Passes sociais são a “bomba eleitoral” de Costa

Carlos Barroso / Lusa

Luís Marques Mendes

Apesar de louvar a redução do preço dos passes sociais, Luís Marques Mendes refere que esta medida não surge por acaso, entrando em vigor “a dois meses das europeias e a seis das legislativas”.

No habitual espaço de comentário político no Jornal da Noite da SIC, Luís Marques Mendes abordou as alterações no preço dos passes sociais, referindo a existência de “uma redução brutal” que “vai ter um impacto político e social enorme”. Mas o ex-líder do PSD foi mais longe e classificou a medida de “bomba eleitoral“.

O comentador político realçou o cariz prático e imediato das decisões que entrarão em vigor em abril – a poupança para o bolso dos portugueses.

Na prática, nenhum utilizador normal pagará mais de 40 euros pelo passe e idosos nunca mais de 20, adianta o Observador. Além disso, “estuda-se a hipótese de, mais para a frente, crianças até aos 12 anos estarem isentas”, adiantou Marques Mendes. Esta medida fará com que a utilização dos transportes públicos aumente.

No entanto, isso implica uma nova questão: “Existem transportes em qualidade e quantidade suficiente?”.

O comentador destacou ainda que esta medida é, sobretudo, para Lisboa e Porto. “Todos os portugueses pagam. Mas há muitos municípios do interior que não terão benefício nenhum e também pagam. O interior fica a ver navios. Para os grandes centros urbanos, onde há os votos, há dinheiro.”

Na opinião de Luís Marques Mendes, esta alteração nos preços é mesmo “a medida mais eleitoralista dos últimos 25 anos“, principalmente porque entra em vigor “a dois meses das europeias e a seis das legislativas”. “É uma medida justa, necessária, mas com um eleitoralismo à solta brutal”, resume.

“Está-se a matar o SNS”

O eleitoralismo voltou a marcar presença no comentário político deste domingo quando Marques Mendes surgiu com o tema “roteiro da saúde” que António Costa tem realizado nos últimos tempos – isto é, uma sucessão de inaugurações de unidades de saúde.

Marques Mendes desvalorizou a questão, rematando o assunto com a frase “toda a gente está a fazer campanha eleitoral”. De seguida, centrou as atenções nos problemas que assolam a Saúde em Portugal. “Está a matar-se o SNS”, principalmente porque falta “investimento em recursos humanos“.

Para o ex-líder do PSD, manter as cativações na Saúde está “a matar, a pouco e pouco, o SNS”. “O SNS é a maior conquista do 25 de abril, a seguir à liberdade. É um dos dois instrumentos principais para combater a desigualdade social, juntamente com a escola pública.”

Dada a gravidade do assunto, Marques Mendes apelou, inclusive, para que no final do período eleitoral, o Governo e a oposição se “entendessem” sobre o assunto.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. O resto do pais é paisagem…
    Em Lisboa vamos ter passes com preços limite mas no resto do pais continua-se a pagar o mesmo…
    Será que não temos os mesmos direitos? Só vamos ter os mesmos deveres que é ajudar a pagar o défice entre os custos reais dos serviços e o montante pago às transportadoras?
    E não venham dizer que serão os município da área metropolitana a pagar pois o dinheiro que eles gerem é “de nós todos”…

    • Meu caro Armindo,
      No resto do país não tem a EMEL a restringir o estacionamento e a aplicar valentes multas a quem não quer pagar estacionamento. Também não tem grandes problemas de constegionamento de tráfico como na grande Lisboa e no Porto assim como restrições à entrada no centro da cidade para veículos mais antigos. O Sr. tem que entender as diferentes realidades e as realidades de Lisboa e do Porto divergem em muito do resto do país. Há cada vez mais incentivos da parte da câmaras destas duas grandes cidades para que a população utilize transportes públicos mas também há grandes gastos para quem não quer ou não pode usar transportes públicos.

      • Mas o que têm as multas de estacionamento, uma infração, a ver com o preço dos transportes? Como se fosse justificação. Tenha dó… Não tem nada a ver, mas até parece que só se multa em Lisboa.

