Boeing encontra detritos nos tanques de combustível dos 737 Max

rich_w / Flickr

A Boeing descobriu detritos nos depósitos de combustível de alguns dos aviões 737 MAX que tem estacionados e preparados para entrega. A empresa norte-americana garante que está a investigar o assunto e que vai analisar todos os aparelhos atualmente parados.

De acordo com o blogue de aviação Leeham News, a empresa já confirmou a presença dos chamados FOD ou foreign object debris (detritos estranhos, em tradução livre) e garante que está a investigar o assunto e a analisar todos os aparelhos. Em aviação, os chamados FOD são frequentemente ferramentas ou pedaços de tecido.

“No decorrer de operações de manutenção, descobrimos FOD em aviões 737 Max ainda não entregues e neste momento estacionados. Esse facto originou uma investigação interna robusta e medidas de correção imediatas no nosso sistema de produção. Também estamos a inspecionar todos os 737 Max da Boeing parados para assegurar que não há FOD”, afirmou um porta-voz da empresa norte-americana, em declarações ao jornal britânico The Guardian.

O 737 Max está proibido de voar em todo o mundo desde março de 2019, o que está a prejudicar economicamente a empresa e centenas de fornecedores e obriga a que mais de 400 unidades estejam estacionadas nos Estados Unidos, nomeadamente no estado de Washington, no noroeste, e no Texas, no sul.

Foi em vários destes locais que os objetos estranhos apareceram nos depósitos dos aviões. De acordo com a BBC, o chefe do programa 737 da Boeing disse aos funcionários que o problema é “absolutamente inaceitável”.

O blogue de aviação Leeham News adiantou que era pouco provável que estes detritos implicassem a recertificação das aeronaves. A mesma fonte detalhou que a análise a cada 737 MAX demorará, pelo menos, três dias.

O responsável pela comunicação da Boeing salientou que recomendam às companhias que têm aviões parados há mais de um ano que inspecionem os tanques de combustível.

A Boeing garante que repor o 737 Max em serviço é a sua “prioridade absoluta”. Porém, os voos para nova certificação do modelo só devem ser feitos a partir de maio. A proibição de voo aproxima-se do período de um ano e já é a maior de sempre de um avião norte-americano.

O 737 Max era o modelo mais popular da Boeing, que em 2019, pela primeira vez em oito anos, foi ultrapassada pela Airbus como o maior fabricante mundial de aviões. Em 2019 produziu 380 unidades, face a 863 da rival europeia.

Porém, a reputação da Boeing está já bastante frágil, após ter sido altamente prejudicada por dois acidentes com dois aparelhos deste modelo, em outubro de 2018 e março de 2019, que provocaram, no total, 346 mortos.

A empresa já admitiu que uma falha de software do MCAS teve um papel nos dois acidentes, tendo a investigação oficial já concluído que, no primeiro caso, foi mesmo a causa principal.

Para além disso, vieram a público centenas de mensagens internas entre funcionários, desvalorizando as regras de segurança e considerando que o avião tinha sido “desenhado por palhaços”.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Sporting 2-1 Santa Clara | Super-Coates volta a ser herói

Arrancado a ferros… à campeão? O Sporting esteve a poucos segundos de registar o terceiro empate em casa, perante um Santa Clara que não foi em nada inferior aos “leões” e até conseguiu ser superior em …

Os gatos demonstram ser menos leais do que os cães (mas pode haver uma razão)

Ainda existe um estereótipo sobre a diferença entre cães e gatos. Normalmente as pessoas associam os cães a animais amorosos e leais, enquanto os gatos são tidos como distantes e indiferentes. Um novo estudo pode …

O mistério do "lago dos esqueletos" na Índia intriga cientistas há décadas

O Roopkund, localizado na parte indiana dos Himalaias, é um lago glacial com centenas de ossos humanos. E ninguém sabe como foram lá parar. Em 1942, um guarda florestal revelou ao mundo a existência deste lago …

A fronteira mais importante da China é imaginária: a Linha Hu

A Linha Hu, também conhecida como linha Heihe-Tengchong, é uma linha imaginária que divida a China em duas partes com áreas quase iguais. Estende-se da cidade de Heihe até Tengchong. Desenhada pela primeira vez em 1935, …

Algumas pessoas moram em aeroportos durante meses (ou até mesmo anos)

Aeroportos não servem de casa apenas para os sem-abrigo. Há pessoas que, involuntariamente ou não, ficam lá durante meses e, em alguns casos, até mesmo anos. Em janeiro, as autoridades de Chicago prenderam um homem de …

Senado da Carolina do Sul aprova fuzilamento como método de execução

Com esta decisão, a Carolina do Sul poderá converter-se no quarto estado do país a incorporar este método de execução de pena de morte, depois do Utah, Oklahoma e Mississípi. De acordo com a agência noticiosa …

"Oxigénio tornou-se ouro". Criminosos lucram com a sua escassez no México

A pandemia de covid-19 deixou a Cidade do México a atravessar uma grande escassez de oxigénio médico. Criminosos estão a aproveitar para lucrar com a situação. A capital mexicana registou um pico de infeções e hospitalizações …

Meteorito do tamanho de um damasco caiu em França (e os astrónomos precisam de ajuda para encontrá-lo)

Os entusiastas do Espaço estão a ser instados a procurar um meteorito do tamanho de um damasco que caiu no fim de semana passado no sudoeste de França.  O meteorito, com peso estimado em 150 gramas, …

Professora pediu a alunos para fingir que eram escravos e escreverem carta para África

Uma professora de uma escola secundária no Mississippi, nos Estados Unidos, está a ser alvo de críticas devido a uma fotografia de um trabalho de casa divulgada nas redes sociais. Foi pedido aos alunos do 8.º …

Obra de Churchill que pertencia a Angelina Jolie vendida por valor recorde

O quadro pintado pelo antigo primeiro-ministro britânico foi vendido por 8,3 milhões de libras. A pintura foi um presente de Winston Churchill para o presidente dos Estados Unidos, Franklin D. Roosevelt, e agora foi leiloada …