Boris imitou “O Amor Acontece” para apelar ao voto. E a última sondagem dá-lhe maioria absoluta

O primeiro-ministro britânico lidera a última sondagem antes das eleições legislativas, apesar da margem mínima, mas admite que pode vir a falhar a maioria.

De acordo com o Observador, a última sondagem antes das eleições legislativas, marcadas para esta quinta-feira, dá a vitória com maioria absoluta a Boris Johnson, embora com uma margem mínima.

Segundo o estudo do YouGov, o Partido Conservador obtém 43% das intenções de voto, que se traduzem em 339 deputados. Já o Partido Trabalhista, liderado por Jeremy Corbyn, tem 34% dos votos e 231 deputados.

Esta terça-feira, o primeiro-ministro admitiu o risco de não conseguir uma maioria absoluta e estas resultarem num Parlamento dividido. “Esta é uma eleição muito disputada. E precisamos de todos os votos. A única alternativa matematicamente [possível] a um Governo Conservador com maioria absoluta é o risco real de outro Parlamento dividido”, afirmou, após um discurso numa fábrica em Uttoxeter, Staffordshire, centro de Inglaterra.

Boris aludiu às eleições de 2017, quando a antecessora Theresa May tinha uma vantagem nas sondagens, mas acabou por não conseguir uma maioria de deputados na Câmara dos Comuns, precisando do apoio do Partido Democrata Unionista (DUP) da Irlanda do Norte para formar Governo.

Desde a dissolução do Parlamento, a 6 de novembro, que as sondagens têm indicado consistentemente uma vantagem do Partido Conservador sobre o Trabalhista suficiente para garantir uma maioria absoluta.

“As sondagens podem estar erradas, e precisamos de lutar por cada voto”, referiu o governante, recordando que um Parlamento dividido poderá resultar num bloqueio ao Brexit devido ao peso dos partidos pró-europeus na Câmara dos Comuns.

Os últimos dias não têm sido fáceis para o primeiro-ministro, sobretudo depois da polémica com um jornalista que o confrontou com a fotografia de uma criança a dormir no chão de um hospital por causa da falta de camas.

Ontem, numa tentativa de cativar eleitores — e em resposta às críticas do ator Hugh Grant —, o governante recriou (e parodiou) uma das cenas mais icónicas do filme “O Amor Acontece”.

Só precisamos de mais nove lugares para termos uma maioria”, pode ler-se num dos cartões mostrados a uma eleitora. “Já chega. Vamos fazer isto”, diz o primeiro-ministro no final do vídeo.

A resposta do ator britânico não se fez esperar. “Reparei que um dos cartões do filme original que ele não mostrou dizia ‘Porque no Natal diz-se a verdade’ e fiquei a pensar, será que os spin doctors dos tories acharam que era um cartão que não ia ficar muito bem nas mãos de Boris Johnson?”, disse à BBC Radio 4.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Vai ganhar porque não tem uma oposição forte e credível…Afinal o que é o líder do partido Trabahista quer? Quais as suas ideias? Toca a mudar de líder para dar um novo impulso e dinâmica à política Inglesa…

  2. Nós aqui á distancia não vemos o dia a dia dos britânicos, não adianta ver as coisas pela prespectiva da política externa, os ingleses são um povo resiliente e unido, o problema é que o reino unido é composto por vários países!
    Os escoceses vão reagir muito mal se o brexit acontecer, a Irlanda do norte tambem!
    Ou seja na realidade o brexit pode ser o fim do Reino Unido e não da União europeia!

RESPONDER

As ilhas havaianas atingem o jackpot da longevidade (e já se sabe porquê)

As ilhas vulcânicas não duram para sempre, mas há algumas que atingem o jackpot da longevidade. De acordo com uma nova investigação, a explicação prende-se com dois fatores: a velocidade da placa tectónica e o …

Uma inexplicável explosão de ondas gravitacionais atingiu a Terra (e atordoou os astrónomos)

Uma equipa de investigadores detetou uma misteriosa explosão de ondas gravitacionais, cuja natureza deixou os astrónomos totalmente perplexos. O fenómeno foi registado a 14 de janeiro deste ano pelo Observatório de Ondas Gravitacionais por Interferómetro Laser …

O mar interno da misteriosa Encélado "grita" habitabilidade

Uma equipa de especialistas desenvolveu um novo modelo geoquímico que revela que o dióxido de carbono do interior de Encélado, lua de Saturno que abriga um oceano, pode ser controlado através de reações químicas no …

Os Simpsons podem ter previsto o surto do novo coronavírus da China

A série de televisão animada "Os Simpsons" é conhecida por ter feito profecias que, com o passar do tempo, se tornaram mesmo realidade. Agora, os fãs do programa parecem ter encontrado um episódio que prediz …

Identificada nova espécie de dinossauro que viveu há mais de 150 milhões de anos

Paleontólogos identificaram, nos Estados Unidos, uma nova espécie de dinossauro do género dos alossauros, que viveu há mais de 150 milhões de anos. A espécie, que tem o nome de Allosaurus jimmadseni, foi identificada a partir …

Escorpião com 436 milhões de anos foi dos primeiros animais a pisar a Terra

Cientistas descobriram um escorpião com 436 milhões de anos que terá sido um dos primeiros animais da Terra a migrar dos habitats aquáticos para os terrestres. Foram encontrados dois fósseis da espécie num antigo mar tropical …

Bruno de Carvalho disposto a liderar SAD do Sporting com Varandas

O ex-presidente do Sporting admitiu, esta sexta-feira, estar disposto a liderar a SAD do clube, mesmo com Frederico Varandas como presidente. No seu comentário semanal na Rádio Estádio, Bruno de Carvalho disse estar disposto a regressar …

A Inteligência Artificial teria resolvido o mistério da fuga de Alcatraz

Um programa de Inteligência Artificial (IA) poderia ter resolvido o mistério da fuga dos irmãos irmãos John e Clarence Anglin e Frank Morris da prisão de Alcatraz, que foi considerada uma das mais seguras dos …

Mais de 30 militares dos EUA ficaram com lesões cerebrais após ataque iraniano

Mais de 30 militares norte-americanos ficaram com lesões cerebrais traumáticas na sequência do ataque iraniano na base militar de Ain al-Assad, no Iraque. 34 militares norte-americanos ficaram com lesões cerebrais traumáticas na sequência do ataque levado …

Homem que torturou suspeitos de planear o 11 de setembro diz que o voltaria a fazer

James Mitchell torturou os cinco suspeitos de terem planeado o ataque de 11 de setembro de 2001. Em tribunal, disse que não tem remorsos e que o voltaria a fazer. James Mitchell foi o psicólogo responsável …