      • Olha-me este!!! É preciso ter lata. Então o amigo não sabe que qualquer terrinha tem a polícia local que mais não faz do que multar carros?! E são muitas as terrinhas onde não há locais para estacionar. Um conselho: saia de Lisboa e Porto e perca um pouco de tempo a conhecer o país que obviamente bem demonstra desconhecer.

      • O senhor Esclarecido se tal como os políticos que apoia entende que a medida é justa porque não essas benesses ficarem por conta apenas das autarquias em questão, que dever temos nós fora dessa área de residência de contribuir para o vosso bem estar? Que tal taxarmos a água, o leite e outros produtos que vos enviamos para vos matar a sede e a fome a preços que nos sintamos ressarcidos pelos danos causados, estará de acordo?

  2. Isto é mais um escândalo. Os Portugueses vão suportar esta benesse dada a Lisboetas e Portuenses. O resto do país, paga e cala. E os transportes públicos nas restantes regiões manterão ou ainda verão agravados os seus preços. Uma completa vergonha.

RESPONDER

Cavaco fala em "democracia amordaçada" (e na "vergonha" dos números da pandemia)

Este sábado, numa participação na Academia de Formação Política das Mulheres Sociais-Democratas, Cavaco Silva deixou duras críticas ao Executivo de António Costa, sublinhando que a pandemia mostrou um "SNS fragilizado por decisões erradas do governo". O …

Remédio contra piolhos está a ser usado contra covid-19. Infarmed e DGS investigam

"Centenas" de doentes de covid-19, em Portugal, têm sido tratados com o antiparasitário Ivermectina que é usado contra piolhos e lombrigas. Há médicos que o prescrevem e que também o tomam a título preventivo, embora …

Sporting bate recorde histórico, mas até o do 6-3 era melhor (quando Amorim não estava "do lado certo")

O Sporting não perde há 22 jogos e bateu o recorde de invencibilidade dos leões em jogos do campeonato que pertencia à equipa de 1981/1982. Um dado que deixa Ruben Amorim orgulhoso, mas o treinador …

"Estou a morrer." Constança luta por um medicamento para se salvar, Infarmed diz que não recebeu pedido do Hospital

Constança Bradell fez um apelo nas redes sociais, numa publicação em que descreve a luta que está a travar contra a fibrose quística. A jovem, de 24 anos, pede a aprovação do medicamento que lhe …

Um século de luta comunista comemorado com 100 ações pelo país

O mais antigo partido político comemora, esta sábado, 100 anos de existência. PCP vai festejar o aniversário com 100 ações pelo país. O PCP assinala, este sábado, os seus 100 anos com 100 ações, em mais …

Relações esfriadas. Moedas consultou Marcelo, mas dispensou conselhos de Passos

Antes de anunciar a sua candidatura a Lisboa, Carlos Moedas consultou Marcelo Rebelo de Sousa e falou com Paulo Portas. Com Pedro Passos Coelho só falou um dia depois de o seu nome ter sido …

Portugal não pode perder o comboio da Europa. Para Marcelo, é hora de aproveitar o novo ciclo

A crise que assolou o nosso país tem de ser aproveitada para "olhar para os problemas estruturais". A mensagem foi deixada pelo Presidente da República, nesta sexta-feira, na conferência de abertura do Festival P, com …

Santana não desiste e admite candidatar-se à Figueira (mesmo à revelia do PSD local)

Pedro Santana Lopes não fecha totalmente a porta e admite vir a candidatar-se à Figueira da Foz como independente. Mesmo que a concelhia do PSD já tenha tomado uma decisão e avance com Pedro Machado, Pedro …

Um Papa na "Terra de Abraão" pela primeira vez na História. Francisco em viagem inédita ao Iraque

Depois de 15 meses em Itália, o Papa Francisco regressou às viagens pastorais com uma visita de quatro dias ao Iraque, uma viagem inédita de um líder da Igreja Católica ao Iraque.  O Papa Francisco desafiou …

Jesus não "perdoa" Vlachodimos pelo erro no dérbi. Vieira já definiu preço para o guardião

O jornal O Jogo escreve este sábado que o treinador do Benfica, Jorge Jesus, ainda não esqueceu o erro do guardião Odysseas Vlachodimos frente ao Sporting, numa partida para o campeonato que acabou com a …