milhões de euros, segundo o parecer do Conselho Geral e de Supervisão (CGS) ao relatório e contas do ano passado, publicado no site do …

Governo dos Açores violou Constituição ao impor quarentena obrigatória

O confinamento obrigatório de 14 dias que o governo regional dos Açores tem imposto a quem chega à região autónoma é inconstitucional, dizem os juízes do Tribunal Constitucional. As autoridades açorianas violaram a Constituição ao impor …

China caminha a passos largos para a normalidade. Gaming, cerveja e Ikea dão empurrão

A China não regista, desde 17 de maio, vítimas mortais causadas pelo novo coronavírus. No entanto, há dois surtos ativos que parecem não impedir a população de caminhar em direção à normalidade. À semelhança do resto …

No regresso ao Superior, o Ministério recomenda aulas presenciais, com máscara e ao sábado

No regresso do Ensino Superior, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior recomenda que voltem as aulas em regime presencial com uso obrigatório de máscara e algumas das quais lecionadas ao sábado. Num comunicado …