Bloqueio dos coronabonds pela Holanda é “irresponsável”

EPP / Flickr

Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia

Jean-Claude Juncker, antigo presidente da Comissão Europeia, considera que o bloqueio pela Holanda do uso do Mecanismo Europeu de Estabilidade é “irresponsável”.

O antigo presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, considerou esta quinta-feira “irresponsável” o bloqueio pela Holanda de uma resposta económica europeia concertada e solidária face à pandemia, precisando que qualquer mutualização das dívidas só poderia ser considerada em dívidas futuras.

Bloquear o uso do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MES) “porque nos apegamos teimosa, ideológica e religiosamente à adoção de severos condicionalismos é irresponsável”, disse numa entrevista ao jornal francês Liberation.

Na manhã de quarta-feira, depois de 16 horas de debates, Haia foi unanimemente apontada pela sua inflexibilidade, por dificultar qualquer perspetiva de acordo sobre uma ativação incondicional deste fundo europeu MES, criado em 2012 para os Estados em dificuldade.

Para Juncker, a inflexibilidade da Holanda ainda é mais incompreensível, já que “o MES não será suficiente para relançar” as economias europeias.

Para relançar as economias europeias, o ex-presidente da Comissão defende a criação de uma capacidade de endividamento europeia, em torno da emissão dos coronabonds.

“Em dezembro de 2010, como presidente do Eurogrupo, propus a criação de eurobonds para que todos os membros da zona euro beneficiassem da mesma taxa de juro. Mas precisamos de fazer a diferença com os coronabonds: não se trata de mutualizar as dívidas nacionais do passado, uma ideia contra a qual se levantou metade da Europa, mas de mutualizar a dívida que surgirá da criação de meios orçamentais necessários para responder à crise do coronavírus”, disse Juncker.

“Trata-se de organizar solidariamente esse financiamento da crise atual, combinando os diferentes instrumentos: Banco Europeu de Investimento, MES, orçamento europeu e finalmente os coronabonds”, acrescentou.

Depois de o seu antecessor Jacques Delors, que viu em 28 de março um “perigo mortal” para a União Europeia, se não estiver mais unida diante da crise, Juncker aponta “um risco de que os países do sul se afastem do projeto europeu, se a União não souber reagir com a onda de solidariedade que deveria“.

“O discurso da Holanda consiste em dizer que não têm que pagar as dívidas dos outros: mas não se trata de pagar as dívidas dos outros do passado, mas de organizar o financiamento futuro dos custos da crise”, acrescentou Juncker.

Por outro lado, Juncker considera “curiosas, erradas e escandalosas” as palavras do ministro das Finanças holandês Wopke Hoekstra “que pediu uma auditoria das políticas orçamentais dos países do sul”.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Titã pode estar condenada a chocar contra Saturno

A maior lua de Saturno, Titã, tem um enorme efeito na inclinação do planeta, e o seu afastamento do planeta pode derrubá-lo e condenar a própria Titã. A cada ano que passa, Titã afasta-se 11 centímetros …

É um cenário de filme de ficção científica - mas será possível a Lua colidir contra a Terra?

Está sempre aparentemente calma no céu, mas será que a Lua pode algum dia vir a chocar com a Terra? Há simulações que ajudam a ter uma ideia do que aconteceria neste cenário. Um novo filme …

O segredo da Coreia do Sul para combater a covid-19? Tecnologia de ponta e toque humano

O sucesso da Coreia do Sul a combater a pandemia de covid-19 não assentou apenas no recurso à tecnologia de ponta — também envolveu o tradicional toque humano. De acordo com um recente relatório da Câmara …

Governo: voto contra do Bloco é "definitivo". Marcelo diz que chumbo provoca dissolução

O Governo afirmou este domingo que entendeu o anúncio de voto contra por parte do BE como “uma posição definitiva”, remetendo eventuais novas negociações com este partido para a fase da especialidade do Orçamento do …

Soldados do exército chinês alinhados.

Chinesas querem "empregos de homem" — mas o sistema educacional corta-lhes as asas

Várias escolas, academia e universidades chinesas impõe cotas que limitam o acesso de estudantes do sexo feminino. Mulheres têm de tirar notas mais altas do que os homens para entrar. Um pouco por todo o mundo …

"A Escola de Atenas", quadro de Rafael Sanzio.

Ideias da filosofia grega podem ter-nos conduzido às alterações climáticas

Algumas das ideias defendidas por antigos filósofos gregos podem ter conduzido a civilização rumo às alterações climáticas. Incêndios florestais causados por ventos crescentes e um calor sem precedentes cercaram Atenas, Grécia, no verão passado, cobrindo os …

Vizela 0-1 Benfica | Milagre de São Rafa no último suspiro

A ressaca pós-goleada frente ao Bayern, na Liga dos Campeões, foi difícil para o Benfica. Os comandados de Jorge Jesus sentiram muitas dificuldades frente a um Vizela que sabia que o seu adversário iria patentear …

Otoniel, o camponês paramilitar (e criminoso mais procurado da Colômbia) foi capturado

O governo da Colômbia anunciou este sábado a captura do narcotraficante mais procurado do país, Dairo Antonio Úsuga (com a alcunha de 'Otoniel'), por quem os Estados Unidos ofereciam uma recompensa de cinco milhões de …

"Tratam as doentes como histéricas". O longo caminho da Medicina até levar a sério a dor feminina está a custar vidas

Muitos dos avanços na medicina tiveram apenas metade da população em conta. Para além da falta de representação das mulheres nos estudos médicos, a dor e os relatos das pacientes são muitas vezes desvalorizados nas …

Bloco faz ultimato: vota contra o OE se até 4ª feira o Governo "insistir em impor recusas"

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, avisou este domingo que o BE votará contra o orçamento se até quarta-feira “o Governo insistir em impor recusas onde a esquerda podia ter avanços”, mantendo, no …