Bloqueio dos coronabonds pela Holanda é “irresponsável”

EPP / Flickr

Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia

Jean-Claude Juncker, antigo presidente da Comissão Europeia, considera que o bloqueio pela Holanda do uso do Mecanismo Europeu de Estabilidade é “irresponsável”.

O antigo presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, considerou esta quinta-feira “irresponsável” o bloqueio pela Holanda de uma resposta económica europeia concertada e solidária face à pandemia, precisando que qualquer mutualização das dívidas só poderia ser considerada em dívidas futuras.

Bloquear o uso do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MES) “porque nos apegamos teimosa, ideológica e religiosamente à adoção de severos condicionalismos é irresponsável”, disse numa entrevista ao jornal francês Liberation.

Na manhã de quarta-feira, depois de 16 horas de debates, Haia foi unanimemente apontada pela sua inflexibilidade, por dificultar qualquer perspetiva de acordo sobre uma ativação incondicional deste fundo europeu MES, criado em 2012 para os Estados em dificuldade.

Para Juncker, a inflexibilidade da Holanda ainda é mais incompreensível, já que “o MES não será suficiente para relançar” as economias europeias.

Para relançar as economias europeias, o ex-presidente da Comissão defende a criação de uma capacidade de endividamento europeia, em torno da emissão dos coronabonds.

“Em dezembro de 2010, como presidente do Eurogrupo, propus a criação de eurobonds para que todos os membros da zona euro beneficiassem da mesma taxa de juro. Mas precisamos de fazer a diferença com os coronabonds: não se trata de mutualizar as dívidas nacionais do passado, uma ideia contra a qual se levantou metade da Europa, mas de mutualizar a dívida que surgirá da criação de meios orçamentais necessários para responder à crise do coronavírus”, disse Juncker.

“Trata-se de organizar solidariamente esse financiamento da crise atual, combinando os diferentes instrumentos: Banco Europeu de Investimento, MES, orçamento europeu e finalmente os coronabonds”, acrescentou.

Depois de o seu antecessor Jacques Delors, que viu em 28 de março um “perigo mortal” para a União Europeia, se não estiver mais unida diante da crise, Juncker aponta “um risco de que os países do sul se afastem do projeto europeu, se a União não souber reagir com a onda de solidariedade que deveria“.

“O discurso da Holanda consiste em dizer que não têm que pagar as dívidas dos outros: mas não se trata de pagar as dívidas dos outros do passado, mas de organizar o financiamento futuro dos custos da crise”, acrescentou Juncker.

Por outro lado, Juncker considera “curiosas, erradas e escandalosas” as palavras do ministro das Finanças holandês Wopke Hoekstra “que pediu uma auditoria das políticas orçamentais dos países do sul”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …

Covid-19. México investiga mercado negro de atestados de óbito falsos

As autoridades da Cidade do México anunciaram que estão a investigar um suposto mercado negro de atestados de óbito relacionado com a covid-19, no dia em que o país registou 625 mortes nas últimas 24 …

Astrónomos descobrem "réplica" do Sol e da Terra a três mil anos-luz

O que diferencia esta descoberta de outros exoplanetas parecidos com a Terra é que a sua estrela tem uma semelhança impressionante com o nosso Sol. Entre os dados da missão Kepler, uma equipa de investigadores identificou …

Sem romarias e festas, milhares de famílias estão a entrar em falência

Milhares de famílias cujo rendimento depende das romarias e festas populares estão a atravessar sérias dificuldades económicas. Os prejuízos ultrapassam os 50 milhões de euros. A suspensão das festas populares e romarias religiosas em todo o …

Corpo de Maria Velho da Costa ficou 11 dias na morgue. Filho critica MP e fala em "massacre psicológico"

Os restos mortais da escritora Maria Velho da Costa, que faleceu a 23 de Maio, ficaram no Instituto de Medicina Legal, em Lisboa, durante 11 dias, sem que a família tivesse conhecimento de que já …

"Vocês são uns ingratos". Vieira arrasa equipa após empate com o Tondela

Luís Filipe Vieira foi ao balneário falar com os jogadores após o empate com o Tondela. O presidente benfiquista mostrou-se irritado e acusou os futebolistas de ingratidão. Depois do empate do SL Benfica com o CD …

Costa tirou o tapete ao seu "super-ministro" (que é cada vez mais candidato a líder do PS)

Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas, já foi um peso-pesado do Governo de António Costa, mas o primeiro-ministro desautorizou-o na discussão sobre o futuro da TAP, num claro sinal de que a "lua-de-mel" entre os …

Há dois candidatos na calha para suceder a Centeno. Siza Vieira fora da corrida

Pedro Siza Vieira era apontado como o favorito a suceder a Mário Centeno na pasta das Finanças, mas recusou essa possibilidade. Nelson de Souza e João Leão são agora os dois principais candidatos. Com a saída …