Novo Banco. “O que a Caixa deseja é que este processo acabe”

Rodrigo Gatinho / portugal.gov

Paulo Macedo, presidente da CGD e ex-ministro da Saúde

O presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos (CGD) disse, esta quarta-feira, no Parlamento, que o desejo do banco público é que o processo relativo ao financiamento ao Novo Banco acabe.

“O que, pessoalmente, a Caixa deseja é que este processo acabe, que sejam definidos os custos, que seja algo totalmente previsível, que é o que todas pessoas do setor financeiro, e não só, apreciam”, disse Paulo Macedo no Parlamento, onde esteve a ser ouvido na última audição da Comissão Eventual de Inquérito Parlamentar às perdas registadas pelo Novo Banco e imputadas ao Fundo de Resolução.

O presidente executivo da Caixa classificou ainda como “situações um pouco absurdas” a banca estar “a financiar um concorrente” que “dizia que quereria comprar outro banco“, referindo-se à situação do EuroBic.

“Isso obviamente é um desvirtuar, no meu entender, de algumas regras básicas”, considerou o gestor.

Macedo afirmou também que o Acordo de Capitalização Contingente (CCA), que vinculou o Fundo de Resolução a financiar o Novo Banco em caso de perdas depois da venda do banco à Lone Star, em 2017, não foi uma “boa solução“.

“Toda a gente acredita que não. Não vejo que no futuro próximo haja compradores que aceitem uma solução destas”, considerou, dando para isso motivos como “todo o desgaste, toda a polémica e toda a parte de prolongamento do processo” em torno do Novo Banco nos últimos anos.

“De facto, não é uma boa experiência“, disse, remetendo para um raciocínio anterior em que tinha dito que “não havia nenhuma boa solução” e que se procurou “a solução menos penalizadora”.

O principal responsável da CGD deixou ainda uma nota de concordância como a ideia de que deveria ter existido “um maior envolvimento” dos credores do então Banco Espírito Santo (BES).

“Apesar de tudo, acho que foi a solução menos má. Evitou que houvesse uma maior instabilidade no sistema financeiro. Acho que foi importante ter resolvido o problema”, referiu.

No final da audição, em resposta ao deputado relator Fernando Anastácio (PS), o presidente da CGD esclareceu que não fez “uma consideração sobre o mecanismo” de capitalização do Novo Banco, mas sobre os seus efeitos.

“Este mecanismo é penalizador para o adquirente”, face a uma capitalização “de uma só vez, mesmo que tivesse alguns mecanismos de regularização”, é penalizador para a gestão”, devido à “alocação de tempo” dada ao mecanismo, e há ainda o “fator decisivo, que é o efeito na reputação da banca“.

Paulo Macedo considerou que “a banca ainda vai demorar alguns anos até ser perdoada, um dia”.

Numa audição que apenas contou com perguntas de PSD, PAN e IL, por PS, BE e PCP considerarem que as opiniões de Paulo Macedo se adequam mais à Comissão de Orçamento e Finanças e não tanto a uma comissão de inquérito, o gestor considerou ainda “estranho” o BES não ter recorrido à linha de capitalização pública disponibilizada através da ‘troika’.

“A apresentação, na altura, era de uma prova de força, ou seja, de que [o BES] não recorria porque não precisava”, disse Paulo Macedo, que era ministro da Saúde do Governo PSD/CDS-PP, liderado por Passos Coelho, à data do Programa de Assistência Económica e Financeira (PAEF).

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Vídeo mostra salmões feridos devido ao sobreaquecimento das águas

O vídeo foi gravado por um grupo de conservação ambiental depois de uma onda de calor no Noroeste Pacífico que fez as temperaturas da água atingirem os 21 graus Celsius. De acordo com o jornal The …

Uma prenda de aniversário. Israelita doou um dos seus rins a um menino palestiniano

Uma israelita quis doar um rim a um estranho. Estranho esse que acabou por ser uma criança, de apenas três anos, que vive na Faixa de Gaza, na Palestina. De acordo com a agência Associated Press, …

Novo método permite eliminar a bioincrustação marinha eficazmente

Um projeto inovador demonstrou como os revestimentos de superfície eletricamente carregados podem eliminar a bioincrustação marinha ou o crescimento de organismos marinhos, melhorando a operação e manutenção de embarcações navais. A bioincrustação marinha é um fenómeno …

Aglomerado de safiras estrela encontrado no Sri Lanka pode ser o maior do mundo

Um aglomerado de safiras estrela do mundo foi encontrado num quintal no Sri Lanka. A pedra é azul, pesa 510 quilos e estima-se que valha cerca de 84 milhões de euros. A pedra foi encontrada …

Médico sírio acusado na Alemanha de crimes contra a humanidade

Um médico sírio foi acusado na Alemanha de crimes contra a humanidade por supostamente torturar e matar pessoas em hospitais militares no seu país de origem, informaram os promotores na quarta-feira. O Ministério Público Federal de …

Justiça climática. Vamos todos sofrer com as alterações climáticas, mas não de forma igual

A recente onda de calor na América do Norte é mais um exemplo de que apesar de ser um problema global, as alterações climáticas não vão afectar todos igualmente e podem exacerbar injustiças sociais e …

Os exemplos que Portugal deve seguir (e evitar) nas últimas etapas da pandemia

No plano apresentado pela equipa de Raquel Duarte comparam-se as estratégias opostas adotadas por Israel e Reino Unido, com a segunda a merecer nota negativa por parte dos investigadores. Os dados foram lançados na reunião que …

Jogos da Taça da Liga de sábado adiados para domingo para poderem ter público

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) anunciou, esta quinta-feira, que os jogos da Taça da Liga agendados para sábado vão ser adiados para domingo, para que possam ter público nas bancadas. "A Liga, …

Dinamarca enfrenta acção legal por querer repatriar refugiados sírios

O governo dinamarquês quer repatriar sírios naturais de Damasco depois de um relatório mostrar que há zonas da Síria onde a segurança melhorou. A decisão está a ser criticada por activistas e o caso pode …

Pela primeira vez, foi observada luz por detrás de um buraco negro

Um estudo divulgado esta quarta-feira revelou a primeira observação direta da luz por detrás de um buraco negro, através da deteção de pequenos sinais luminosos de raios-X, confirmando a Teoria da Relatividade Geral, de Einstein. Segundo …