Jair Bolsonaro condenado a indemnizar jornalista por danos morais

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, foi condenado a pagar uma indemnização à jornalista Patrícia Campos Mello por danos morais, devido a comentários machistas e degradantes, revelou este sábado uma fonte judicial.

De acordo com a decisão de um tribunal de São Paulo, a que a agência France Presse teve acesso, o chefe de Estado brasileiro terá de pagar 20.000 reais (2.900 euros) à jornalista do diário Folha de S. Paulo, um dos jornais mais respeitados do país.

A sentença é passível de recurso.

O magistrado encarregado do caso decidiu numa sentença que assinou em 16 de março último que o Presidente “prejudicou a honra da queixosa, causando danos morais”.

Os factos datam de fevereiro de 2020, quando Bolsonaro insinuou que a jornalista tentou obter uma notícia contra si em troca de favores sexuais com uma fonte. “Ela queria…, ela queria um furo. Ela queria dar o furo [risos] a qualquer preço contra mim”, afirmou na altura Jair Bolsonaro.

Patrícia Campos Mello é autora de artigos de investigação sobre uma organização que espalhou notícias falsas através de mensagens pela aplicação WhatsApp contra o Partido dos Trabalhadores (PT, esquerda) durante a campanha presidencial de 2018, que acabou por ser ganha por Jair Bolsonaro.

Em 21 de janeiro último, Patrícia Campos Mello conseguiu outra vitória judicial contra a família do Presidente brasileiro, nesse caso com a condenação de um dos seus filhos, o deputado Eduardo Bolsonaro, a uma multa de 30.000 reais (4.400 euros), também por danos morais.

Eduardo Bolsonaro afirmou em maio de 2020 que a jornalista tinha “tentado seduzir” um empregado de uma empresa de marketing digital para obter informações para a sua investigação sobre a desinformação nas eleições de 2018.

Um relatório da Federação Nacional de Jornalistas do Brasil (Fenaj) divulgado em finais de janeiro contabilizou um total de 428 violações da liberdade de imprensa em 2020 no país, entre agressões físicas e verbais e intimidação, o dobro dos casos por comparação com 2019.

De acordo com esse relatório, o Presidente Jair Bolsonaro está diretamente ligado a 40% desses ataques.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Carta misteriosa escrita por passageira do Titanic está a intrigar os peritos

Uma equipa de investigadores está a tentar desvendar um mistério que envolve uma carta que terá sido escrita por uma jovem a bordo do Titanic na véspera do naufrágio. Uma família encontrou a carta numa garrafa …

Violência na Colômbia preocupa comunidade internacional

Várias cidades colombianas continuam a ser palco de violentas manifestações contra o Governo do país, mas são reprimidas com força pela polícia e por militares. As manifestações começaram em forma de protesto contra uma reforma tributária …

Veterana de Bletchley Park tem um novo código da 2.ª Guerra para decifrar (mas precisa de ajuda)

Um casal que encontrou mensagens codificadas da II Guerra Mundial sob o assoalho está tentar decifrá-las com a ajuda do seu vizinho, um decifrador de códigos de Bletchley Park. John e Val Campbell encontraram um esconderijo …

"Caixas mistério" com animais de estimação geram indignação na China

Uma nova moda conhecida como "caixa mistério" ganhou popularidade na China. O método consiste em fazer uma encomenda através da internet e é enviada, pelo correio, uma caixa com um animal de estimação. Estas encomendas estão …

Arquivos da polícia do Estado Islâmico revelam como era a vida sob o califado

Arquivos da polícia do Estado Islâmico, conhecida como shurta, revelam como era a vida sob o califado. Os polícias eram tão bem pagos que não podiam ser subornados. Não é sempre que os regimes mirram …

Barco português detido por ancorar ilegalmente em águas da Malásia

Um navio mercante registado em Portugal está retido na Malásia por ter alegadamente ancorado em águas territoriais do país sem autorização, avançou esta sexta-feira a Guarda Costeira malaia. Num comunicado, Nurul Hizam Zakaria, diretor da agência …

”Eficácia e qualidade”. OMS aprova vacina chinesa da Sinopharm

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou, esta sexta-feira, o uso de emergência da vacina chinesa contra a covid-19 da Sinopharm. Trata-se da primeira vacina desenvolvida pela China a ser aprovada pela organização, lembra a agência …

Sem estado de emergência não pode haver confinamento de pessoas saudáveis

O constitucionalista Jorge Reis Novais defendeu hoje que sem estado de emergência que suspenda a garantia do artigo 27.º da Constituição não pode haver confinamento de pessoas saudáveis, até uma eventual revisão constitucional. Por outro lado, …

"Neuro-direitos". O Chile quer proteger os seus cidadãos do controlo da mente

O Chile quer tornar-se o primeiro país a proteger as pessoas do controlo da mente, à medida que a capacidade de mexer com cérebros se aproxima cada vez mais da realidade. O senador Guido Girardi está …

Emprego, formação e pobreza. Cimeira Social marca "o mais ambicioso compromisso" da UE

A Cimeira Social arrancou, nesta sexta-feira, no Porto, com a presença de 24 dos 27 chefes de Estado e de Governo da UE, num evento que pretende definir a agenda social da Europa para a …