“Cabrita devia ser decapitado!”. Twitter suspende conta de Ventura

2

José Sena Goulão / Lusa

O deputado único do Chega, André Ventura

O Twitter suspendeu esta sexta-feira a conta do deputado André Ventura após uma publicação em que este escreveu: “Se é assim que vive a III República, eu também acho que Eduardo Cabrita devia ser decapitado!”.

O líder do Chega reagiu assim à suspensão pelo ministro da Administração Interna, Eduardo cabrita, da pena ao agente da PSP Manuel Morais, que em 2020 escreveu no Facebook: “Decapitem estes racistas nauseabundos que não merecem a água que bebem”, noticiou o Expresso. Na publicação, referiu-se ainda a Ventura como uma “aberração”.

Ao jornal, Ventura confirmou que a sua conta se encontra “temporariamente suspensa”, sublinhando que “é de lamentar não ser usado o mesmo critério para as publicações” que o “ameaçam e ofendem”. “É o que se pode chamar de verdadeira censura do século XXI que só funciona para um lado, o lado do Chega e do deputado André Ventura”, referiu.

O Twitter justificou a suspensão, de 12 horas, com a violação das suas regras “contra abuso e assédio”, definindo como “comportamento abusivo” as “tentativas de assediar, intimidar ou silenciar a voz de outra pessoa”.

Em março, o diretor nacional da PSP, Magina da Silva, confirmou a suspensão por dez dias de Manuel Morais. Este, após recorrer ao ministro, verá reposto o salário referente àquele período. Cabrita não anulou a pena, mas suspendeu a execução.

  Taísa Pagno //

2 Comments

  1. Temos um novo sistema judicial instalado. É um sistema muito primitivo porque não admite contraditório. É um sistema ao nível do estalinismo ou do nazismo. Estou a referir-me à Teia Mundial. Não são só os Facebook’s e Twitter’s, é todo um conjunto de entidades que fazem de polícia e de juiz ao mesmo tempo, entidades cujo objectivo é fazer lavagem cerebral e criar novas dependências. Tudo isto se passa sob a complacência de uma democracia em decadência.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE