Boris Johnson não quer falar da discussão com a namorada. E admite que precisa da União Europeia

Andy Rain / EPA

Boris Johnson

O candidato à liderança do Partido Conservador recusou-se a falar sobre a discussão que levou a polícia a ser chamada à casa da namorada e admitiu precisar da UE para evitar tarifas comerciais altas e problemas com a Irlanda.

Numa entrevista à BBC, Boris Johnson recusou novamente falar sobre o episódio em que a polícia foi chamada à casa da sua namorada depois de uma discussão entre os dois.

“Não falo sobre assuntos que envolvem a minha família, as pessoas que amo. E há uma razão muito boa para isso. É que, se o fizer, estou a arrastá-los para dentro de coisas que não são justas para eles”, justificou o candidato à liderança do Partido Conservador.

As autoridades apareceram na residência de Carrie Symonds, de 31 anos, na madrugada de sexta-feira, depois de os vizinhos terem ouvido uma intensa discussão, com gritos e sons de pratos a partir. O incidente está a afetar a campanha do ex-ministro, que viu a sua vantagem de 27 pontos percentuais descer nas sondagens para apenas 11 pontos.

Entretanto, segundo o Observador, uma fotografia do casal a trocar sorrisos numa mesa de jardim chegou às redes sociais, levantando ainda mais suspeitas, com os britânicos a teorizar que foi lançada pela equipa de campanha do candidato apenas para branquear a sua imagem. Porém, o ex-mayor de Londres já negou que a fotografia tenha sido encenada e publicada pelos colegas de campanha.

Johnson também decidiu não responder a Jeremy Hunt, o seu opositor nas eleições, que o acusou de “cobardia” depois de ter cancelado um convite da Sky News para um frente-a-frente esta terça-feira.

Na entrevista com Laura Kuenssberg, editora de política da emissora britânica, o candidato à liderança dos ‘tories’ considerou que o acordo do Brexit já negociado pela ainda primeira-ministra britânica, Theresa May, “está morto” e que é possível chegar a um novo acordo com a União Europeia (UE) antes do final de outubro, uma vez que o cenário político mudou não só no Reino Unido mas também no continente europeu.

“Penso que a política mudou muito desde 29 de março. Penso que nos dois lados do Canal há uma perceção realmente diferente do que é necessário”, declarou.

Apesar de se mostrar disposto a sair da UE sem acordo, o também ex-ministro dos Negócios Estrangeiros afirmou que “não acredita por um momento” que isso vá acontecer.

Boris Johnson reconheceu ainda que, se ganhar as eleições, vai precisar da UE para evitar tarifas comerciais muito mais altas do que as atuais e a reposição da fronteira irlandesa. Mas “não depende só de nós”, afirmou.

Boris Johnson e Jeremy Hunt foram os escolhidos para disputar a eleição interna no partido Conservador. Os dois finalistas vão agora ser submetidos a uma votação dos cerca de 160 mil militantes do partido e o vencedor será anunciado no final de julho.

Theresa May mantém-se em funções, devendo apresentar a demissão logo que o sucessor esteja definido, abrindo caminho para a sua nomeação como primeiro-ministro.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

DiCaprio explica como reverter a crise climática

Ice on Fire é um documentário HBO produzido e narrado pelo ator norte-americano Leonardo DiCaprio que retrata a atual crise climática. A grande produção foi discutida esta segunda-feira em Lisboa, onde se falou do contexto …

Descoberto fóssil de macaco que viveu há 4,2 milhões de anos no Quénia

Uma equipa internacional de investigadores descobriu restos fósseis de um pequeno macaco que viveu no Quénia há 4,2 milhões de anos. Os responsáveis pela investigação, que será publicada na revista Journal of Human Evolution, são cientistas …

Air France acusada de negligência no desastre do voo Rio de Janeiro-Paris

A justiça francesa acusou a Air France de negligência, na sequência da investigação ao acidente aéreo do voo Rio de Janeiro-Paris, que causou 228 mortos em 2009, confirmou esta quarta-feira a AFP. O Ministério Público considerou …

Governo "está preparado” para eventual greve dos camionistas

O ministro do Trabalho, Vieira da Silva, disse esta quarta-feira que “não perdeu as esperanças no esforço de conversação” com os representantes dos camionistas, mas garantiu que “o Governo está preparado para o que vier …

Carga misteriosa e contradições nos passageiros. Revelados novos dados sobre o MH370

A França é o único país que continua a investigar o desaparecimento do voo MH370 da Malaysia Airlines em Março de 2014. E emergem novos dados sobre o que apuraram os magistrados envolvidos no caso, …

Foi avistada uma alforreca gigante no Reino Unido

A alforreca gigante, a maior alguma vez encontrada em águas britânicas, foi avistada na Cornualha, no Reino Unido, no sábado, por uma bióloga e repórter da BBC. Segundo o Washington Post, a criatura foi avistada, no …

Montepio condenado a ressarcir cliente que culpou de ataque informático

O Tribunal da Relação de Guimarães condenou o banco Montepio a pagar a uma cliente de Barcelos os 28.596 euros que em quatro dias foram retirados da sua conta, na sequência de ataque informático. Por acórdão …

Crew Dragon. Já se sabe o que causou a misteriosa explosão da nave da SpaceX

A NASA e a SpaceX explicaram, finalmente, o motivo da explosão da nave espacial Crew Dragon. Apesar de terem sido divulgadas imagens da explosão, nenhuma das agências explicou as razões do desastre. As imagens da nave …

Turistas britânicos encorajados a afixar cartazes de Maddie durante as férias

Turistas britânicos com viagens marcadas para o estrangeiro estão a ser encorajados a levar cartazes de Madeleine McCann pela campanha oficial lançada pelos pais para encontrar a criança inglesa desaparecida em Portugal em 2007. “Vai de …

Crianças preferem ser YouTubers do que astronautas

A maioria das crianças entrevistadas prefere mais ser YouTuber do que ser astronauta. De uma lista de cinco profissões, a de cosmonauta foi a menos escolhida entre crianças americanas e britânicas. Há 50 anos, a ida …