Bloco quer reverter “borlas” aos produtores eólicos, mas PS rejeita

O Bloco de Esquerda quer revogar a lei que prolonga receitas de produtores eólicos, aprovada em 2013 por Artur Trindade, durante o Governo de Pedro Passos Coelhos.

A proposta bloquista foi debatida esta quinta-feira e será votada hoje no Parlamento. O PS já deu a entender que rejeita reverter os contratos.

Em causa está o Decreto-Lei n.º 35/2013, que permitiu às empresas de energia eólica aceder a um regime especial pelo qual teriam direito a um período de cinco a sete anos de tarifas protegidas após o término do período inicial de tarifas garantidas (de 15 anos).

Durante este período, a energia colocada no mercado teria uma receita mínima de 74 euros por megawatt hora. Os preços que são atualmente praticados no mercado rondam entre os 40 e os 50 euros por megawatt hora.

Para ter este benefício, os produtores eólicos aceitaram pagar uma contribuição ao sistema elétrico, no total cerca de 27 milhões de euros por ano entre 2013 e 2020, explica o Expresso.

“O que vamos discutir é uma das maiores borlas dadas aos produtores de eletricidade em Portugal, com a cobrança ilegítima a partir de 2021, de entre 700 a 1.000 milhões de euros a mais”, disse o deputado bloquista Jorge Costa, no Parlamento, esta quinta-feira.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Jorge Costa (@1975jorgecosta)

“Dia feio no Parlamento. O Partido Socialista chumba a aplicação das medidas que o próprio PS recomendou para reverter a borla eólica às elétricas. Os deputados socialistas que integraram a CPI [Comissão Parlamentar de Inquérito] nem apareceram no plenário…”, começou por escrever o deputado nas redes sociais.

“O PS diz que a proposta ‘rasga contratos’, mas há um ano o PS preferiu votar a fingir para se colocar na foto do combate às rendas excessivas. Ainda tive dois minutos para dizer isso ao deputado do PS”, acrescentou.

O deputado estima ainda que “a partir de 2021 as elétricas vão recuperar só no primeiro ano quase tudo o que pagaram entre 2013 e 2020”, naquilo que considera ser “um negócio ruinoso”.

Jorge Costa lembra que os deputados do Partido Socialista que integraram a comissão parlamentar de inquérito recomendaram a reversão destes negócios. “Os deputados do Partido Socialista aprovaram essa recomendação. Até estranho não os estar a ver aqui”, atirou.

“Há medidas com as quais podemos concordar ou não. Consideramos que [o Decreto-Lei 35/2013] foi uma má decisão que prejudicou os consumidores. Mas o que achamos não nos confere legitimidade para rasgar contratos”, reagiu o deputado socialista Nuno Fazenda. “O que há a fazer é honrar os compromissos”.

Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Cumbre Vieja deixou de expelir lava, mas os sismos voltaram

O vulcão Cumbre Vieja, em La Palma, nas Canárias, parou de emitir lava. Apesar de a atividade ter sido a mais baixa da última semana, as autoridades alertam que a situação pode mudar rapidamente. A atividade …

Portugal continental tem 83,89% da população com vacinação completa

Cerca de 8,27 milhões de pessoas em Portugal continental tinham a vacinação completa contra a covid-19 até às 19h00 deste domingo, revelou à agência Lusa fonte oficial da task force que coordena o processo de …

Mulheres ganham 9% das câmaras, menos do que em 2017

Das 308 câmaras do país, 28 foram ganhas por uma mulher, o que corresponde a aproximadamente 9% do total e menos do que as 32 autarcas eleitas em 2017, segundo o portal de dados estatísticos …

Turismo só usou um terço das linhas de crédito criadas para o setor

A utilização das linhas de crédito destinadas especificamente ao turismo ficou aquém do esperado. Até agora, as empresas só utilizaram cerca de 30% destas linhas, que disponibilizam um valor conjunto de 400 milhões de euros. Rita …

Carla Tavares reeleita na Amadora. Suzana Garcia assume responsabilidade da derrota

 A socialista Carla Tavares foi reeleita, este domingo, com maioria absoluta, como presidente da Câmara Municipal da Amadora, no distrito de Lisboa. Os resultados da noite eleitoral deram o triunfo à candidatura liderada pela socialista Carla …

Corrida aos combustíveis. A antecipar um "inverno difícil", Reino Unido vai dar vistos temporários a camionistas

A falta de camionistas tem levado a filas nas bombas de combustíveis e entre 50% e 90% já estão vazias em algumas zonas do país. O governo vai dar vistos temporários a camionistas e está …

Vencedores e vencidos, numa noite eleitoral de perder o fôlego

A noite eleitoral foi longa e de perder o fôlego até ao último minuto. Entre alguns imprevistos, surpresas e validações, Lisboa foi o palco dos maiores holofotes: Carlos Moedas foi o grande e surpreendente vencedor …

Isaltino Morais reeleito em Oeiras. CDU perdeu vereador

O candidato independente Isaltino Morais foi reeleito presidente da Câmara de Oeiras nas eleições autárquicas deste domingo, tendo dedicado a vitória à juventude. “Não importa a percentagem. O que importa é que crescemos muito, aumentámos a …

Ganhar os jogos todos: quem consegue fazer o que o Benfica faz?

Ainda ninguém conseguiu travar o líder do campeonato português. Mas há outras equipas europeias a conseguir o mesmo. O Benfica está a construir um percurso inicial no campeonato português que não se via há quase 40 …

Tribunal admite que testemunha de Jeová menor recuse transfusão que lhe pode salvar a vida

Jovem de 16 anos que tem leucemia aguda recusou transfusões de sangue durante internamento no IPO. Caso consiga provar em tribunal capacidade de discernimento e maturidade justiça terá de desistir de lhe impor tratamento. O Instituto …