Mais uma baixa no Governo britânico. Boris Johnson demitiu-se

BackBoris2012 / Flickr

O mayor de Londres, Boris Johnson

O ministro dos Negócios Estrangeiros britânico anunciou a sua demissão, horas depois da demissão do ministro para o Brexit.

“Esta tarde, a primeira-ministra aceitou a demissão de Boris Johnson como ministro dos Negócios Estrangeiros. O seu substituto será anunciado em breve. A primeira-ministra agradece a Boris pelo seu trabalho”, disse um porta-voz.

A demissão de Boris Johnson, que ainda não tornou públicas as suas razões, aumenta a pressão sobre a primeira-ministra, Theresa May, alvo de críticas de alguns deputados a favor de um divórcio mais radical com a UE.

Na sexta-feira, o Governo anunciou ter chegado a consenso sobre uma proposta de criar uma zona de comércio livre entre o Reino Unido e a UE ao aderir às regras europeias.

Hoje, o antigo líder do partido eurocético UKIP, Nigel Farage, tinha desafiado através do Twitter aquele que foi um dos mais destacados defensores da saída do Reino Unido da UE.

“Boris Johnson agora tem a oportunidade de salvar o Brexit, ele será um herói se se afastar da traição da confiança dos eleitores”, afirmou, ao denunciar o acordo como uma deslealdade para com os eleitores que votaram o Brexit.

David Davis havia invocado discordar com o plano revelado na sexta-feira, referindo que deixa o país “na melhor das hipóteses, numa posição de negociação fraca, e possivelmente inaceitável”.

O secretário de Estado para a Saída da UE, Steve Baker, também apresentou a sua demissão, assim como Suella Braverman, na sequência da saída de Davis, entretanto substituído por Dominic Raab.

A primeira-ministra tinha previsto para esta tarde uma intervenção no Parlamento a propósito dos planos apresentados na sexta-feira, seguindo por uma reunião com os deputados do partido conservador.

Se 48 deputados formalizarem o seu descontentamento, May poderá ser alvo de uma moção de censura dentro do partido.

Em reação à demissão de Davis, May lamentou a sua saída a “apenas 8 meses da data estabelecida na lei” para o Reino Unido abandonar a União Europeia. A primeira-ministra disse ainda não concordar com a descrição de Davis sobre o acordo alcançado em Chequers, na casa de campo da chefe do executivo britânico.

A lei que oficializa a saída da União Europeia revoga a lei de adesão do Reino Unido à Comunidade Europeia em 1973, e transfere as normas europeias para o direito britânico, facilitando assim o Brexit. A mesma lei determina que essa saída vai acontecer dentro de 276 dias, a 29 de Março de 2019.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Hong Kong acusa EUA de "dois pesos e duas medidas" na resposta a tumultos

A chefe do Governo de Hong Kong acusou os EUA, esta terça-feira, de terem "dois pesos e duas medidas" na resposta aos tumultos no país e alertou que eventuais restrições a Hong Kong só vão …

PS corrige IRS a pensões atribuídas com atraso em 2017 e 2018

O PS entregou um projeto de lei que visa permitir que as reformas pagas em atraso em 2017 e 2018 contem para os rendimentos dos anos a que se referem, e não para os rendimentos …

Com os cofres vazios, CP precisa de ajudas públicas ou aumento da dívida

O Governo quer aumentar o endividamento da CP, mas a operadora ferroviária prefere ajudas estatais. Em falência técnica, a empresa não tem como pagar salários. A CP perdeu 20 milhões de euros devido à pandemia de …

Da cereja da Beira à maçã de Armamar. Mau tempo arrasa culturas e deixa prejuízos de milhões

Pomares, olivais, vinhas e hortas. O mau tempo que se fez sentir a norte do país neste fim-de-semana arrasou várias culturas culturas agrícolas, deixando prejuízos estimados na ordem dos milhões de euros. Depois da tempestade …

Situação de Grande Lisboa "não justifica" cerca sanitária, garante Marta Temido

A ministra da Saúde, Marta Temido, garantiu esta terça-feira que não existem na Área Metropolitana de Lisboa (AML) situações epidemiológicas de covid-19 que justifiquem a adoção de medidas como cercas sanitárias. “Naturalmente que, se houver alguma …

Bloco quer subsídio de desemprego extraordinário (e duplicar o valor do apoio para recibos verdes)

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, defendeu esta terça-feira a criação de um subsídio de desemprego extraordinário de 439 euros para os contribuintes que perderam rendimentos durante a pandemia e que não tenham …

Sem a pandemia, Benfica teria dois jogadores "praticamente vendidos por 200 milhões"

Luís Filipe Vieira disse que recebeu uma proposta de 60 milhões de euros por Vinícius, em janeiro. Caso não fosse a pandemia, o presidente benfiquista afiança que o clube teria encaixado 200 milhões de euros …

Israel pede ao exército para se preparar para anexar Cisjordânia

O ministro da Defesa de Israel pediu esta segunda-feira ao exército para se preparar para a anexação de partes da Cisjordânia ocupada, medida que é vista como uma aparente antecipação ao que poderão ser as …

"Colocou inúmeras pessoas em risco". Treinador do Atalanta viajou para Valência infetado

O Valência lamentou que o treinador do Atalanta, que admitiu ter tido sintomas compatíveis com covid-19 no jogo entre ambos os clubes, no dia 10 de março, não tenha tomado medidas preventivas. O treinador do Atalanta, …

Covid-19. Tribunal de Contas pede "transparência" nos ajustes diretos

O Tribunal de Contas (TdC) alertou para os riscos de má utilização dos recursos públicos canalizados para enfrentar a pandemia, defendendo que o seu forte impacto nas finanças públicas exige cuidados acrescidos de "transparência" e …