A Boring Company de Musk apresentou o seu primeiro túnel futurista

A Boring Company, do multimilionário da tecnologia Elon Musk, apresentou nesta terça-feira em Los Angeles, nos Estados Unidos, a primeira fração de um projeto de mobilidade subterrânea baseado em túneis de baixo custo. O objetivo passa por oferecer caminhos alternativos de elevada velocidade. 

A primeira secção do túnel ontem apresentada mede cerca de 1800 metros e une as sedes da Boring Company e da Space X, a empresa de voos espaciais de Musk, localizada na cidade de Hawthorne, perto de Los Angeles.

“Para mim, foi um momento eureka, foi um ‘Isto vai funcionar muito bem”, disse Musk à agência de notícias AP depois da viagem inaugural, acrescentando que este é apenas um protótipo e que os sistemas vão ser melhorados para tornar as viagens mais eficientes.

Inicialmente, o modelo da Boring Company tinha sido projeto para que o carro assentasse numa plataforma que se deslocaria no túnel, mas agora o CEO da Tesla apresentou um sistema reinventado para o transporte subterrâneo.

De acordo com o vídeo de apresentação, o novo modelo funciona com um sistema de “rodas guias” retrátil, que assegura que o carro percorra o “atalho” subterrâneo no trajeto certo. Este dispositivo, “pequeno, mas muito importante”, tal como explicou Musk, é instalado no carro, sendo utilizado quando necessário, ou seja, no túnel subterrâneo. Quando o veículo circula numa estrada normal à superfície, o sistema de rodas é retraído, ficando totalmente invisível sob o carro.

O dispositivo, que chegará ao mercado por 200 ou 300 dólares (cerca de 175 a 260 euros), poderá ser implementado em qualquer carro elétrico autónomo, não sendo exclusivo dos modelos da Tesla. Musk revelou ainda que os carros poderão atingir velocidades de cerca de 240 quilómetros por hora e fazer viagens mais “suaves”.

A viagem de demonstração, que Musk considerou ser um momento “épico”, atingiu os 64 quilómetros por hora, uma velocidade consideravelmente inferior àquela que deverá permitir o projeto no futuro, mas, ainda assim, conseguiu percorrer em três minutos os quase dois quilómetros de percurso.

No fundo, qualquer veículo elétrico poderá usufruir dos túneis subterrâneos desde que esteja equipado com o sistema de rodas guias. A Pplware avança ainda que os carros poderão ainda ser agrupados numa espécie de “comboio”, viajando de forma unida como se de uma caravana se tratasse.

Para Musk, este projeto é o primeiro passo para o desenvolvimento de uma rede subterrânea de alta velocidade, capaz de transportar veículos, mas também pedestres e ciclistas. Para finalizar o projeto, estimou o multimilionário, seriam necessários mil milhões de dólares. Até ao momento, foram investidos 10 milhões.

Fundada em 2016, a Boring Company é talvez uma das empresas menos conhecidas de Elon Musk. O projeto, que visa materializar uma espécie de “metro para carros“, está ainda em fase de testes, havendo só uma fração do túnel já concluída como protótipo, contudo o multimilionário espera alargar a sua rede subterrânea em breve, construindo infraestruturas semelhantes.

SA, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

A Casa Branca contratou para a NOAA cientistas que defendem que as mudanças climáticas "são uma mentira"

Funcionários do governo norte-americano terão abordado cientistas com historial de críticas regulares sobre as mudanças climáticas causadas pelo homem, aos quais foram propostos cargos de gestão na NOAA. Segundo especialistas citados pela E&E News, esta …

United quase pede para Dalot sair

Adeptos pensavam que o português nunca mais ia jogar pela equipa principal do Manchester United. Jogou na Taça da Liga e não convenceu. O Manchester United seguiu para os quartos-de-final para a Taça da Liga inglesa, …

Testemunhas revelam que agentes de inteligência dos EUA consideraram sequestrar (e envenenar) Assange

Testemunhas anónimas revelaram em tribunal que planos para envenenar ou sequestrar Julian Assange da embaixada do Equador foram discutidos entre fontes da inteligência dos Estados Unidos e uma empresa de segurança privada que espiou o …

"Assassino do Twitter" assume ter matado 8 mulheres que partilharam pensamentos suicidas

O caso está a chocar o Japão. Perante o Tribunal de Tóquio, Takahiro Shiraishi declarou-se culpado, após ter assassinado e esquartejado oito mulheres e um homem em 2017. O assassino conheceu as vítimas através da rede …

"Como me mudar para o Canadá?" É o que os norte-americanos querem saber depois do debate presidencial

Depois do debate presidencial ficar marcado por diversas interrupções e insultos entre os candidatos à Casa Branca, são muitos os americanos a sentirem-se tentados a abandonar o país, e já escolherem o destino: o Canadá. Ao …

"Não toleramos insultos": Equipa abandona jogo decisivo ao intervalo

Comentário sobre a homossexualidade de um futebolista antecipou o final de um jogo de futebol. A mesma equipa tinha protestado outro encontro devido a insulto racista. O jogo de futebol entre San Diego Loyal e Phoenix …

Cofina condenada a pagar 3 milhões de euros ao Fisco

A Cofina, que detém o Correio da Manhã, a CMTV, a Sábado e o Jornal de Negócios, vai ter de pagar três milhões de euros à Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) após ter perdido o …

Desfasamento do horário vigora até 31 de março de 2021 (e pode ser prolongado)

O regime excecional que contempla o desfasamento de horários vigora até 31 de março de 2021, podendo ser prolongado, e os trabalhadores sem transportes públicos que lhe permitam cumprir o horário podem opor-se. O diploma que …

Mário Centeno vai dar aulas na Universidade Nova

O governador do Banco de Portugal, Mário Centeno, vai dar aulas na Universidade Nova, em Campolide, Lisboa, avança o jornal Público esta quinta-feira. O antigo ministro das Finanças do Governo de António Costa vai lecionar a …

ADSE quer pagar reembolsos atrasados em menos de dois meses

A ADSE quer resolver os atrasos de largos meses que se verificam nos reembolsos das despesas que os beneficiários fazem no regime livre em menos de dois meses. De acordo com o semanário Expresso, a intenção …